Mais Asfalto

Mais Asfalto

Intervenções no trânsito

Intervenções no trânsito

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Sarneisistas armam rede de intrigas para indispor secretários do governo Flávio Dino

Por JM Cunha Santos

Uma rede de intrigas armada nos mais corruptos bueiros do sarneisismo começa a agir para indispor secretários do governo Flávio Dino que se encontram na condição de pré-candidatos para, a partir daí, atingir a imagem do próprio governador.

Sustentada em mídia acostumada a colocar palavras nas bocas de autoridades e outras fontes e inventar declarações fajutas, a rede de intrigas, que funcionaria com as digitais de deputados como Andrea Murad, Adriano Sarney e Edilazio Júnior, iniciou sua muito bem paga fuxicada tentando indispor os secretários Márcio Jerry, da Secretaria de Comunicação e Assuntos Políticos e Jefferson Portela, da Segurança Pública. Márcio Jerry porque consideram o homem forte do governo Flávio Dino e inimigo público número um da politicalha sarneisista que quase desgraçou o Maranhão, além e, principalmente, de ser o responsável pela estratégia de comunicação que no correr da eleição de 2014 conseguiu desbancar o monopólio de comunicações de José Sarney e conduzir o governador Flávio Dino mais tranquilamente à vitória; Jefferson Portela porque, na condição de gestor da segurança pública, conseguiu a proeza de reduzir a criminalidade no estado a níveis jamais alcançados ou imaginados, conforme mostram as últimas estatísticas divulgadas pela imprensa.

Só para citar alguns exemplos, a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão diminuiu em 34 % o número de homicídios no estado entre os anos de 2014 e 2017, zerou os assaltos a bancos com explosivos no Maranhão nos últimos dois meses, reduziu o número de homicídios em 55% no mês de julho deste ano se comparado ao mesmo período do ano passado e acabou com as fugas e rebeliões que eram quase diárias até o ano de 2014 no Complexo Penitenciário de Pedrinhas. Essas vitórias, naturalmente, serão colocadas na pauta das eleições de 2018, evidenciando o desastre no Sistema de Segurança durante o governo Roseana Sarney, o único nome do sarneieismo que sobrou para disputar o governo com Flávio Dino em 2018. O resto todo parece mais preocupado em escapar da prisão.

São conquistas que servirão para lembrar que no governo da “Branca” São Luís estava entre as 10 cidades mais violentas do mundo, que o crime organizado pontificava decretando até toque de recolher em São Luís e o sanguinário festival de cabeças decepadas no Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

A rede de intrigas publicou uma declaração jamais feita pelo secretário Jefferson Portela, a de que “Indiretamente o Márcio Jerry busca me deixar fora da disputa, mas reitero que sou candidato a deputado federal”. Mentira. Jefferson Portela jamais fez essa declaração.

Insatisfeitos com os sucessos na segurança pública, os satélites da rede de intrigas agem para também indispor o comandante da Polícia Militar do Maranhão, coronel Pereira com o comandante do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Célio Roberto porque os dois seriam candidatos a deputados estaduais. Eles não se conformam com a coesão, a integração das forças de segurança no governo Flávio Dino, combatendo o crime organizado, a corrupção, a agiotagem, a pistolagem, crimes que no governo deles levaram o Maranhão às páginas policiais do Brasil e de todo o mundo, inclusive com citações frequentes nos principais órgãos da imprensa internacional.

E, mais uma vez, só podemos dizer que não vai funcionar. Toda essa intriga só serviu para mostrar o desastre que foi o governo Roseana Sarney quanto à segurança pública, assim como lembrar os milhões em recursos públicos transferidos diretamente para o Sistema Mirante de Comunicação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...