quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Caema paralisa Italuís por 72 horas para interligação da adutora no Campo de Peris a partir desta quarta-feira (6)

Vista da ponte de sustentação da tubulação sobre o Estreito dos Mosquitos
A Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) paralisa o Sistema Italuís, responsável pelo abastecimento de mais de 60% de São Luís, na manhã desta quarta-feira (6). 

Serão 72 horas de paralisação no abastecimento para execução de serviços de interligação da adutora no trecho de 20 km do Campo de Peris, na BR-135.

As equipes trabalharão de forma ininterrupta até sábado (9), quando o bombeamento de água para a capital será retomado. Será feita a interligação da adutora antiga ao trecho novo, no Campo de Peris, do lado do continente e da Ilha de São Luís.

O trecho novo da adutora tem um diâmetro maior e vai garantir um incremento de 35% no volume de água bombeada, o que via contribuir para a melhora no abastecimento em diversas áreas.
A vantagem é que essa troca dos 20 km de adutora vai permitir que o Sistema Italuís opere com 100% de sua capacidade de bombeamento, pois vinha funcionando com força reduzida por conta de riscos de rompimento da adutora antiga, já desgastada pela corrosão.

A nova adutora

Foi feita a substituição de 20 quilômetros de tubulação na região do Campo de Peris e implantação de ponte de sustentação (treliça), além de elevação da estrutura, evitando contato da tubulação com estuário de cunha salina (um ambiente aquático de transição entre um rio e o mar), comum na área.
Para garantir o fim das interrupções de abastecimento, a nova adutora foi construída com estrutura de aço de 1.400 mm em substituição à antiga, construída em ferro fundido de 1.200 mm e com boa parte da estrutura já degradada.

A nova adutora conta também com novos mecanismos para manutenção, que permitem reparos na estrutura, acabando com a necessidade de interromper o abastecimento da população por longo período.

População beneficiada: 600 mil pessoas
Aumento de vazão para São Luís: 35% a mais em relação à antiga adutora
Distribuição:  500 litros a mais por segundo
Extensão da obra: 20 km de instalação de nova tubulação de aço em substituição à antiga, de aço.
Vida útil da nova tubulação: pelo menos 40 anos

Confira as áreas que ficarão sem abastecimento por 72 horas.

ZONA 01 (parcialmente, pois é abastecida pelo Sistema Sacavém/Batatã, que recebe reforço do Italuís)

Centro, São Pantaleão, Madre Deus, Goiabal, Codozinho, Vila Bessa, Belira, Lira, Parte da Areinha, Macaúba, Apicum, Camboa, Vila Bangu, Diamante, Vila Passos, Coréia de Baixo, Coréia de Cima, Sítio do Meio, Alto da Boa Vista, Retiro Natal, Liberdade, Tomé de Sousa, Fé em Deus, Floresta e Monte Castelo (trecho).

ZONA 04

Jardim São Cristóvão, Tirirical, Solar das Mangueiras, São Bernardo, Vila Brasil, Cohapam, Parque Universitário, João de Deus, Sítio Pirapora, Estação Rodoviária, Vila Itamar I e II, Parque Jaguarema, Conjunto Cial, Alameda dos Sonhos.

ZONA 05

São Francisco, Ilhinha, Morrinho, Jaracati, Ponta d’Areia, Ponta do Farol, São Marcos, Calhau, Renascença I e II, Residencial Novo Tempo II, La Ravardiere, Alto do Calhau, Recanto dos Nobres, Cohafuma, av. Litorânea, Solar dos Lusíadas, Solar dos Lusitanos, Conjunto Turu I II e III, Jardim Eldorado, Loteamento Brasil, Divinéia, Olho d’Água, Sol e Mar, Vila Luisão, Santa Rosa, Turu Velho, Matões, Parque Vitória, Vivendas do Turu, Vila São José, Canudos, Terra Livre.

ZONA 06

Vila Bacanga; Ufma, Sá Viana Novo, Sá Viana Velho; Jambeiro, Vila Dom Luís; Vila Isabel; Vila Embratel; Vila São Benedito; Vila Resende; Vila Primavera; Anjo da Guarda; Fumacê; Vila Mauro Fecury I e II; Vila São Luís; Vila Nova; Bonfim; Vila Ariri; Vila Sete de Setembro, São Raimundo; Vila Alto da Esperança; Gancharia; Vila Itaqui; Porto do Itaqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...