quinta-feira, 28 de julho de 2016

Flávio Dino anuncia investimento de R$ 5 milhões em obras e equipamentos para desenvolvimento da agricultura em 30 municípios

Em continuidade à política de investimento na produção agrícola do Maranhão, o governador Flávio Dino assinou investimentos para fornecimento de equipamentos da ordem de R$ 5 milhões que irão beneficiar 30 municípios maranhenses. Em solenidade realizada nesta quarta-feira (27), no Palácio dos Leões, o Governo anunciou a execução de obras e serviços em projetos ligados às cadeias produtivas dos programas ‘Mais Produção’, ‘Água para Todos’ e ‘Salangô II’.

Em seu discurso, o governador destacou que a obstinação do Estado é em melhorar os indicadores sociais do Maranhão por meio do desenvolvimento da produção, da geração de emprego e renda e da verticalização de outras cadeias produtivas. Ele explicou que a criação do Sistema Estadual de Produção e Abastecimento (Sepab) estimula as principais vocações econômicas do estado, com investimentos de aproximadamente R$ 2 bilhões para o fomento de 10 produtos prioritários.

Dentro dessas prioridades, as ordens de serviços assinadas nesta quarta-feira englobam o estímulo ao crescimento da produção de arroz e de leite, além da retomada do Projeto Salangô II, em São Mateus. O governador ressaltou que as ações voltadas para o crescimento da agricultura beneficiam vários municípios e tem se dado de forma continuada, consistente e com métodos que darão resultados concretos. 

“Nós acreditamos que esse é o caminho principal, além dos investimentos em educação, acreditar na capacidade do nosso povo de gerar riqueza, por isso que é muito importante investir na agricultura, na pecuária, na pesca, no extrativismo e piscicultura. Um evento como este é bastante importante porque significa que a trilha do desenvolvimento continua a ser buscada. Apesar da grande crise que nosso país enfrenta, nós acreditamos muito na capacidade do nosso povo de produzir e gerar riqueza”, reiterou Flávio Dino.

As ordens assinadas consistem na execução de obras e serviços para instalação de 27 Sistemas Coletivos de abastecimento de Água em oito municípios, aquisição de 20 trilhadeiras para cereais, 31 kits de irrigação e um caminhão Tanque de Leite com capacidade de carga útil de 8.000 litros, além de serviços de engenharia para execução das obras para recuperação das estações de bombeamento do Projeto Salangô II, em São Mateus.

O secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Pesca, Márcio Honaiser, explicou que as assinaturas beneficiarão dois dos 10 produtos prioritários do Programa Mais Produção: arroz e leite. “A cadeia produtiva do leite será beneficiada com o fornecimento de um caminhão tanque que vai ajudar a região Tocantina e o sul do estado. Na do arroz são 20 municípios que nós escolhemos como prioritários para fomentar esse tipo de produção”, enfatizou.

Além dos equipamentos, o gestor destacou que o Governo está complementando o apoio aos produtores com a prestação de assistência técnica para mais de 1500 produtores, por meio do Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), para que eles possam aprender a operar e potencializar a capacidade produtiva. “Desta forma a gente vai criando um Maranhão de oportunidades. E não temos dúvidas que através da produção o estado vai resgatar a sua dignidade e começar a importar menos e ser autossuficiente”, realçou.

Ele sublinhou ainda a implantação dos Sistemas Coletivos de Abastecimento de Água, que beneficiarão 27 povoados divididos em oito municípios e vão fomentar a produção familiar. “São povoados que não tem água e vão receber agora água encanada e poder fazer hortas, criações e ajudar assim na criação, desenvolvimento e melhoria da qualidade de vida dessas comunidades”, completou Honaiser.

Projeto Salangô

O secretário de Agricultura e Pesca de São Mateus, Antônio Rodrigues, comentou como os equipamentos garantidos pelo Governo terão impacto direto no cotidiano de trabalho dos agricultores do município.

“Esses equipamentos vão beneficiar a comunidade de São Mateus como um todo. O projeto Salangô que estava esquecido, desprezado deteriorado. Isso já é meio caminho andado para que agricultores produzam mais e tenham mais renda e mais emprego. Eles estavam fazendo por conta própria. As bombas queimaram todas e eles se juntavam e consertavam. Esse benefício é muito significativo para a comunidade de São Mateus”, afirmou.

O projeto de irrigação Salangô estava parado e foi oficialmente reativado pelo Governo do Estado, em abril do ano passado, quando o governador Flávio Dino também anunciou investimentos na ordem de R$ 3 milhões para o projeto. Já foram concluídas estradas e canais do projeto e com os equipamentos eles começam a produção. A reativação do projeto beneficiará cerca de 457 famílias de agricultores.

Márcio Honaiser explicou que esta etapa dos investimentos no Salangô é destinada ao sistema de bombeamento, com entrega de kits de irrigação para cercar o perímetro irrigado. “Ou seja, com mais algumas ações que estão sendo feitas, com essas de hoje, e as próximas que serão feitas até o início do mês que vem, o projeto Salangô já vai este ano começar a produzir”, relevou o secretário.

Patrulhas Agrícolas

A solenidade marcou também o anúncio do investimento de R$ 3 milhões oriundos de emenda parlamentar do deputado federal Júnior Marreca para a aquisição de 30 patrulhas agrícolas. “Esperamos que esses tratores nos ajudem a desenvolver essas cadeias que estão sendo prioritárias. Essa sinergia do Governo com os parlamentares, produtores e parceiros é essencial para o desenvolvimento econômico do Maranhão”, frisou Honaiser.

Municípios beneficiados

Serão beneficiados com 20 trilhadeiras os municípios de: Anajatuba, Anapurus, Arai, Buriti, Buriti Bravo, Cajari, Chapadinha, Codó, Grajaú, Itapecuru-Mirim, Matinha, Matões do Norte, Monção, Pedreiras, Penalva, Pindaré Mirim, São Mateus, Trizidela do Vale, Viana e Vitória do Mearim.


Os municípios beneficiados com os sistemas coletivos de abastecimento de água, incluindo perfuração de poço tubular, unidade de bombeamento, reservatório com estrutura elevatória, fornecimento de energia, rede de distribuição e ligações domiciliares são: Araguanã, Governador Newton Bello, Urbano Santos, São Bento, São João Batista, Alcântara, Bequimão e Peri-Mirim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...