segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Terminais aquaviários do Maranhão passarão por obras de grande impacto

 A nova estrutura do Cujupe contará com um posto da Polícia Militar, lojas de conveniências, alojamento para funcionários, auditório, estacionamentos privativos, a inserção de mais uma rampa no sentido Sul, a duplicação da passarela no sentido Norte, sendo todas as áreas sinalizadas e adaptadas para receber pessoas com deficiência. 
Com o foco na segurança, sustentabilidade e na responsabilidade social, o Governo do Maranhão, por meio da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), começa a colocar em pratica o projeto de readequação e construção de aproximadamente 5 mil m² dos Terminais de Passageiros da Ponta da Espera, em São Luís, e o de Cujupe, em Alcântara.

A nova estrutura do Cujupe contará com um posto da Polícia Militar, lojas de conveniências, alojamento para funcionários, auditório, estacionamentos privativos, a inserção de mais uma rampa no sentido Sul, a duplicação da passarela no sentido Norte, sendo todas as áreas sinalizadas e adaptadas para receber pessoas com deficiência. O edital para a contratação da empresa responsável pela obra deve ser divulgado nos próximos 30 dias.

O novo terminal foi projetado dentro de uma logística que atenda às necessidades da população, possibilitando garantia de um acesso seguro e confortável aos milhares de passageiros que passam nas plataformas da Ponta da Espera e do Cujupe. Em um último levantamento realizado pela Emap foram constatados que mais de um 1,7 milhão de transeuntes embarcaram ou desembarcam no local, e mais de 320 mil veículos foram transportados, somente no ano de 2015. Já este ano, de janeiro a junho, o número de passageiros que passaram pelo terminal já atingiu mais de 800 mil e o de veículos, 160 mil.

Ponta da Espera
Em São Luís, o projeto da Ponta da Espera que conta área de vivência com salão de embarque, lanchonetes, banheiros e fraldário, acesso seguro para pessoas com mobilidade reduzida e wifi, já está concluído. “O projeto foi pensado a partir das necessidades de atendimento aos usuários no terminal. Ele trará mudanças substanciais, oferecendo mais conforto e segurança aos passageiros que embarcam em veículos. A gestão atual encontrou uma situação de muito improviso. Agora, com a nova estrutura, projetamos espaços que serão melhores utilizados e de uma forma mais sustentável e confortável”, analisou a gerente de projetos da Emap, a engenheira Alvelinda Sousa.

Os terminais também receberão sinalização para facilitar o deslocamento das pessoas. O novo espaço contará com a implantação de faixas de pedestres, sinalização de solo para facilitar o fluxo de veículos pequenos, caminhões e dos ônibus que diariamente passam pelo terminal aquaviário. “Além de oferecer mais segurança aos pedestres, as pessoas conseguirão ter maior mobilidade, evitando o atraso para o embarque”, pontuou a gerente de comunicação e responsabilidade social, Déborah Baesse.

No que se refere ao sistema de abastecimento de água, o projeto do novo terminal de Cujupe contará com um equipamento para captação e reuso de água da chuva. Na parte de segurança, toda a área do terminal contará com sistema de iluminação segura, sistema de combate a incêndio (hidrante, extintor e sinalização de emergência). O projeto prevê ainda o plantio de árvores de grande porte – espécies adaptadas ao clima e ao solo da região e um sistema de irrigação para manutenção dessas áreas verdes.

Dentro da proposta de obras, haverá a instalação de postos da Polícia Militar em ambos os terminais. A medida vai proporcionar ainda mais segurança aos passageiros e funcionários. Serão, também, construídos pórticos e instaladas câmeras de monitoramento.

Cujupe
No Cujupe está previsto um novo terminal. Toda a área será recuperada e pavimentada, instalando-se uma nova e moderna estrutura com áreas para passageiros, um terminal rodoviário, alojamento, passarela coberta com estrutura metálica, estacionamento, pátio de manobras, além da área de segurança que será ocupada pela Policia Militar.

O prédio administrativo terá alojamento com refeitório, dormitório, auditório com capacidade para 35 pessoas, ambulatório, hall e banheiros. A estrutura do terminal de passageiros contará também com salas para a administração, posto do Juizado de Menores, boxes de comércio, lanchonete, salão de embarque com TVs e telas de informação sobre embarque e desembarque.


A obra impactará de forma positiva os passageiros e, também, comunidades localizadas nas imediações, gerando oportunidade de emprego e renda para os membros das mais de mil famílias residentes da área. “No início de 2015 encontramos os vendedores que trabalham no terminal de Cujupe instalados em uma tenda sem as condições necessárias para oferecer um serviço de qualidade aos usuários e incrementar sua renda. O novo terminal foi projetado de modo a inclui-los e capacita-los, garantindo condições dignas de trabalho, gerando emprego e renda e dinamizando a economia das comunidades vizinhas”, destacou Deborah Baesse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...