Prefeitura de São Luís

Prefeitura de São Luís

sexta-feira, 5 de outubro de 2018

Em vídeo, Bolsonaro faz propaganda para Taurus; fabricante de armas teve ações valorizadas em 140%


"Se eu chegar lá, você cidadão de bem, em um primeiro momento, vai ter isso aqui em casa", afirma, mostrando uma pistola. "Você, produtor rural, vai ter isso aqui também", segue, erguendo o fuzil.
Em vídeo que circula nas redes sociais, Jair Bolsonaro, candidato do PSL à Presidência da República, visita um stand da fabricante de armas Taurus e, negando ser “garoto propaganda” da marca, apresenta um fuzil e uma proposta. O militar da reserva diz ainda que, em um eventual mandato seu, vai liberar o porte de armas.

“Se eu chegar lá, você cidadão de bem, em um primeiro momento, vai ter isso aqui em casa”, afirma, mostrando uma pistola. “Você, produtor rural, vai ter isso aqui também”, segue, erguendo o fuzil.

Ao final, o candidato, que se diz “amante das armas”, afirma que: “povo armado jamais será escravizado”
Indústria de armas

Depois que Bolsonaro assumiu a liderança na corrida presidencial, as ações da Taurus mais que dobraram de valor no mercado financeiro. Entre agosto e setembro, a alta foi de 140%. Nos últimos dois dias, a alta foi de 19,9%, a segunda maior da Bovespa, ficando atrás somente das ações do Banco do Brasil.

Bolsonaro é um dos defensores do Projeto de Lei 3722, que institui o Estatuto do Controle de Armas de Fogo, que, na prática, revoga o Estatuto do Desarmamento. Caso o projeto seja aprovado, passa a ser responsabilidade da Polícia Civil, em conjunto com o Sistema Nacional de Armas, a emissão do registro e porte de armas de fogo. O PL também sugere a extinção da obrigatoriedade de renovação do registro de arma de fogo a cada três anos, tornando-o definitivo.

Em 2014, a Taurus doou R$ 870 mil aos candidatos que compõem a “bancada da bala” no Congresso Nacional – quase metade dos cercade R$ 2 milhões doados pela indústria de armas. Onix Lorenzoni (DEM), um dos principais articuladores da campanha Bolsonaro, foi um dos beneficiados.

Em entrevista ao Congresso em Foco, o cientista política Marcelo Fragano, que tem um estudo sobre o tema, afirma que Bolsonaro nem precisou receber. “O [deputado Jair] Bolsonaro, por exemplo, nem precisa receber doação de campanha, porque ele faz [a defesa de interesses da indústria das armas] por ideologia”, disse.

Com informações da Revista Fórum 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...