sábado, 11 de junho de 2016

Sarney é o poderoso chefão ou “chefe de todos os chefes” no esquema da propina ao PMDB, segundo o MPF

Em nota publicada na edição desta semana, a revista Veja afirma que o ex-presidente José Sarney seria uma espécie de “poderoso chefão” no esquema de pagamento de propina ao PMDB, conforme o que foi revelado pelo ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, e seus três filhos, em delação premiada. A afirmação seria do MPF.

“Ao justificar o pedido de prisão domiciliar de Sarney, o Ministério Público Federal descreve a atuação do ex-presidente como a do’capo de tutti capi’, ou ‘chefe de todos os chefes’, do PMDB”, revela a nota.

A revelação é dos jornalistas Severino Motta e Natália Viri.

Confira a íntegra das notas.

Preto no Branco
A deleção de Sérgio Machado e seus três filhos destrói a tentativa da cúpula do PMDB de se desvincular dele. O ex-presidente da Transpetro detalhou, com documentos, de quais contratos saíram os repasses a Renan Calheiros, romero Jucá, José Sarney e Edison Lobão, quem recebeu, onde e quando.

Poderoso Chefão
Ao justificar o pedido de prisão domiciliar de Sarney, o Ministério Público Federal descreve a atuação do ex-presidente como a do “capo de tutti capi”, ou “chefe de todos os chefes”, do PMDB. Procuradores dizem que nada acontecia no esquema de propina para o partido sem a bênção de Sarney.

Com a boca na botija
Na berlinda pelas críticas de que exageraram ao pedir a prisão do quarteto peemedebista, procuradores dizem que o caso era idêntico ao de Delcídio do Amaral, com a agravante de que os senadores planejavam usar sua prerrogativa de legislar para obstruir da Lava-Jato, o que configuraria crime.

Um comentário:

  1. Essas coisas no Brasil politico, não acontecem de hoje JÁ É de muito, muito tempo mas só agora é que a bronca estourou !

    ResponderExcluir

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...