segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Suspeitos de assassinato do sargento reformado morrem em confronto com a polícia no bairro Cidade Olímpica, em São Luís

Dois suspeitos de envolvimento na morte do sargento reformado da PM Adelson Cascais Cabral, de 70 anos, morreram em confronto com policiais militares do GSA do 6º Batalhão, na tarde desta segunda-feira (08).

De acordo com superintendente Estadual de Investigação de Homicídios e Proteção às Pessoas (SHPP), Delegado Leonardo do Nascimento Diniz, os criminosos foram identificados como Carlos Matheus Lindoso Froes, o ‘Mateuzinho’, e Talison Diego Silva Cantanhede, o ‘Curuvina’. Eles chegaram a ser socorridos, mas morreram no Hospital Clementino Moura, o Socorrão II.

O confronto ocorreu na Rua 13, no bairro Cidade Olímpica, por volta de 16h30, no momento em que os suspeitos foram surpreendidos por uma equipe do Grupo de Segurança Avançada do 6º Batalhão da Polícia Militar, que já vinha investigando tentando localizar os autores do assassinato do sargento desde sábado. 

Ao serem abordados, os suspeitos empreenderam fuga, pulando muros de residências e atirando contra os policias, que também passaram a efetuar disparos.

No local, foram apreendidos dois revólveres calibre 38, oito munições, oito tof-tof de maconha, uma porção de maconha e dois celulares.

Anderson dos Santos Barbosa, 20 anos, que teria participado do crime, foi conduzido à sede da Superintendência Estadual de Investigação de Homicídios e Proteção às Pessoas (SHPP).


O sargento foi assassinato a tiros no sábado (6) na região do Residencial Nova Terra, no município de São José de Ribamar, no momento em que chegava a um sítio de sua propriedade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...