Banner Prefeitura Aedes

Banner Prefeitura Aedes

Elite

Elite

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Desembargador que condenou Lula foi homenageado por Moro em tese de doutorado

Por Jorge Ferreira
Mídia Ninja

João Pedro Gebran Neto, um dos três desembargadores responsáveis pelo julgamento de Lula nesta quarta-feira (24), ignorou a falta de provas do processo e declarou seu voto favorável à sentença imposta por seu amigo pessoal Sergio Moro, condenando o ex-presidente à 9 anos de prisão.

O relator rejeitou todos os argumentos da defesa, e aumentou a pena do petista para 12 anos e 1 mês de prisão em regime fechado.

A proximidade dos dois rendeu homenagem na tese de doutorado do juiz Moro a seu amigo (confira a tese completa aqui), que afirma não haver necessidades de provas concretas, bastando indícios e o depoimento do réu em delação para confirmar a sentença condenatória.

A decisão do relator, caso confirmada pelos seus pares, terá como resultado o enquadramento do ex-presidente e pré-candidato à presidência na Lei da Ficha Limpa, tornando-o inelegível, no momento em que encabeça com mais de 20 pontos de diferença a primeira colocação na corrida ao Planalto.

O apoio popular à Lula cresce cada vez mais nas ruas do país, principalmente na porta do TRF4, em que milhares de manifestantes tomaram as ruas para apoiar o petista.

A tag #CadeAsProvas, que questiona a sentença de Moro, se tornou a mais comentada nas redes sociais e um mote de protesto em todo o país.

Um comentário:

  1. Uma grande hipoclisia e inversão de valores, querem condenar os juizes ao invés do ladrões que saquearam nosso país. cadeia ja para essa corja

    ResponderExcluir

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...