sábado, 1 de outubro de 2016

Rodoviários garantem 100% da frota de ônibus nas ruas da Grande Ilha durante as eleições

A imediata resposta do governo estadual aos ataques de facções criminosas trouxe mais confiança para a categoria. 
“Essa escolta é importante para a segurança, não só do trabalhador rodoviário, mas do usuário de transporte público”, disse Isaías Castelo Branco, presidente do Sindicato dos Rodoviários
Toda a frota de ônibus irá circular neste domingo (2) na região metropolitana de São Luís. A decisão foi tomada por rodoviários e empresários de transporte, após reunião com o governador Flávio Dino, representantes da Secretaria de Estado da Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA) e da Prefeitura de São Luís, realizada neste sábado (1°), no Palácio dos Leões. Para combater os recentes ataques incendiários e garantir um pleito eleitoral tranquilo à população, o governo estadual reforçou a segurança nas ruas.

“Não será a frota de dia de domingo, será a frota de dia útil. Ou seja: 100% da frota estará em circulação, das 8h às 18h”, disse o presidente do Sindicato das Empresas de Transporte (SET), José Luís Medeiros. O objetivo é dar condições ao cidadão para votar com tranquilidade, uma vez que o Governo do Estado tomou medidas de reforço à segurança, com escolta policial aos coletivos e policiamento ostensivo nas ruas.

Escolta policial nos ônibus
“Qualquer pessoa votará neste domingo. Não temos dúvida nenhuma de que será uma eleição em todos poderão participar”, afirmou José Medeiros. O presidente do SET explicou, ainda, que a partir das 18 horas, a frota será reduzida ao contingente normal de veículos postos em circulação aos domingos. A redução deverá ser em torno de 30%.

Para o presidente do Sindicato dos Rodoviários (STTREMA), Isaias Castelo Branco, a imediata resposta do governo estadual aos ataques de facções criminosas trouxe mais confiança para a categoria. “Essa escolta é importante para a segurança, não só do trabalhador rodoviário, mas do usuário de transporte público”, ressaltou.


Estratégias de segurança

Durante a reunião, a Polícia Militar apresentou as estratégias de segurança a serem executadas no dia 2 de outubro. De acordo com o comandante de Policiamento de Área Metropolitana 1 (CPAM1), Coronel Pedro Ribeiro, haverá presença de policias militares dentro dos coletivos desde a saída das garagens, ainda no amanhecer do domingo. O policiamento também será ostensivo nas proximidades das zonas eleitorais e em pontos estratégicos da Região Metropolitana.

Escolta policial nos ônibus
Segundo Pedro Ribeiro, a rápida resposta do Governo do Estado aos atentados incendiários está surtindo efeito, que pode ser observado pela redução gradativa de ocorrências. “Essas ações de prisões de elementos, organização do sistema penitenciário em termos de vistoria, e o controle operacional através da polícia ostensiva nas ruas, inclusive escoltando os ônibus, tem diminuído as ocorrências desse tipo de crime”, afirmou o coronel.

Força-tarefa

Por meio da Operação ‘Eleições 2016’, o governo montou uma força-tarefa para garantir eleições limpas e seguras em todo o estado. Na Grande Ilha, o reforço foi ainda maior, em virtude dos atentados incendiários a ônibus e prédios públicos que seriam utilizados como zona eleitoral.  Foi realizada, então, a ‘Operação Resposta’, com efetuação de prisões, revistas no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, identificação e transferência dos 23 mandantes dos ataques para presídios federais.


O reforço na segurança foi garantido pelo governo através da união entre as polícias Civil, Militar e Corpo de Bombeiros, e por meio de solicitação da presença de tropas federais no Maranhão, formadas por homens do Exército Brasileiro e da Força Nacional. O governo firmou, ainda, uma parceria com a Prefeitura de São Luís, que disponibilizou agentes da Guarda Municipal para somar forças ao contingente policial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...