Rádio Voz do Maranhão

quarta-feira, 1 de dezembro de 2021

Dois homens são assassinados a tiros em Vargem Grande; mulher é baleada

Dois homens foram assassinados a tiros na noite desta terça-feira (30), por volta de 19h50, no bairro Trizidela, na cidade de Vargem Grande, a 177 km de São Luís.

Uma mulher, que estava com as duas vítimas fatais, foi baleada na perna.

Os dois homens e a mulher se encontravam em um bar e foram surpreendidos pelos assassinos, que estavam em uma motocicleta. Eles pararam em frente ao estabelecimento e dispararam vários tiros. Em seguida, os criminosos fugiram do local.

Os mortos foram identificados como Francisco das Chagas Alves de Aguiar, de 36 anos, e Genilson de Lima de Caldas, de 31 anos. A mulher ferida foi identificada como Alralice Matos da Silva, de 22 anos.

A mulher foi socorrida com vida e encaminhada ao Hospital de Vargem Grande, mas, devido à gravidade do ferimento, foi transferida para São Luís.

Policiais militares, guardas municipais e policiais civis estiveram no local do crime. A partir de informações de testemunhas, a polícia espera identificar e prender os assassinos.

O crime tem características de acerto de contas ou por encomenda (pistolagem).

terça-feira, 30 de novembro de 2021

Policial que matou médico em Imperatriz é expulso da PM

Adonias Sadda está preso em São Luís, onde aguarda julgamento.

O Conselho de Disciplina da Polícia Militar do Maranhão julgou procedente as acusações contra o policial Adonias Sadda Sousa Costa e decidiu por sua exclusão dos quadros da corporação.

Adonias é acusado de assassinar o médico Bruno Calaça Barbosa, com um tiro à queima-roupa, no dia 26 de julho deste ano. Bruno tinha 24 anos e estava em uma festa na Avenida Beira-Rio, em Imperatriz, quando foi atingido por um tiro no peito.

Conforme publicado no boletim geral n° 218 de 23 de novembro de 2021, tornado a público hoje, Adonias foi excluído da PMMA “por ter tido conduta que afetou a honra pessoal, o decoro da classe e pundonor militar e ainda por contrariar o art. 40, incisos I, III, IV, XI, XII, XV e XVIII, da Lei n. 6.513/1995”.

Agora ex-PM, Adonias segue preso em São Luís e aguarda julgamento por homicídio duplamente qualificado.

O crime

O assassinato do médico Bruno Calaça ocorreu em Imperatriz, na madrugada do dia 26 de julho deste ano, por volta das 3h30, no fim de uma festa, no bar Dell Lagoa, na Avenida Beira-Rio, em Imperatriz.

Tudo começou quando um empresário do ramo de autopeças, identificado como Waldek, teria ‘esbarrado’ algumas vezes na jovem Luna Lemos, namorada de um irmão de Bruno, o que teria sido interpretado como assédio, como se o empresário estivesse querendo ‘dar em cima’ da garota. Waldek estava acompanhado de um outro empresário, identificado como Ilker, também do ramo de autopeças, e de Ricardo Barbalho, que seria advogado.

Insatisfeita com a atitude de Waldek, Luna relatou o fato para o irmão de Bruno, conhecido como Willian, iniciando-se, assim, a partir daí, uma confusão com empurra-empurra e tentativas de agressão. O proprietário do Dell Lagoa interveio e apartou a briga, fazendo com que todos os envolvidos dessem as mãos.

Momentos mais tarde, já com a festa encerrada e as luzes acesas, Bruno estava encostado no palco, sentado, enquanto Barbalho e um dos empresários, conforme pode ser visto num vídeo divulgado nas redes sociais, passaram a conversar com o soldado Adonias, apontando para o local onde estavam Bruno, seu irmão Willian, Luna e outros amigos.

No vídeo, percebe-se que Barbalho e o empresário falam alguma coisa ao ouvido do policial Adonias e em seguida o militar, acompanhado de um deles, vai na direção de Bruno. O empresário se aproxima do médico, fala alguma coisa e desfere um murro a altura do ombro de Bruno, que reage com um empurrão, como querendo livrar-se dele. Em seguida, Adonias saca um revólver e atira em Bruno Calaça, que ainda fica em pé alguns segundos e cai, enquanto o policial e o empresário se retiram.

