domingo, 4 de setembro de 2016

Protesto contra Temer ocupa Avenida Paulista

Aos gritos de 'Golpistas, não passarão', manifestantes caminham no sentido da rua da Consolação com destino ao Largo da Batata; organização calcula 50 mil participantes

O Estado de S. Paulo

Manifestantes ocupam a Avenida Paulista na tarde deste domingo, 4, para protestar contra o governo Michel Temer. A manifestação começou por volta das 15h30.

"O governo golpista de Michel Temer falou em cerca de 40 pessoas neste protesto. Somos 100 mil pessoas", disse Guilherme Boulos, da coordenação nacional do MTST, um dos organizadores do ato, em discurso por volta das 17h. O último número oficial divulgado pela organização é, porém, de 50 mil manifestantes. A PM ainda não estimou a quantidade de presentes.

Além do "Fora, Temer", os gritos que mais se escutavam eram pela desmilitarização da polícia. "Nao acabou, tem que acabar, eu quero o fim da Polícia Militar". Até por volta das 18h, a reportagem não havia verificado a presença de Black blocs.

Aos gritos de "Fora, Temer", e "Golpistas, não passarão", os manifestantes se preparam para percorrer a via em direção à rua da Consolação, e depois descer a Avenida Rebouças até o Largo da Batata. Os organizadores do ato, as frentes Povo Sem Medo e Brasil Popular, orientaram as pessoas a "não reagirem a provocações".

"Já vamos sair desse ato com um novo protesto marcado", disse Boulos. "Quem acha que acabou não entende nada da história de resistência democrática deste País."


O protesto começou pacífico, com muitas famílias presentes no local. A musicista Nina Blauth, de 53 anos, trouxe o filho Matias, de 5, para acompanhar o ato. "No dia em que houve o golpe, ele me viu triste e disse: 'Não fica assim, mãe, a gente pode se manifestar e pedir pra mudar", ela disse. "Esse é o momento de mostrar para ele que vivemos numa democracia e podemos sim lutar pelo que acreditamos em paz."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...