Mais Asfalto

Mais Asfalto

Feirinha Prefeitura

Feirinha Prefeitura

sábado, 23 de setembro de 2017

Filme da Lava Jato: Folha de São Paulo lembra vínculo entre Roseana e Youssef

A agência de notícias Lupa, vinculada ao jornal Folha de São Paulo e especializada na checagem do grau de veracidade das informações que circulam no Brasil, revelou em análise do filme "Polícia Federal: a lei é para todos", as relações entre a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) e o doleiro Alberto Youssef, pivô da Operação Lava Jato por envolvimento em esquemas de corrupção em torno da estatal Petrobras.

Apesar do longa metragem não mencionar isso, a Lupa relembra que a prisão de Yousseff no Maranhão, retratada em sequência eletrizante no início do filme, ocorreu porque o doleiro estava em São Luís para pagar propinas a servidores do governo Roseana Sarney.

Relatório da Polícia Federal indica que o governo Roseana recebeu R$ 6 milhões para burlar a fila de pagamento de precatórios e antecipar um pagamento de R$ 113 milhões para a empreiteira UTC/Constran. O caso abriu uma investigação por lavagem de dinheiro e associação criminosa contra Roseana, mas a filha do oligarca José Sarney acabou absolvida em julho deste ano. 

Em 2015, o ex-secretário estadual da Casa Civil do Maranhão e homem forte de Roseana foi preso suspeito de ter recebido R$ 3 milhões em propinas para garantir que o governo Roseana pagaria um precatório de R$ 134 milhões à empresa Constran-UTC. O pagamento teria sido intermediado justamento por Yousseff, preso inicialmente no Hotel Luzeiros no dia 17 de março de 2014.

Isso o controverso e parcial filme dirigido pelo cineasta Marcelo Antunez não revelou, mas, hoje absolvida, Roseana conseguiu mostrar aos maranhenses e ao país que no Brasil a lei realmente não é para todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...