segunda-feira, 3 de fevereiro de 2020

Bolsonaro ataca Flávio Dino e leva resposta imediata: "No Maranhão não “inauguramos” pedra fundamental de escola. Aqui a gente inaugura escola. Pronta"

Bolsonaro disse que educação do NE forma militantes.
Ataque do presidente vem no mesmo dia em que o governador anunciou o novo piso salarial de R$ 6 mil para professores do Estado
“Enquanto uns gritam e tentam chamar atenção com confusão, estamos trabalhando com seriedade”, disse Flávio Dino

Durante inauguração na manhã desta segunda-feira (3) da pedra fundamental do Colégio Militar de São Paulo, no aeroporto Campo de Marte, o presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar governadores do Nordeste e afirmou que a educação na região forma militantes e desinforma.

Bolsonaro criticou que a decisão de oito dos nove governadores do Nordeste em não aderir à iniciativa do Ministério da Educação (MEC) para a instalação de colégios cívico-militares na região. “Para eles, a educação vai indo muito bem, formando militantes e desinformando, lamentavelmente”, afirmou.

Ataque do presidente vem no mesmo dia em que Flávio Dino (PCdoB), governador do Maranhão, anunciou pelo Twitter que o novo piso salarial para professores que trabalham 40 horas semanais nas escolas do Estado será de R$ 6.358,96. Atualmente, o piso nacional é de R$ 2.886,24.

Enquanto Bolsonaro aponta falhas, o governo do Maranhão expandiu o ensino integral a 74 escolas, ou seja, 25 unidades a mais que no ano passado e uma Escola Bilíngue, com Educação Infantil, a primeira do estado nesta modalidade.

No twitter, o governador Flávio Dino deu a resposta imediatamente: “Aqui no Maranhão não “inauguramos” pedra fundamental de escola. Aqui a gente inaugura escola. Pronta. Temos cerca de 1.000 obras educacionais. Centenas de escolas novas. Ou seja, enquanto uns gritam e tentam chamar atenção com confusão, estamos trabalhando com seriedade”, disse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário