quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Maranhão tem melhor saldo de empregos do Nordeste no mês de julho

Além do Maranhão, apenas Rio Grande do Norte teve saldo positivo na região Nordeste em julho. E de apenas dois postos de trabalho.
Os resultados das políticas de geração de emprego do Governo do Maranhão começam a aparecer em números do Cadastro Geral de Emprego e Desemprego (Caged) do Ministério do Trabalho. O Maranhão teve um saldo positivo de 214 postos de trabalho formais no mês de julho, o que foi o melhor resultado de toda a região Nordeste e o quarto melhor do país. Os principais setores contratantes do Maranhão foram a agricultura e a construção civil, em que tem grande peso as mais de 500 obras em execução pelo governo estadual.

No Brasil todo, houve um saldo negativo de 94.724 empregos a menos no mês. Os piores desempenhos do país, em números absolutos, foram de Minas Gerais (– 15.345), Rio de Janeiro (- 12.125) e São Paulo (– 13.795). No Nordeste, os piores resultados foram da Bahia, saldo de 7.285 empregos formais a menos; seguida de Ceará (-4.677) e Pernambuco (-4.043). Além do Maranhão, apenas Rio Grande do Norte teve saldo positivo na região Nordeste em julho. E de apenas dois postos de trabalho.

“Desde o começo do governo, temos adotado vários caminhos para ativar a nossa economia, apesar da gigantesca recessão derivada de fatores internacionais e nacionais”, afirma o governador Flávio Dino. “Esses números vêm comprovar o acerto dessas medidas”, complementou.

Para o secretário de Estado de Trabalho e Economia Solidária, Julião Amin, apesar do cenário de crise que se instalou nacionalmente, o Governo do Maranhão sempre se preocupou em criar alternativas de geração de emprego e renda aos maranhenses. “Este é um trabalho contínuo que está sendo demonstrado nos resultados do Caged, sendo que nosso objetivo é avançar cada vez mais, valorizando os trabalhadores maranhenses e fortalecendo a economia do estado”, disse.

Políticas de empregos

O Governo de Todos Nós tem adotado políticas para minorar os efeitos no estado da crise econômica nacional, que já fez mais de 10 milhões de desempregados no país. Uma delas é a realização simultânea de mais de 500 obras em todo o estado o que tem contribuído para a ampliação das contratações na área de construção civil.

“O duro combate do governo Flávio Dino aos desperdícios e desvios tem permitido que sejam feitos investimentos em infraestrutura, o que ajuda muito a gerar empregos diretos e indiretos”, avalia o secretário de Infraestrutura, Clayton Noleto. “As mais de 500 obras em andamento no estado visam garantir dignidade no atendimento ao serviço público de milhões de maranhenses, além de contribuir para manter a economia aquecida, viabilizando um círculo virtuoso”.

Três projetos de lei criando novas políticas de geração de postos de trabalho pelo governador Flávio Dino foram aprovados pela Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema) nesta terça-feira (30). Um deles é o ‘Mais Empregos’, que visa incentivar empresas estabelecidas no Maranhão a ampliarem seu quadro de trabalhadores, contribuindo para a geração de emprego e renda no Estado, a partir do desconto mensal de R$ 500 no imposto de empresas, por cada novo posto de trabalho com carteira assinada. A previsão do investimento em 2016 é de cerca de R$ 12,3 milhões e para 2017 é de R$ 26,9 milhões.

Outra medida é o ‘Cheque Minha Casa’ que tem como objetivo a geração ou manutenção de empregos em lojas de material de construção e postos de trabalho nas pequenas obras. Além da redução da inadequação habitacional, mediante aplicação de recursos para a reforma, ampliação ou melhoria de unidades residenciais, com prioridade para adequação das instalações sanitárias. A previsão de início é a partir de 2017, com investimentos de R$ 21,7 milhões.


Já o ‘Mutirão Rua Digna’ prevê a geração de postos de trabalho mediante a execução de serviços de pavimentação com blocos de concreto em vias públicas, bem como a realização de pequenas obras e serviços complementares de infraestrutura necessários à pavimentação das ruas.

3 comentários:


  1. que os governantes desse lindo estado tomem providencias para que possamos receber sempre boas noticias do nosso amado Maranhão.

    ResponderExcluir
  2. Amo o Maranhão, sou de Monção, porém não vejo empregos aqui em minha cidade! Estamos com falta de empregos, a muito o Maranhão anda mal das pernas referente a isso!

    ResponderExcluir
  3. Viva o Maranhão, nosso lindo e forte Maranhão!!!!!!!

    ResponderExcluir

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...