sábado, 29 de setembro de 2018

Decretada prisão preventiva de PM que espancou e atirou em servidor público municipal; veja íntegra da decisão


O policial militar que agrediu e atirou contra um servidor público municipal teve prisão preventiva decretada hoje. A decisão foi do juiz Osmar Gomes, titular da 1ª Vara do Tribunal do Júri, respondendo pelo Plantão Criminal. O PM ainda não foi localizado.

Imagens de câmera de controle interno de uma conveniência no bairro da Cohab mostram quando o soldado Eduardo Luz Soares deu um soco no rosto de Anderson Pereira da Silva, na madrugada de segunda-feira (24).

A discussão entre os dois foi parar numa área de estacionamento, quando a vítima insistia tomar satisfações com o agressor, mesmo depois de ser agredido com socos e chutes. 

Quando já estava na motocicleta, pronto para sair do local, o PM retornou, sacou a pistola e deu dois tiros no pé do funcionário público.

Por causa do forte soco e dos tiros, Anderson continua internado em um hospital particular, enquanto o militar foi desligado do CTA, onde era lotado e vai responder ao crime cometido.

No dia da agressão, o policial estava de folga e havia participado, na noite anterior, das disputas de uma competição Norte/Nordeste de Jiu Jitsu. Ele carregava no pescoço uma medalha conquistada na competição.











2 comentários:

  1. PARABÉNS para o judiciário do Maranhão.

    ResponderExcluir
  2. Do jeito que você narra parece uma coisa simples, esse policial agrediu, torturou o rapaz e atirou nele, se não fosse a intervenção de outra pessoa que aparece nas imagens, teria matado a vítima, tem um cara que dá uma rasteira, quando vai ser lreso também?

    ResponderExcluir

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...