Banner Prefeitura Aedes

Banner Prefeitura Aedes

Elite

Elite

quarta-feira, 28 de março de 2018

Família de menina morta por policiais no PI quer R$ 5 milhões de indenização do governo

O processo foi enviado ao o juiz da 2ª Vara dos Feitos da Fazenda Pública do Estado do Piauí
A família da menina Emilly Caetano, morta no final de 2017, em uma abordagem policiais do 5º Batalhão, em Teresina, ajuizou ação na justiça para cobrar do Estado o pagamento de indenização no valor de R$ 5 milhões. O processo foi enviado ao o juiz da 2ª Vara dos Feitos da Fazenda Pública do Estado do Piauí.

A abertura do processo foi informada pelo advogado da família, Thales Cruz, através de nota.

“Nada poderá reparar a dor pela perda de um ente tão querido, ainda mais quando encontrava-se em tenra idade. Mas a indenização, no presente caso, deve, além de tudo, mostrar ao Estado do Piauí os riscos a que submete a população ao não agir de modo diligente na supervisão de seus servidores”, diz o documento.

De acordo com a Polícia Militar, o ex-policial Aldo Luís Barbosa Dornel, um dos envolvidos no crime, não foi aprovado no exame psicológico da Polícia Militar do Piauí (PM-PI) do concurso de 2010 e ainda assim conseguiu entrar na corporação por meio de uma liminar obtida na Justiça, juntamente com outros quatro aprovados no concurso que foram reprovados no exame. A liminar foi posteriormente revogada e os advogados de Dornel entraram com recurso.

No dia 11 de janeiro desse ano o governador Wellington Dias (PT) exonerou o PM.

Entenda o caso
Emilly Caetano da Costa foi morta durante uma abordagem policial na Avenida João XXIII, zona leste de Teresina, na madrugada de terça-feira (25/12). A menina, de apenas nove anos, chegou a ser socorrida, mas faleceu pouco tempo depois.

Os pais da criança Evandro da Silva Costa e Daiane Caetano também foram atingidos de raspão. De acordo com a coronel Elza Rodrigues, a viatura da Polícia Militar recebeu uma denúncia de que uma dupla em um veículo Renault modelo Clio havia praticado um assalto.

“A viatura estava em rondas na avenida quando recebeu a denúncia e viu o veículo suspeito, deu ordem de parar e o mesmo aumentou a velocidade. Com isso, os policiais efetuaram disparos contra o carro e acabou atingindo os ocupantes”, disse a coronel.

Emilly Caetano da Costa teve a costela e o tórax perfurados pelos disparos de arma de fogo. A menina faleceu no Hospital de Urgências de Teresina (HUT), às 05h45min. Daiane Caetano foi socorrida e já recebeu alta. O pai da criança Evandro da Silva Costa precisou passar por alguns dias internado e perdeu parte da visão.

Os policiais envolvidos foram autuados e encaminhados para o presídio militar.

Informações do Portal AZ

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...