quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

Após 5 meses de prisão, homem que ameaçou matar ex-namorada está em liberdade e diz que foi ‘desentendimento normal de casal’

O bacharel em Ciências da Computação Thiago Pereira da Silva, que foi preso em julho deste ano (leia aqui), após várias ameaças contra a ex-namorada, já está em liberdade. Ele já havia sido presos outras vezes por essas ameaças, mas sempre era colocado em liberdade. Ele passou vários meses foragido e sendo procurado pela polícia.

A última ameaça ocorreu no dia da prisão, na Delegacia Especial da Mulher, na presença de autoridades policiais e imprensa. Ele afirmara que não passaria muito tempo na cadeia e, quando saísse, iria matar a ex-namorada, Jully Rego de Lima.

Em contato com o blog para pedir direito de resposta, Thiago Silva diz que todas as denúncias foram pura armação feitas através de Boletins de Ocorrências falsos.

“Sou homem de bem, de família honrada, de curso superior em ciências da computação , e estas acusações vêm destruindo e me prejudicando bastante”, diz o acusado, em nota encaminhada ao blog.

Ele afirma, ainda, que as denúncias feitas pela ex-namorada teriam sido motivadas por ciúme.
Thiago Silva foi presos no dia 11 de julho deste ano. 
Na delegacia, disse que mataria a ex-namorada 
quando saísse da cadeia
Leia a íntegra da nota de Thiago Silva ao blog

Eu, Thiago Pereira da Silva, venho publicamente me manifestar sobre minha prisão veiculada no blog do Gilberto Lima, no mês de julho deste mesmo ano.

As acusações da senhora Jully Rego de Lima, de maneira ardilosa, usando de má fé, foram de pura armação feitas através de boletins de Ocorrência falsos. Sou homem de bem, de família honrada, de curso superior em Ciências da Computação, e estas acusações vêm destruindo e me prejudicando bastante.

As mensagens ameaçadoras veiculadas na imprensa foram para terceira pessoa. E explico: conheci uma mulher nas redes sociais. Entretanto, tive um desentendimento com esta senhora devido a um furto em meu automóvel. Logo em seguida, os áudios foram encaminhados, via WhatsApp, para a senhora Jully Rego de Lima, minha ex-namorada. Tanto é verdade que, nos áudios, não se cita o nome da senhora Jully Rego de Lima e, dessa forma, a mesma usou maliciosamente e por puro ciúme da senhora que tive desentendimento no carro, achando que tinha era ficado com ela.

Eu nunca descumpri nenhuma ordem judicial.  Estive preso outras três vezes por causa dela. Nunca a desejei mal. Ela ia me visitar no sistema penitenciário e lhe provei com o documento que enviei ao titular do blog. Ela sempre é quem me procurava para reatar, e com tornozeleira eletrônica. Será que é ela tinha medo de mim?

Nunca a agredi fisicamente nem psicológicamente durante dois anos de relacionamento. A violência psicológica que ela afirma sofrer não a faria me procurar todas as vezes. Jamais a mataria.

Ela já chegou a afirmar que preferia eu morto ou preso do que com outra. Ela sempre faz isso e depois se arrepende. Eu a perdoo mesmo assim. Foi apenas um desentendimento normal de casal.

Graças a Deus e em brilhante decisão da magistrada que acreditou em mim, consegui minha liberdade após cinco meses de tormento.


5 comentários:

  1. Eu tô ligado nessa moça ela já fez armação para outro ,, o pai da filha e baita traficante do coroadinho

    ResponderExcluir
  2. Aqui no bairro do São Bernardo todo mundo conhece a estória dessa mulher o ex dela é um traficante de alta periculosidade do coroadinho, que escrotice

    ResponderExcluir
  3. Eu acredito na inocência dele como sempre tudo tem duas versões

    ResponderExcluir
  4. Todos os casais se desentendem, de fato é normal,mulher ciumenta e o diabo mesmo.

    ResponderExcluir
  5. Canalha desse é pra ficar na cadeia!!

    ResponderExcluir

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...