VACINAÇÃO

VACINAÇÃO

sexta-feira, 20 de abril de 2018

“Só delírio fascista ou desespero eleitoral para alguém acreditar nessa farsa”, diz Flávio sobre suposto “fichamento” de adversários

"Ao tomar conhecimento, mandei demitir o autor do papel disparatado"
"Nunca cometi uma ilegalidade. Nunca respondi a processo. Tenho biografia que me protege de armações e fraudes. A turma do mal vai perder de novo"
O governador Flávio Dino reagiu com indignação à divulgação de um documento, assinado por um comandante de policiamento no interior, determinando a identificação e “fichamento” de adversários políticos do governo.

O documento está sendo usado à exaustão pela mídia da oligarquia Sarney para tentar responsabilizar diretamente o governador. Dino acredita que pode se tratar de mais uma armação contra seu governo.

Ao tomar conhecimento do documento, o governador disse que é um absurdo imaginar que a iniciativa tenha sua concordância e que determinou a exoneração do responsável pelo ato, além da imediata apuração com abertura de processo disciplinar.

“Absurdo imaginar que um papel assinado por um oficial da PM possa ter a minha orientação, apoio ou concordância. Ao tomar conhecimento, mandei demitir o autor do papel disparatado. Mandei também apurar por que esse oficial da PM assinou aquele papel absurdo. Ele irá responder a processo disciplinar para esclarecer os fatos”, disse o governador.

Ele credita a ação tresloucada de um oficial da PM às manobras orquestradas pelo grupo Sarney, que está desesperado e tenta voltar ao poder de qualquer forma.

“Todos que acompanham a política do Maranhão sabem o nível de desespero do coronelismo maranhense, que vem tentando as mais diversas manobras para voltar ao poder”, acrescenta.

Confira a íntegra do que disse o governador Flávio Dino nas redes sociais.

Absurdo imaginar que um papel assinado por um oficial da PM possa ter a minha orientação, apoio ou concordância. Ao tomar conhecimento, mandei demitir o autor do papel disparatado.

Mandei também apurar por que esse oficial da PM assinou aquele papel absurdo. Ele irá responder a processo disciplinar para esclarecer os fatos.

Todos que acompanham a política do Maranhão sabem o nível de desespero do coronelismo maranhense, que vem tentando as mais diversas manobras para voltar ao poder.

Sou servidor público há 29 anos, exercendo funções nos 3 Poderes. Nunca cometi uma ilegalidade. Nunca respondi a processo. Tenho biografia que me protege de armações e fraudes. A turma do mal vai perder de novo.

Fico curioso: como alguns podem afirmar que eu ordenei ou autorizei um oficial da PM, do interior, assinar um papel absurdo? Onde está um indício mínimo de tal ordem? Só delírio fascista ou desespero eleitoral para alguém acreditar nessa farsa.

3 comentários:

  1. Agora a mensagem já foi dada para os comandantes do Estado. Só não vai existir o papel, mas a prática com certeza já deve estar em andamento.

    ResponderExcluir
  2. Será que este povo não sabe que Sarney e sua turma são inescrupulosos ? São capazes de qualquer coisa, mas qualquer coisa mesmo para terem de volta o que não é deles: o cofre do povo.

    ResponderExcluir
  3. Desespero da oposição.
    Em frente governado,
    confirmaremos a mudança.

    ResponderExcluir

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...