terça-feira, 22 de novembro de 2016

Maranhão realiza audiências públicas para discutir reforma do Ensino Médio

Com intuito de analisar e discutir com professores, gestores educacionais, estudantes, entidades e instituições ligadas à educação, a medida provisória do Governo Federal de reestruturação do ensino médio e que provocou debates, manifestações e críticas por todo país, o Governo do Maranhão e o Conselho Estadual de Educação (CEE) realizaram, nesta segunda-feira (21), no Teatro Maria Izabel Rodrigues, em São Luís, audiência pública sobre a MP 746/2016.

“Como governo de diálogo, democrático e participativo, sentimos a necessidade de fazer uma ampla discussão sobre a MP, tendo em vista que esta traz mudanças que devem ser cautelosamente analisadas sob diversos olhares de educadores, alunos e entidades que compõem nossa educação. A gestão do governador Flávio Dino compreende que mudanças no setor educacional devem ser construídas ouvindo a comunidade e a partir de diálogo com aqueles que fazem a educação”, enfatizou o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão.

Para o presidente do Conselho Estadual de Educação, José Ribamar Bastos, a sociedade maranhense precisa se posicionar sobre a MP no sentido de contribuir com uma educação de qualidade. “Estamos diante de uma reforma no Ensino Médio, que é a principal etapa da educação básica, no que tange à escolha do futuro profissional do jovem, portanto, Governo e Conselho decidiram realizar essa audiência para discutir com a sociedade, alunos, gestores e professores a forma como o Maranhão deve trabalhar essas mudanças”, apontou Bastos.

Com o auditório lotado, a audiência congregou representantes de diversas instituições como: Ministério Público, Fórum Estadual de Educação, Secretaria Municipal de Educação, União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), União dos Conselhos Municipais de Educação (Uncme), Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema), Associação Maranhenses de Escolas Secundaristas (Ames), representantes da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Instituto Federal do Maranhão (Ifma), da Universidade Estadual do Maranhão (Uema), Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma) e do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Estado do Maranhão (Sinepe-MA).

A professora Cacilda Cavalcante, representante da UFMA, ressaltou que a Audiência Pública é uma oportunidade de reflexão da MP em sua totalidade. “Estamos vivenciando um momento em que todos nós devemos fazer uma análise profunda dessas mudanças previstas no sistema educacional e observar todas as nuances que envolvem essa medida no Ensino Médio, tanto no aspecto econômico, financeiro como no pedagógico”, realçou.

Para a Superintendente de Educação Básica da Seduc, Silvana Machado, a primeira audiência superou expectativas. “O público presente e o nível de discussão dos pontos levantados nessa primeira audiência superou o que esperávamos. Isso fortalece a educação maranhense”, disse.


Nesta quarta-feira (23) será realizada outra audiência pública no mesmo local, das 14h às 18h, desta vez, com a participação de entidades de classe, instituições de ensino e profissionais da educação que compõe rede particular de ensino do Maranhão. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...