quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Globo “esconde” escândalo de Bolsonaro no Jornal Nacional e veicula comercial da Havan

O mesmo Jornal Nacional que já chegou a destrinchar detalhe por detalhe de matérias da Veja e da Istoé contra o PT se limitou a dar uma nota genérica, já no meio do jornal, sobre o escândalo de caixa 2 na campanha de Bolsonaro denunciado pela Folha; no intervalo, emissora veiculou comercial da Havan, empresa que estaria envolvida no esquema

O ‘Jornal Nacional’, principal telejornal da Globo, minimizou e praticamente escondeu a notícia do dia: o esquema de caixa 2 encampado na campanha de Jair Bolsonaro (PSL) por dezenas de empresas que estariam financiando ilegalmente o impulsionamento e divulgação de fake news contra Fernando Haddad e seu partido, o PT.

O mesmo telejornal que, por inúmeras vezes, destrinchou detalhe por detalhe de matérias de veículos como a revista Veja e a Istoé contra o PT, se limitou na edição desta quinta-feira (18), já no terceiro bloco, a citar que Haddad entrou com uma ação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pedindo a cassação da chapa de Bolsonaro com base na matéria da Folha.

O apresentador William Bonner narrou de forma vaga o conteúdo da denúncia apenas porque a legislação obriga o telejornal a cobrir a agenda dos candidatos e, como Haddad falou sobre o assunto ao longo de todo o dia, não teria como escapar da pauta.

Por outro lado, veiculou uma entrevista exclusiva com Bolsonaro em que o candidato falou sobre suas propostas e sequer tocou no assunto da denúncia.

Como se não bastasse, no intervalo do jornal a emissora veiculou, para algumas regiões do país, um comercial da Havan de apoio a operação Lava Jato. A rede de lojas pertence a Luciano Hang, o empresário que coagiu funcionários a votar no capitão da reserva e que estaria envolvido no esquema de caixa 2.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...