segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Juíza homologa prisão preventiva de Lucas Porto, acusado de assassinar Mariana Costa

A prisão preventiva do empresário Lucas Porto, suspeito do assassinato da publicitária Mariana Costa, filha do ex-deputado Sarney Costa, foi homologada na tarde desta segunda-feira (14). A decisão foi da juíza Andrea Maia, da Central de Inquéritos.

Os advogados do acusado tentaram o relaxamento da prisão em flagrante, durante a audiência de custódia, alegando que as imagens do circuito de TV do condomínio não foram anexadas aos autos.

As gravações mostram que Lucas Porto passou de 30 a 40 minutos no local do crime e depois saiu de lá correndo, falando ao telefone, desesperado, na parte externa.

A magistrada manteve a prisão, mesmo com essa alegação da defesa, sob o argumento de que o próprio suspeito confirmou ter estado no local do crime.

“O autuado em seu interrogatório na Delegacia de Polícia confirmou que estivera no apartamento, local onde ocorreu o crime e lá permaneceu por cerca de 30 minutos”, destacou a juíza na decisão.

Ela acrescenta: "O fato de ter sido encontrada sem roupa, ao meu ver, demonstra que fora pega desprevenida, sendo uma circunstância que dificulta ainda mais sua chance de resistir".

Para ela, a relação de confiança entre vítima e suspeito e a possibilidade de que ele, sendo parente de testemunhas, possa intimidá-las e atrapalhar a instrução processual também reforçam a necessidade da manutenção da prisão. 

"Pelo fato de o autuado ser parente da vítima e mesmo das testemunhas, entendo que representa risco concreto de que posa intimidá-las e até mesmo destruir provas, circunstância que no meu entender também demonstram que a prisão se faz necessária, pelo menos neste momento processual", ressalta a magistrada.

E decide: "Converto a prisão em flagrante do autuado Lucas leite Ribeiro Porto em prisão preventiva como garantia da ordem pública e pela conveniência da instrução processual".

A juíza determinou que o autuado fosse encaminhado para novo Exame de Corpo Delito porque o mesmo disse que sofreu maus tratos ao dar entrada no Centro de Triagem.


Confira a íntegra do Termo de Audiência de Custódia.








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...