sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Flávio Dino inaugura Hospital Macrorregional de Imperatriz e destaca investimentos de R$ 120 milhões por ano em saúde na região tocantina

O novo Hospital Macrorregional Drª Ruth Noleto foi inaugurado pelo governador Flávio Dino e pelo secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, nesta sexta-feira (19). Construído com recursos da ordem de R$ 37,2 milhões, o novo hospital disponibilizará tratamento qualificado e especializado, com atendimento oncológico adulto para uma população de 1,2 milhão de pessoas.

“Nós estamos investindo R$ 5 milhões/mês para garantir os serviços de alta complexidade, cirurgias, ajudando todos os municípios da região no atendimento de casos mais graves, casos de cirurgia e casos também de clínica, além da vocação que nós teremos aqui também para o tratamento do câncer”, disse o governador Flávio Dino ao falar dos investimentos do Governo para assegurar a inauguração desta unidade de saúde em Imperatriz.

Segundo o governador, o Hospital Macrorregional de Imperatriz consiste em apenas uma parte do investimento em Saúde para a região. “Ele complementa a rede já existente do Governo do Estado na região, e, também, claro, as redes municipais. Dá, com isso, um enorme salto porque com ele nós chegaremos a R$ 10 milhões de investimentos/mês na cidade de Imperatriz, R$ 120 milhões/ano sem contar com os investimentos feitos na saúde de outras cidades da região, que também são ajudadas”, destacou.

O funcionamento do hospital será na modalidade conhecida como ‘porta fechada’. A unidade recebe os pacientes enviados por meio da Central de Regulação. O hospital é referência regional para o atendimento oncológico, de média e alta complexidade, com prestação de serviços para região de Imperatriz e regiões circunvizinhas.

A Central de Regulação do Hospital Macrorregional Drª Ruth Noleto é responsável pelo recebimento, avaliação e controle dos pedidos de internação nas áreas de clínicas médica, cirúrgica, oncológica e clínica cirúrgica oncológica, assim como Terapia Intensiva Adulto, por meio de leitos regulados e referenciados.

Para o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, a chegada do novo hospital em Imperatriz reduzirá a demanda oncológica na Região Tocantina, proporcionando tratamentos dignos à população maranhense. “O Governo do Maranhão trabalha para que tanto a assistência primária, quanto serviços de média e alta complexidade estejam disponíveis e qualificados ao alcance de todos. Com a vinda do Macrorregional de Imperatriz, a saúde pública do Maranhão caminha para reduzir disparidades históricas e oferecer mais agilidade e diversidade no atendimento da região”, explicou Carlos Lula.

A unidade possui três tipos de atendimentos, dentre eles serviços especializados, Serviço de Apoio Diagnóstico e Tratamento (SADT) e atendimento ambulatorial. São 116 leitos de internação, distribuídos nas especialidades clínica médica (26), cirúrgica (26), oncológica (26) e clínica cirúrgica oncológica (26), e mais 12 de UTI Adulto.

O complexo hospitalar, a partir das quatro especialidades, tem capacidade instalada mensal para 3.120 internações e 360 na UTI, totalizando 3.480 internações. Para o custeio da unidade para ações de média e alta complexidade, o repasse mensal do Governo do Estado será de R$ 3.7 milhões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...