sábado, 24 de setembro de 2016

O reencontro fétido do PT com a oligarquia Sarney em Colinas

Raimundo Monteiro (PT) discursa ao lado de Roseana e Zequinha Sarney, em Colinas
O PT do Maranhão, mesmo depois do golpe contra Dilma Rousseff, insiste em continuar no quintal da casa grande do grupo Sarney. Suas principais lideranças no Maranhão não levam em consideração que Sarney e seu séquito estiveram por trás da trama para apear Dilma do poder. Onde deveriam estar os petistas, neste momento de mobilização contra o golpe? Obviamente que deveria ser nas ruas, apoiando candidaturas que se opõem a esse golpe, conclamando para uma luta permanente contra a ‘ditadura Temer’. Mas, no Maranhão, os líderes petistas, que deveriam lutar para impedir a ressurreição do grupo Sarney, estão no palanque da oligarquia carcomida e golpista.

Ontem (23), por exemplo, na cidade de Colinas, no comício do candidato a prefeito Dr. Antonio Carlos (PSD), ocorreu o encontro mal cheiroso entre o comando petista no Maranhão e representantes da oligarquia Sarney. No palanque, Raimundo Monteiro, presidente do PT, Roseana e Zequinha Sarney, filhotes da oligarquia. Um encontro pra lá de imoral, no momento em que o Maranhão ainda espera o sepultamento do atraso e da miséria, principais legados da oligarquia.

No comício, a  ex-governadora Roseana Sarney, responsável por destruir o Maranhão e oprimir o povo com fome e miséria, levando o estado aos últimos lugares nos indicadores sociais, foi sobejamente cortejada pela claque de súditos petistas. O ministro Sarney Filho e o deputado federal Aluísio Mendes foram também bajulados pelos sarnopetistas.

Ao abrir seu discurso, Raimundo Monteiro não poderia ser mais autêntico e sincero. “quero cumprimentar minha governadora, companheira Roseana Sarney”. Sim, sempre foi a governadora dele e da maioria dos petistas maranhenses, salvo raras exceções.

Vale lembrar que, logo após Roseana Sarney ser expulsa pelo povo do Palácio dos Leões, o PT maranhense pulou para o barco do governador Flávio Dino. Só que ao contrário das gestões do clã Sarney, Dino não aceitou traquinagens de petistas, a exemplo de irregularidades na secretaria de Educação e na de distribuição de bolsas da Fapema cometidas pelos petralhas no governo da oligarquia. Talvez isso tenha gerado a revolta profana de alguns petistas, gente que idolatra figuras da estirpe de José Dirceu, condenado no processo do mensalão.

Por fim, constata-se, com a declaração doce e generosa  de Monteiro a Roseana, que o PT do Maranhão outra vez se rebela contra o PCdoB e reforça os laços o grupo Sarney, isto é, o bom filho a casa torna, como diz o velho ditado. Aliás, a bem da verdade, os petistas nunca saíram da ‘Casa Mal Assombrada’ sarneisista, fato que explica as sabotagens contínuas do PT contra Flávio Dino.

A vitória de Flávio Dino foi um duro golpe no serpentário que fez a miséria tomar conta do Maranhão. No entanto, o PT do Maranhão prefere continuar chocando ovos da serpente.

Com informações do Blog do John Cutrim

Um comentário:

  1. Pobre e belo Maranhão!
    Será que este povo nunca vai ter um lider não canalha/
    Não vão mudar nunca a sua história?

    ResponderExcluir

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...