...............

Postagens relacionadas: 

— Médico é assassinado por policial militar em Imperatriz; PM está foragido

— Policial que matou médico será excluído da PMMA: “Tomara que a justiça não volte”, diz comandante; veja vídeo do crime

— PM que matou médico é preso em Imperatriz; ele será julgado pelo Conselho de Disciplina e expulsão deverá ocorrer em 30 dias

PM que assassinou médico atropelou e matou criança em Imperatriz

— Preso bacharel em Direito envolvido na morte de médico em Imperatriz

— Preso empresário envolvido na morte do médico Bruno Calaça em Imperatriz

— PM e advogado são indiciados pela morte de médico em Imperatriz

Advogado envolvido na morte do médico Bruno Calaça volta a ser preso em Imperatriz


Irmãos são presos por assassinato de jovem na Avenida Vitorino Freire, em São Luís

 

Wesley Silva foi assassinado a tiros na Av. Vitorino Freire, em São Luís


Policiais da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) prenderam, nesta terça-feira (30), os irmãos de iniciais D.L.F e D.L.L.F por envolvimento no assassinato de Wesley da Silva Souza.

O crime ocorreu no dia 13 de outubro de 2020, por volta de 12h30, na Av. Senador Vitorino Freire, em frente à loja Premoldados Pina, na Vila Passos, em São Luís.

Pelas informações da polícia, Wesley foi atraído através de um perfil falso no Facebook. Ele iniciou conversa com uma suposta jovem que estaria interessada em manter relações sexuais. 

No local do encontro, no entanto, apareceram dois integrantes de uma facção criminosa que acabaram por assassinar Wesley.

Após as investigações iniciais, colheitas de provas e materialização do respectivo inquérito policial, foi requerida a prisão temporária, deferida pelo juízo da Comarca de São Luís. Os suspeitos pertencem à facção criminosa PCM, no bairro Vila Passos, São Luís.

Após cumpridos os procedimentos de praxe, os preso foram encaminhados ao sistema penitenciário, onde ficarão à disposição do Poder Judiciário.

.........

Postagem relacionada:

Homem é morto a tiros na Avenida Kennedy, em São Luís; crime teria sido praticado por integrantes de facção


Bandidos roubam R$ 150 mil de funcionário de posto de combustível no estacionamento do Banco Itaú, em São Luís

O assalto ocorreu no estacionamento do Banco Itaú, na Rua de Santana, em São Luís

Um homem foi alvo de assaltantes, no início da tarde dessa segunda-feira (29), no estacionamento da agência do Banco Itaú, na Rua de Santana, no Centro de São Luís. Os quatro bandidos levaram quase R$ 150 mil em espécie.

Segundo informações da polícia, a vítima, que é funcionário do Posto Natureza, chegava à agência bancária para fazer o depósito do dinheiro, que estava dividido em duas mochilas.

Ao descer do carro, já no estacionamento, o homem foi abordado pelos quatro criminosos que chegaram em um veículo Corsa Classic, placa NHH-3285, de cor cinza.

O grupo estava armado, com o rosto coberto por capuz e usando colete balístico.

De acordo com o delegado Thiago Dantas, titular da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), as investigações do caso já iniciaram e as imagens oficiais do banco foram solicitadas para ajudar a entender a dinâmica do crime.

“Foi uma ação muito bem organizada e muito bem programada. Claro que cogitamos que tenha se passado informações em detalhes para esses indivíduos sobre o transporte do dinheiro, mas isso nós vamos esclarecer no decorrer do inquérito policial”, frisou Dantas.

Com informações do Jornal Pequeno

Preso homem que matou idosa a tesouradas em Paço do Lumiar

O homem identificado como Richardson França Moraes, de 21 anos, foi preso por policiais militares, depois de ter sido apontado como autor do assassinato de Judith Lira Diniz, de 70 anos.

O crime ocorreu na casa da vítima, na Vila Cafeteira, em Paço do Lumiar, na quinta-feira (25).

Segundo o delegado Clarismar Campos, da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), em depoimento, o preso confessou ser o autor do feminicídio e disse que utilizou uma tesoura para desferir os vários golpes contra a idosa.

