Emap

Intervenções no trânsito

Intervenções no trânsito

sábado, 4 de novembro de 2017

Robert Serejo confessa ter estuprado e assassinado a menina Alanna Ludmilla; veja vídeos da cobertura deste sábado

Robert Serejo Oliveira, preso neste sábado (4) na barreira da Estiva, em São Luís, confessou que estuprou e matou a menina Alanna Ludmilla, de 10 anos, sua ex-enteada. Ele assumiu autoria do crime em depoimento na tarde de hoje no Comando-Geral da Polícia Militar. Ele foi apresentado à imprensa durante entrevista coletiva na tarde de hoje.

No depoimento aos delegados, sem expressar arrependimento ou comoção, o assassino afirmou que se dirigiu à casa da vítima com intenção de estupra-la e matá-la. Ele afirmou que não contou com auxílio de outra pessoa para executar o plano.
De acordo com o delegado Jefferson Portela, Robert Serejo será encaminhado para o Centro de Triagem de Pedrinhas e seguirá para área de isolamento. Segundo ele, a medida é para resguardar a integridade do preso, pois esse tipo de criminoso não é bem visto no sistema prisional.

Segundo a delegada responsável pelos casos de feminicídio, Viviane Azambuja, a intensão de Robert sempre foi matar a vítima.

“Ele chamou a menina pela janela, como ela não atendeu, ele pulou o muro e, com uma chave, teve acesso. Abriu a grade dos fundos e adentrou. Segundo informações do próprio Robert, ela estava saindo do banheiro somente de blusa e toalha. Ele a agarrou e encobriu os gritos da vítima com a própria mão. Em seguida, violentou-a sexualmente e finalizou com a morte por asfixia, já que colocou sacos plásticos na cabeça de Ludmila”, informou a delegada.
Quintal da casa onde o corpo da menina Alanna foi encontrado
A delegada acrescentou que está descartada a participação da mãe da menina no crime. Ela lamentou que boatos divulgados nas redes sociais tenham tentado incriminar a mãe, que passou a sofrer represálias de parte da população.

A tentativa de fuga e prisão na barreira da Estiva

Robert foi preso quando tentava fugir para o interior do estado em uma van. No mesmo veículo estavam os sargentos Burgos e César, lotados no 6º BPM, que iam a um evento esportivo no município de Pirapemas.
O assassino foi reconhecido pelos policias que, imediatamente, solicitaram que o motorista parasse o veículo na barreira policial da BR-135, onde ele recebeu voz de prisão.

Robert Serejo trajava a mesma roupa de quando prestou o primeiro depoimento, na madrugada e quinta-feira (2), após o desaparecimento da pequena Ludmila.

Sepultamento marcado por dor, comoção e revolta
O corpo da menina Alanna Ludmilla foi sepultado na manhã deste sábado (4) no cemitério da Pax, na MA-204 em Paço do Lumiar.

O caixão foi levado em um caminhão do Corpo de Bombeiro e seguido por centenas de carros e ônibus. Cerca de 3 mil pessoas, em clima de comoção, dor e revolta, acompanharam o sepultamento. 

2 comentários:

  1. Meu Pai tanta crueldade .não me conformo.por que fazer isso a criança. ? E essa mentira dele de dizer que a criança ja estava nua de toalha.se ele chamou por ela na janela concertesa ela escutou que ele tava la então ela se tivesse nua ia se vestir rápido.e o sangue da casa do estrupo quem limpou.? São muitas dívidas e sofrimento .

    ResponderExcluir
  2. Entao quando essa mae cheogu em casa ela nao achou nada estranho??? casa revirada sangue sinais de luta que pudesse desconfiar de algo diferente que tivesse acontecido. e o quintal com terras viradas ela nao percebeu nada no quintal da casa. E bom pensar nessa coisas. Primeiro passo ele tinha que ser colocado na selas comum com outros presos, cortar o pinto dele e pouco coloca ele marrado numa cruz no pau que seja em praça publica pra morrer de sol sede e urubu comece ele vivo..

    ResponderExcluir

Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...