quinta-feira, 7 de junho de 2018

Desarticulada facção criminosa que expulsava moradores e traficava drogas na Vila Progresso, em São Luís


Uma operação conjunta comandada pelo Serviço de Inteligência da Polícia Militar desarticulou uma facção criminosa que atuava no bairro Vila Progresso, na região de Pedrinhas, em São Luís. A operação foi deflagrada por volta de 6h da manhã desta quinta-feira (7) e contou com a participação de equipes do GSA, DIAE 01 e 02, GSA do 1° e do 6° BPMs.


Segundo informações da PM, os criminosos presos expulsavam moradores de suas residências e praticavam tráfico de drogas. Na ação policial, foram apreendidos um revólver calibre 38, uma pistola .40, uma espingarda calibre 12, drogas, munições e quatro coletes balísticos.

Foram presos Wanderson Pires dos Santos, o ‘Focinho’, de 20 anos, natural de Itapecuru Mirim, residente na Vila Progresso;  Jhon Kelle da cruz Aguiar, de 21 anos, residente em Pedrinhas; Bairro: Pedrinhas; o menor R. L. de O., de 17 anos, residente na Vila Progresso; o menor C. da C. A., de 17 anos, residente na Vila Bom Viver, na Raposa; o menor J. S. da S, conhecido como ‘Martelo’, de 17 anos, residente na Vila Progresso; Kelysson viegas Marques, de 29 anos, residente na Vila Progresso; Reylone da Cruz Aguiar, de 24 anos, residente na Vila Progresso, na Raposa; Romildo Aguiar Lima Filho, de 19 anos, residente na Vila Progresso; e Lourielson Silva Sousa, de 21 anos, residente na Vila Progresso.

O comando da operação disse que os presos são integrantes da facção Comando Vermelho, com atuação na região da Vila Progresso/Vila Cabral na comunidade de Pedrinhas. Além de expulsarem moradores de seus imóveis e traficar drogas, eles são  apontados como responsáveis por diversos homicídios na região de Pedrinhas.

Inicialmente foram feitas abordagens em diversas casas da comunidade, algumas abandonadas por seus moradores, sendo encontrado no primeiro imóvel um revólver calibre 38, municiado e pronto para uso, com 08 munições de mesmo calibre, uma arma de fogo longa de fabricação artesanal calibre 12 com 22 munições de mesmo calibre, e dois coletes balísticos.

No imóvel ao lado, foram achados mais dois coletes balísticos.  Em um terceiro imóvel na rua detrás, em posse de Wanderson Pires e Jhon Kelle, foi achado uma pistola calibre. 40, marca Taurus, modelo 940,  municiada e com dois carregadores. Verificado no sistema, identificou-se que a pistola pertencia a um policial militar e havia sido subtraída em um assalto em junho de 2017.

Em desfavor do menor J. S. da S. foi cumprido um mandado de busca e apreensão resultado de investigações que lhe apontam como autor de um homicídio.

Todos os conduzidos, bem como o material apreendido, foram apresentados no 12° Distrito policial do Maracanã, onde as providências cabíveis estão sendo tomadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...