domingo, 14 de agosto de 2016

Temer começa a criar meios para retirada de beneficiários do Bolsa Família; meta é 'emancipar' 30% das famílias em dois anos

O projeto do governo é dar um prêmio em dinheiro para prefeituras, conforme o número de beneficiários que elas conseguirem emancipar do Bolsa Família.
O “piloto” começa em cidades cujos prefeitos não concorrem à reeleição.
Ministro Osmar Terra comanda o início do desmonte do Bolsa Família
Coluna do Estadão

O ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, definiu as duas cidades que receberão programa piloto de emancipação do Bolsa Família por meio de start-ups: Arapiraca (AL) e  Pelotas (RS). O projeto terá apoio da Microsoft.

O projeto do governo é dar um prêmio em dinheiro para prefeituras, conforme o número de beneficiários que elas conseguirem emancipar do Bolsa Família. Conforme antecipou a Coluna do Estadão, devem ser investidos, neste ano, R$ 200 milhões para, no prazo de dois anos, tornar independentes 30% das famílias incluídas no programa.

Segundo estimativa feita pelo ministério, a gratificação poderá variar entre R$ 100 mil e R$ 2 milhões, dependendo do porte do município e da proporção de beneficiários emancipados. O projeto será centrado na concessão de microcrédito, sem necessidade de garantia, para que as famílias criem pequenas empresas e tenham renda superior aos R$ 170 per capita que lhes dão direito ao benefício.


O “piloto” começa em cidades cujos prefeitos não concorrem à reeleição. Em reunião com a Confederação Nacional de Municípios, ficaram definidas Arapicaca (AL) e Pelotas (RS). Na sexta-feira, o ministro visitou a cidade gaúcha para explicar o projeto e conhecer algumas das famílias cadastradas no Bolsa Família.

Um comentário:

  1. Apoio a iniciativa que se ache um meio para que o povo brasileiro criar sua própria fonte de renda

    ResponderExcluir

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...