sábado, 30 de julho de 2016

Convenção aclama Edivaldo como candidato à reeleição


Em convenção dos partidos aliados, realizada na Batuque Brasil, foi oficializada a candidatura do prefeito Edivaldo Holanda Júnior à reeleição. No palanque, dirigentes das agremiações que integram a maior coligação da capital convocaram suas militâncias a unirem forças pela renovação do mandato do prefeito que, segundo eles, vem trabalhando com determinação para melhorar a qualidade de vida da população de São Luís.

O prefeito fez um discurso forte conclamando a militância para a campanha em São Luís. Edivaldo fez um balanço de sua gestão antes de conclamar o exército de militantes a ganhar as ruas em busca da vitória. “Estamos reunidos com nosso exército para que a partir de agora possamos sair daqui com o grito da vitória e com o argumento: São Luís não pode parar”.

O prefeito ressaltou, ainda, o projeto político do campo aliado ao governador Flávio Dino, para 2016 e 2018. “O projeto desses partidos que aqui estão continua firme e vamos juntos em 2018. Vencemos em 2012, assumimos uma administração muito desfavorável e partimos para arrumar a casa e implantar as mudanças passo a passo, agora estamos colhendo os frutos dessa parceria com o Governo do Estado que nos permitiu reestruturar a cidade”, afirmou.

Os presidentes do PDT, Weverton Rocha, e do PCdoB, Márcio Jerry, os dois principais partidos da aliança, destacaram a sabotagem da ex-governadora Roseana Sarney com a administração Edivaldo, mas que ele, apesar da perseguição, teve a capacidade de administrar e cumprir seus compromissos assumidos com a população durante a campanha eleitoral de 2012, quando se elegeu e recebeu como herança uma prefeitura falida e com a cidade transformada em caos.

“Vamos mostrar a partir de hoje nossa força com maior energia ainda para reeleger Edivaldo, porque São Luís deve continuar no rumo certo”, enfatizou o presidente estadual do PCdoB e secretário de Comunicação e Articulação Política do Governo, Márcio Jerry, sob aplausos do grande público que lotou as dependências da Batuque.

O presidente do PDT, deputado federal Weverton Rocha, observou que após dois anos de perseguição do grupo Sarney, a harmonia entre os poderes Executivos estadual e municipal foi restabelecida com as parcerias feitas com o governo de Flávio Dino que haviam sido negadas pela ex-governadora. Durante os quatro anos de seu mandato não fez um único convênio com o município de São Luís.

A grande expectativa do dia era sobre quem seria o vice na chapa do prefeito. O posto continua em aberto. Mas agora, o favoritismo está entre indicação do PSB e do PCdoB. O PSB não participou. Até porque a convenção do partido está marcada para dia 5 de agosto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...