segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Polícia identifica e prende suspeitos de atear fogo em ônibus em São Luís

A Polícia Militar do Maranhão identificou e prendeu quatro suspeitos de terem ateado fogo em um ônibus, na Avenida Kennedy, em São Luís. 

O crime aconteceu no início da tarde desta segunda-feira (12) e as prisões foram realizadas pelo Grupo de Serviço Avançado do 9º Batalhão, pouco tempo depois da ocorrência.

Desse ataque ao ônibus, saíram feridos o motorista Edivaldo Pinheiro Santos, que teve a perna machucada, quando tentava sair do ônibus, e a cobradora Benedita dos Santos Almeida, que ficou com queimaduras de primeiro e segundo grau.

Os presos foram identificados como Willon Brenner Silva Sousa, de 20 anos, e três adolescentes de 14, 15 e 16 anos.

De acordo com o comandante do Comando do Policiamento de Área Metropolitana 1 (CPAM1), Coronel Pedro Ribeiro, o ataque ao coletivo aconteceu em represália à morte de Thiago Marques dos Santos, de 22 anos, conhecido como Tilico, e que tinha passagens pela polícia por tráfico de drogas e homicídio.

Segundo a PM, o autor dos disparos contra Thiago ainda não foi identificado. O crime ocorreu nesta madrugada no Bairro de Fátima. Após ser levado para o Hospital Dr. Djalma Marques (Socorrão I), o jovem não resistiu aos ferimentos e faleceu por volta das 8h.

Investigação

A investigação do ataque ao ônibus está sendo conduzida pela Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC). O delegado responsável, Tiago Bardal, informou que dos quatro suspeitos que estão na sede da Seic, três são adolescentes. “Três adolescentes foram apreendidos e um suspeito preso por participação no caso. Eles confessaram a participação no caso e indicaram o nome de mais dois suspeitos, as investigações continuam para que esses outros dois suspeitos também sejam localizados e presos”, disse o delegado.

Operações

Operações permanentes estão sendo realizadas na região metropolitana de São Luís com o objetivo de garantir a segurança dos usuários de transporte coletivo. Operações como a ‘Busca Implacável’, ‘Catraca’ e ‘Êxodos’ são mantidas pela Polícia Militar desde o início do ano passado.

Nas operações a Polícia Militar faz uso de carros e motocicletas para fazer abordagens nos transportes coletivos, tanto em corredores tradicionais de transporte, quanto em pontos de ônibus e nos bairros.

A estratégia inclui patrulhamento nas paradas de ônibus, onde os policiais executam revistas, e aborda usuários do sistema de transporte público. Nos ônibus, as guarnições realizam a varredura com o desembarque dos passageiros, com média de cinco minutos em cada ônibus a fim de evitar prejuízos à rotina da população.


 “A presença ostensiva da polícia nos ônibus, como temos feito incessantemente, inibe o planejamento dos criminosos, aproxima policiais e comunidade e também permite constante troca de informações entre policiais, motoristas e cobradores de ônibus”, disse o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Frederico Pereira ao citar as operações permanentes realizadas pela corporação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...