sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Miss Piauí 2011 é espancada pelo ex e faz desabafo em vídeo


A Miss Piauí 2011, Renata Lustosa, postou um vídeo no Youtube e em seguida fez um desabafo na rede social Instagram onde relata que foi agredida pelo ex-marido, que não teve a identidade revelada. Nas imagens, a modelo aparece com sangramentos no nariz e marcas no pescoço, possivelmente, de tentativa de asfixia.

Segundo a piauiense, o espancamento ocorreu na frente no filho do casal de apenas dois anos de idade. Renata Lustosa é natural de Campo Maior-PI, mas havia se mudado há algum tempo para a cidade de Teixeira de Freitas, no interior da Bahia.

"Mais uma vez eu sofri agressão física. Por causa de uma coisa banal, uma briga, uma mentira. Por mais que eu e ele estejamos errados, nada justifica um homem bater em uma mulher...com o nosso filho vendo tudo na frente, meu filho vendo tudo", relatou no vídeo a miss.

Em outro trecho, Renata Lustosa relata que já foi ameaçada de morte pelo ex-companheiro e questiona o cumprimento da Lei Maria da Penha.

"O que fazer com um monstro? porque com a Maria da Penha, eu vou lá registro queixas, vão atrás dele, vai ser preso um dia, mas no outro ele vai vir, como ele já prometeu um milhão de vezes, que vai vir para me matar. E eu não duvido...de tanto que eu já apanhei. Por isso, eu larguei de tanto apanhar, apanhar e apanhar", disse Lustosa.

Após divulgação das imagens, a diretora de gestão interna da Secretaria de Segurança do Piauí, delegada Eugênia Villa, enviou solicitação à Secretaria de Segurança da Bahia para cobrar que o caso seja investigado.

O Cidadeverde.com entrou em contato com a Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher (DA) de Teixeira de Freitas. Por telefone, a delegada Andressa Carvalho informou que recebeu o vídeo na manhã desta sexta-feira (25) e que a Polícia Civil apura as informações.

"Recebi o vídeo hoje pela manhã. Na Delegacia da Mulher, ela nunca fez nenhum registro. Estamos fazendo um levantamento das informações pois não sabemos se ela ainda mora em Teixeira. Com base no que for apurado, vamos intimá-la a depor", disse Carvalho.
Como buscar ajuda

A Lei Maria da Penha visa proteger as mulheres vítimas de violência no âmbito doméstico e familiar. A orientação da Polícia, do Ministério Público e dos órgãos de proteção aos direitos da mulher é de que as vítimas sempre busquem ajuda.

Em Teresina, há o Centro de Referência Esperança Garcia, mantido pela Prefeitura de Teresina. Há ainda a Central de Gênero, que atende exclusivamente denúncias de mulheres vítimas.

As vítimas podem buscar ajuda pelo 180 - que auxilia mulheres agredidas por seus companheiros ou outros familiares - e o 190 - que atende qualquer tipo de denúncia de violência.


Por fim, as vítimas podem buscar o Núcleo das Promotorias de Justiça de Defesa da Mulher Vítima de Violência Doméstica e Familiar (Nupevid), do Ministério Público do Estado do Piauí.

Informações do site Cidade Verde

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...