sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Flávio Dino diz que facções criminosas se uniram para tentar impor sua próprias regras na Penitenciária

O governador Flávio Dino voltou a tecer considerações, na manhã desta sexta-feira (30), sobre a onda de violência desencadeada em São Luís por ordem de líderes de facções criminosas que estão no Complexo Penitenciário de Pedrinhas. Para o governador, os ataques são motivados pelas medidas adotadas para mudar a realidade do sistema prisional do Maranhão, com organização e disciplina, com o fim de regalias e privilégios. 

"Facções criminosas, com claros apoios políticos, resolveram se unir para tentar impor as suas próprias regras na Penitenciária. Entre essas regras, facções criminosas querem a volta da livre circulação de drogas, armas e celulares, por meio de regalias e privilégios", disse o governador nas redes sociais.

A determinação do governador é para que as ações de combate sejam intensificadas e que não serão feitas concessões aos criminosos.

Confira o que disse o governador nas redes sociais.

Quando chegamos ao governo, facções mandavam na Penitenciaria de Pedrinhas. Desde então, estamos aplicando organização e disciplina.

Processo de reorganização de Pedrinhas estava ocorrendo com pequenas reações. Até que a proximidade das eleições subitamente mudou isso.

Facções criminosas, com claros apoios políticos, resolveram se unir para tentar impor as suas próprias regras na Penitenciária.

Entre essas regras, facções criminosas querem a volta da livre circulação de drogas, armas e celulares, por meio de regalias e privilégios.

Não podemos permitir isso, pois significaria aumento da criminalidade dentro e fora do sistema penitenciário. Já vimos o caos em 2013 e 2014.

Desde a semana passada, a nossa Polícia já evitou dezenas de ataques graves. Na noite de ontem, foram muitos criminosos mobilizados.

A nossa Polícia efetuou 23 prisões e evitou dezenas de ataques. Agradeço ao empenho dos policiais.

Nesse momento, estão sendo tomadas novas medidas no âmbito do sistema penitenciário, para prevenir novas ocorrências.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...