quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Governo presta assistência a vítimas de ataque criminoso em Pirapemas

Durante a visita, a direção do Socorrão II informou que Agnaldo da Silva Conceição e Celso da Silva Costa estão internados em área isolada na enfermaria e passam bem, devendo receber alta no final de semana.
Assistentes sociais da Secretaria de Estado da Saúde (SES) visitaram, na tarde desta quarta-feira (3), no Hospital Socorrão II (Cidade Operária), os sobreviventes do ataque criminoso ocorrido no município de Pirapemas, no último dia 19 de julho. 

Agnaldo da Silva Conceição e Celso da Silva Costa passam bem e têm alta prevista para este final de semana. Quatro suspeitos de terem cometido o crime foram presos e dois estão com prisão preventiva decretada. Uma mulher suspeita de esconder um dos criminosos também foi indiciada. As investigações estão sendo conduzidas pela Delegacia Regional de Itapecuru-Mirim.

Segundo o coordenador do Programa de Tratamento Fora do Domicílio (TFD) da SES, Leão Leda, a equipe de assistentes sociais foi enviada ao local para obter informações a respeito do estado de saúde das vítimas. Durante a visita, a direção do Socorrão II informou que Agnaldo da Silva Conceição e Celso da Silva Costa estão internados em área isolada na enfermaria e passam bem, devendo receber alta no final de semana.

“Constatamos que não há necessidade de transferir os pacientes para outro hospital”, informou o coordenador do TFD. Leda disse que a SES não recebeu pedido de transferência das outras quatro vítimas que vieram a óbito, mas mesmo que a família tivesse feito a solicitação, as vítimas dificilmente sobreviveriam, dada a gravidade das queimaduras. Raimundo da Conceição Frazão, Maria Francineth da Silva Frazão, Rosilene da Silva Santos e Rivelino Marques de Araújo faleceram após terem até 95% de seus corpos queimados.

Investigações

O superintendente da Polícia Civil do Interior, delegado Dicival Gonçalves informou que são seis os suspeitos de terem cometido o ataque criminoso em Pirapemas. Destes, já foram presos Marcelino Costa Cantanhede, Antônio da Silva Cruz, José Chaves da Conceição e José Ribamar Pereira dos Santos. A polícia decretou a prisão preventiva dos suspeitos conhecidos por Chico e Cleidy Cigano, que estão foragidos.

Uma mulher identificada como Miguelma, acusada de esconder um dos criminosos, também foi indiciada. Foram apreendidas ainda duas motos e dois revólveres calibre 38. As investigações estão sendo conduzidas pela Delegacia Regional de Itapecuru-Mirim.


“Todos foram indiciados por crime de roubo, cárcere privado, incêndio criminoso e latrocínio”, disse delegado Dicival. O crime, ocorrido em 19 de julho no povoado de Tiquaras, em Pirapemas, foi motivado após tentativa frustrada de roubo a uma quantia de R$ 15 mil reais, que supostamente estaria dentro da casa da família atacada. 

Por não terem encontrado o dinheiro, os criminosos amarraram as vítimas, atearam fogo na casa e fugiram. Antes de ser internada no Socorrão II, a família foi atendida no Hospital Municipal Gertrudes Melo e no Hospital Geral de Matões do Norte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...