Os dois, de acordo com o suspeito, mantinham uma espécie de relacionamento.

O corpo de Judith foi encontrado sem a parte de baixo das roupas, dentro do imóvel, somente algumas horas depois.

O suspeito morava próximo à residência dela e, conforme relatado por testemunhas, estava no local no dia em que a vítima foi morta.

Richardson, que foi capturado em flagrante, no último sábado (27), na residência do pai, na Rua São Sebastião, Vila Bacanga, já possui passagem pela polícia pelo crime de violência doméstica.

Em 2017, ainda adolescente, foi apreendido por um estupro cometido no campus do Bacanga, da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Na ocasião, a vítima, que era uma estudante, também teve seu celular subtraído.

O preso, depois de ter sido interrogado novamente na tarde de ontem (29), na sede da SHPP, na Avenida Beira Mar, foi encaminhado ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde permanecerá à disposição da justiça.


segunda-feira, 29 de novembro de 2021

Flávio Dino declara apoio à pré-candidatura de Carlos Brandão

Em reunião com representes dos treze partidos que dão sustentação política à administração estadual, nesta noite de segunda-feira (29), o governador Flávio Dino (PSB) oficializou seu apoio à pré-candidatura do vice-governador Carlos Brandão ao Governo do Estado nas eleições de 2022.

Logo no início da reunião, o governador declarou apoio a Brandão, pondo fim à disputa interna e sinalizando o nome daquele que será o candidato do grupo, dentro dos critérios estabelecidos no primeiro encontro de líderes partidários em 5 de julho.

Houve reação contrária de aliados de Weverton Rocha, que defenderam o adiamento da decisão para início do ano que vem.

A senadora Eliziane Gama e o presidente da Assembleia Legislativa, Othelino Neto, solicitaram que a decisão ficasse para janeiro de 2022. 

Já os deputados federais Bira do Pindaré (PSB) e Márcio Jerry (PCdoB), apoiam a decisão do governador, mas se manifestaram pelo adiamento, dando assim mais uma oportunidade para a construção da sonhada unidade.

O governador, no entanto, voltou a se posicionar, reagiu às falas pelo adiamento, bateu o martelo e reafirmou  seu apoio a Carlos Brandão, pondo fim aos questionamentos sobre sua decisão.

Nas redes sociais, o governador, resumiu o que foi a reunião: “Nesta segunda, fizemos reunião com os 13 partidos que compõe o nosso governo. A eles manifestei a posição de apoiar a pré-candidatura do vice-governador Carlos Brandão ao cargo de governador em 2022. Agora os partidos vão debater em busca da máxima unidade”

Dino acrescentou: “O processo de definição para eleição de 2022 está em andamento, com uma visão democrática de ouvir os partidos, para decisão final em janeiro, em nova reunião a ser marcada”.

Com informações de Jorge Vieira

Com informações de Jorge Vieira

Caminhoneiro maranhense que estava desaparecido é localizado em hospital no Tocantins

O caminhoneiro maranhense Janilson de Sousa dos Santos, de 37 anos, conhecido como “Maçal”, que estava desaparecido desde o último dia 22, foi encontrado no Hospital Regional de Porto Nacional, no Tocantins.

Pelas informações da família, Janilson foi encontrado, na última sexta-feira (26), caído à margem de uma rodovia, com bolhas nos pés, e foi levado ao hospital.

Nesta segunda-feira (29), por volta das 14h30, ele lembrou do número de contato de uma pessoa da família e fez ligação, por meio do celular de uma enfermeira. Ele relatou que tinha problemas nos pés por causa das bolhas. 

Em mensagem para o filho, Janilson disse que estava bem e pediu que alguém fosse buscá-lo. 

Neste noite, a mãe de Janilson está embarcando para Porto Nacional para providenciar a transferência do filho para Santa Inês, onde reside a família.

Janilson reside em São Luís, é casado, tem um filho de 20 anos e a esposa está gestante. Ele trabalha como motoristas da GSM Transportes.

O desaparecimento

O homem identificado como Janilson de Sousa dos Santos, de 37 anos, conhecido como “Maçal”, que trabalha como caminhoneiro, estava desaparecido desde a última segunda-feira (22), após sair, de ônibus, de uma cidade do estado do Paraná, com destino a São Luís, onde reside. Ele trabalha na empresa GSM Transportes.

