quarta-feira, 20 de julho de 2016

Presos suspeitos de tentar assassinar família durante incêndio em Pirapemas

A Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI) enviou reforços para a cidade para somar na solução do caso e impedir invasão à delegacia onde se encontram os suspeitos. 
Dois suspeitos envolvidos no assalto e atentado a moradores do povoado Tiquaras, zona rural de Pirapemas, na última terça-feira (19) foram detidos e interrogados pela polícia. Eles foram presos momentos após o ocorrido e é investigada a participação de mais pessoas no atentado. Segundo as investigações, os homens procuravam uma quantia em dinheiro em uma residência e não encontrando atearam fogo no local.

Estão detidos Antônio da Silva Cruz, 27 anos, que mora em Pirapemas; e Adriano Rocha Nunes, de 23, com residência em Santa Rita. A polícia busca ainda por mais dois envolvidos. O caso é investigado pela Delegacia da Regional de Itapecuru Mirim.

Foram atingidas pelo fogo três pessoas da mesma família e um dos suspeitos. Uma das vítimas - Raimundo da Conceição Frazão, de 55 anos - teve 90% do corpo queimado, sendo transferido para unidade de saúde em Goiânia, onde se submete a tratamento. Duas outras vítimas, que tiveram queimaduras de segundo grau - estão internadas no Hospital Clementino Moura, o Socorrão II, em São Luís.

A Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI) enviou reforços para a cidade para somar na solução do caso e impedir invasão à delegacia onde se encontram os suspeitos. “Estamos reunindo todos os esforços para solucionar esse caso e reforçamos o policiamento para a cidade, inclusive com apoio do Grupo Tático Aéreo. Os envolvidos não ficarão impunes pela crueldade cometida com estas famílias”, enfatizou o titular da SPCI, Dircival Rodrigues.

“Todo apoio está sendo prestado às vítimas e suas famílias, tanto pela polícia, quanto pelos demais órgãos de competência. As investigações agora se voltam para que possamos encontrar outros dois suspeitos, sendo uma mulher. Estamos averiguando também se os suspeitos conheciam as vítimas e a situação jurídica deles. Vamos coletar informações com os dois que já foram presos também”, pontuou o delegado titular da Regional de Itapecuru, Samuel Morita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...