Emap

Intervenções no trânsito

Intervenções no trânsito

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Depois de ser filmado espancando a mãe, ‘monstro’ é preso e diz que sofre de problemas mentais

Roberto Elísio Coutinho, bacharel em direito, diz que se arrepende e ter agredido a mãe, e afirma que sofre de problemas mentais; ele foi preso no fim da manhã desta sexta-feira (26)
O bacharel em direito Roberto Elísio Coutinho, que foi flagrado em uma série de vídeos agredindo a sua própria mãe, uma professora aposentada de 84 anos, disse que se arrepende das agressões e que fez isso por conta de um problema de saúde mental.

O vídeo com uma série de agressões foi disseminado nas redes sociais e em blogs na noite de quinta-feira (25) e imediatamente causou revolta e indignação e revolta de internautas. As gravações foram feitas companheira do agressor que não teve o seu nome revelado.

Nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira o Ministério Público, a polícia e outros órgãos de proteção ao idoso entraram em ação para prender o agressor. 
O promotor de Justiça de Defesa do Idoso, José Augusto Cutrim, pediu a prisão preventiva do agressor. A Polícia Civil foi ao condomínio onde ele mora com a mãe, na capital, e não o encontrou na manhã desta sexta-feira (26), mas o agressor acabou sendo preso em outro local.

O promotor disse que além da prisão, o trabalho se desenvolve no sentido de dar suporte à vítima. “Solicitamos a prisão dele pelos crimes de lesão corporal e tortura, que estão previstos no Estatuto do Idoso. Além disso, encaminhamos um grupo de assistência social da promotoria para levantar toda situação da senhora. Saber quais danos foram causados a ela diante de tudo isso, se ela pode ficar com outros parentes ou terá que ser encaminhada a uma casa de abrigo. Tudo isso está sendo levantado”, disse. A idosa foi encaminhada nesta sexta ao Instituto Médico Legal (IML), onde realizou exames.

Mesmo com a comprovação do ato criminoso, Elísio disse nunca praticou nenhum tipo de agressão a sua mãe, acrescentando que teria largado seu emprego para poder cuidar dela.
“Eu não agrido minha mãe. Minha mãe é tudo para mim. Eu não tenho mais pai, entendeu? Já faz 20 anos que meu pai faleceu e eu cuido da minha mãe durante todos esses anos, mesmo depois que ela se aposentou eu larguei tudo meu amigo, eu larguei vida, eu larguei de trabalhar, só para cuidar dela”, afirmou.

O bacharel em Direito sempre foi tido como ‘boa vida’, uma espécie de playboy, que sempre viveu à custa dos pais. A idosa é professora aposentada da Universidade Federal do Maranhão e esposa de um auditor fiscal do Estado, já falecido. Ele é filho único e estudou nas melhores escolas de São Luís, mas já era problemático desde a adolescência. 

Pelas informações passadas ao blog, na década de 1980, integrava um grupo que gostava de fazer ‘pegas’ em avenidas da cidade, chegando a se envolver até com a polícia. Ele já vinha agredindo a mãe há algum tempo e foi denunciado à polícia pelo próprio filho. 

Reveja o vídeo com as agressões

3 comentários:

  1. Porco, safado, os detentos de Pedrinhas com certeza cuidarao do rabo gorodso dele.

    ResponderExcluir
  2. Nojento o problema dele é falta de vergonha na cara vive as custa da mãe e ainda maltrata, quero ver como vai viver sem o dinheiro da mãe, canalha, mostro que apodreça na cadeia e ache alguem pra fazer o mesmo com ele

    ResponderExcluir
  3. Eu sou a favor que esse monstro morfa na cadeia

    ResponderExcluir

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...