quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Governador Flávio Dino recebe e dialoga com Sindicato dos Servidores Públicos e Centrais Sindicais do Maranhão

O governador Flávio Dino se reuniu nesta terça-feira (16) com representantes do Sindicato dos Servidores Públicos e Centrais Sindicais do Maranhão, no Palácio dos Leões, para discutir uma série de pleitos e dialogar de forma democrática sobre os vários pontos apresentados. Na ocasião, ele traçou o atual panorama fiscal do estado e do Brasil, destacando, de forma transparente, os resultados alcançados e os esforços realizados para manter, sobretudo, a folha salarial em dia, investimentos em serviços como saúde e educação, pagamento de dívidas e o funcionamento dos Três Poderes.

Flávio Dino iniciou a reunião apresentando um panorama geral do Governo, que perpassa por uma administração transparente e é marcada pelo diálogo. Ele comentou ainda a forma de gerenciamento adotado hoje no Estado, que visa a relação entre necessidades e meios, analisando a atual conjuntura e projetando as tendências. Além disso, ele explicou as consequências da recessão que assola o Brasil e o mundo, as perdas salariais no setor privado e no poder público, a alocação de recursos, o peso das dívidas – interna e externa – e a forte expansão de despesas com pessoal.

“Desde o começo do nosso mandato nós temos tido a preocupação de conversar com todos os setores sociais, porque achamos que essa é a melhor forma de governar, a mais democrática e a mais eficaz”, destacou o governador. De acordo com ele, o Governo tem dado continuidade a esse processo através de reuniões permanentes com as representações sindicais de vários segmentos, como trabalhadores rurais, representados por várias entidades, trabalhadores urbanos e também empresários.

O governador ressaltou que está torcendo para a conjuntura do país melhorar e, por consequência, a do Maranhão também, para que o processo de negociação em todas as questões salariais, das reivindicações sindicais, possam ser atendidas. “Fizemos essa reunião hoje de grande importância com as Centrais Sindicais e com o Sindicato dos Servidores Públicos dos Três Poderes, ouvindo sobre reivindicações e pleitos. Nós pudemos expor aquilo que temos feito. Ano passado tivemos e neste ano, também, um incremento muito expressivo na folha de pessoal”, reiterou.

Para Frazão Oliveira, presidente da Força Sindical do Maranhão, esse encontro do movimento sindical com o governador foi positivo. “Ele traz para o movimento sindical, sobretudo no setor público, para as centrais sindicais e o sindicato no geral, uma expectativa de que a mesa de negociação passa a ser permanente, os trabalhadores do setor público passam a ter um canal direto com o Governo e com o governador”, realçou.

Durante a reunião, ficou acordada a criação de uma Mesa Permanente de Diálogo e Negociação entre o Governo do Estado e as Centrais e Sindicatos. O presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Maranhão (Sinpol-MA), Heleudo Moreira, avaliou de forma positiva o encontro com o governador e a equipe de secretários para dialogar com os representantes dos servidores públicos do estado do Maranhão acerca da abertura ou reabertura de negociações. “É isso que nós queremos. Que essas negociações retomem para que nós possamos chegar a um entendimento sobre as nossas pautas específicas, no caso dos policiais civis do Maranhão”, explicou.

O presidente do Sindicato dos Servidores da Justiça do Estado do Maranhão (Sindjus-MA), Márcio Luiz Sousa, disse que esperava a abertura desse canal de diálogo com o governador. “Esse diálogo sempre vai engrandecer e vamos encontrar conjuntamente as soluções para os problemas que são inúmeros, podem até ser diferentes, mas como somos servidores públicos, o governador ouvindo e buscando junto ao seu secretariado e demais representantes aqui do Governo encontrar soluções para todas as categorias”, sublinhou.

Participaram da reunião representantes de vários sindicatos ligados às áreas dos Poderes Executivo, Judiciário e Legislativo, além da Central Única dos Trabalhadores (CUT), da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), da União Geral dos Trabalhadores (UGT), da Nova Central Sindical (NCST), da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), da CSP Conlutas.


Também estiveram presentes os secretários de Estado Marcelo Tavares (Casa Civil), Antônio Nunes (SEGOV), Márcio Jerry (SECAP), Cynthia Mota (SEPLAN), Francisco Gonçalves (SEDIHPOP) e o Procurador Geral do Estado (PGE), Rodrigo Maia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...