sexta-feira, 21 de abril de 2017

Descrente da delação, oposição sarneysista já mira em vazamento

Andrea Murad, que tem o pai investigado por desvios na
Secretaria de Saúde, quer tirar proveito político da Lava Jato
Quem assistiu à primeira edição do Jornal da Mirante de hoje já sabe qual a próxima pauta da oposição. Deputados ligados às famílias Sarney e Murad anunciaram que vão entrar no Supremo Tribunal Federal (STF) com pedido de investigação sobre suposto "vazamento" da delação.

A atitude tem ares de desespero e aponta o real problema da oposição. Mesmo ela está descrente que uma delação cheia de contradições seja capaz de avançar na Justiça.

O delator José de Carvalho Filho afirma que teria feito um pagamento de R$ 200 mil ao então deputado Flávio Dino em troca de um parecer em projeto de interesse da Odebrecth. No entanto, tal parecer nunca foi apresentado.

O delator Carvalho afirma que tal negociação ocorreu em razão da campanha a governador de Dino em 2010. No entanto, em outro trecho, o delator afirma que a conversa sobre o projeto ocorreu em novembro - sendo que a eleição daquele ano foi encerrada na primeira semana de outubro.

O delator também se confunde em relação aos valores e a planilha que comprovaria o pagamento aponta DF como destino do dinheiro, sendo que em outras planilhas sempre aparecem os estados de origem dos políticos.

A possibilidade de citação do governador Flávio Dino já havia sido colocada antecipadamente em 2016, inclusive no jornal da família Sarney (veja abaixo). Mas agora os deputados ligados à família querem saber como o governador sabia em março do que foi noticiado em agosto do ano passado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...