Segundo informações de familiares, que residem em Santa Inês, na segunda-feira (22), por volta das 18h, segundo a localização enviada para a mãe, ele se encontrava na BR-153, no pátio do Auto Posto Platina.

No local, foram encontrados documentos, dinheiro e uma bolsa de mão, onde estavam roupas.

Ele foi visto pela última vez em Aliança, no Tocantins. No trajeto, ele chegou a enviar mensagem para seu filho, informando que havia perdido o ônibus depois de uma parada para um lanche.

Depois disso, ele teria sido visto pelas estradas pedindo carona. A família ainda conseguiu contato pelo celular, mas ele não parecia bem psicologicamente.

Na quarta-feira (24), uma irmã do caminhoneiro conseguiu fazer uma chamada de vídeo, mas ele não falou nada, apenas chorava, passava a mão no rosto e balançava a cabeça.

.......................

Postagem relacionada:

Homem desaparece no Tocantins após parada para lanche e perder ônibus com destino a São Luís; família está desesperada


Caseiro mata a mulher grávida, a enteada e fazendeiro em Goiás


Suspeito furtou um revólver da casa do patrão e matou o fazendeiro que era vizinho. Os corpos da mulher e da enteada foram encontrados pela polícia na casa do caseiro.

Um caseiro de 21 anos matou a mulher que estava grávida, a enteada de dois anos e oito meses e um fazendeiro de 73 anos em Corumbá de Goiás, segundo a Polícia Civil. Além disso, ele tentou estuprar a mulher do idoso e a atingiu com um tiro no ombro antes de fugir.

Ela foi levada a um hospital da cidade, mas seu estado de saúde não havia sido divulgado até a última atualização desta reportagem.

O suspeito foi identificado pela polícia como Wanderson Mota Protácio e está foragido, de acordo com a corporação.

O delegado Tibério Martins, que investiga o caso, disse que o suspeito fugiu para Alexânia, onde pediu ajuda a familiares e até vendeu alguns aparelhos celulares. "De lá, ele fugiu para Abadiânia e está escondido na zona rural entre estas cidades", afirmou o investigador.

Os crimes aconteceram no fim da tarde de domingo (28). O caseiro teria ido pedir ao patrão ajuda para a esposa grávida, dizendo que ela estava passando mal.

O patrão saiu e foi até a casa ajudar a mulher. Nesse intervalo, de acordo com a polícia, o caseiro entrou na residência do patrão e furtou um revólver calibre .38. Com a arma em mãos, ele foi à casa de um vizinho e o matou com um tiro. Depois, roubou a caminhonete e fugiu do local, sempre de acordo com o que foi informado pela polícia.

Os corpos da mulher e da enteada foram encontrados pela polícia na casa do caseiro. Segundo a Polícia Militar, elas foram mortas a facadas.

Conhecido da família

A mulher do idoso, que sobreviveu e foi levada a um hospital, contou à polícia que o rapaz era conhecido da família. Ele chegou na propriedade, entrou, e conversou com Roberto Clemente, tomou refrigerante, sacou a arma e deu um tiro nele.

"A [mulher do idoso] tentou correr e o Wanderson disse que a mataria, mesmo assim ela correu. Ele a derrubou, bateu em seu rosto e tentou estuprá-la. Não conseguindo, atirou também contra ela, acertando seu ombro. Caída no chão, se fingiu de morta. Então ele pegou a caminhonete da vítima e fugiu.

A mulher conseguiu se deslocar até a propriedade vizinha para pedir ajuda", diz trecho do boletim de ocorrência.

Com informações do g1

Família de jovem encontrado morto após 30 dias desaparecido cobra resultado da autopsia

 


Familiares do jovem Marcelo Melo Machado, de 24 anos, encontrado morto após 30 dias desaparecido, reclamam da falta de divulgação do resultado da autopsia.

A mãe do jovem, Mirian Melo, já esteve na Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), mas não obteve respostas.

“Nós estivemos lá, mas não conseguimos contato com o delegado Marconi, que comanda a investigação. Não sabemos se estão querendo esconder algo. Já deveriam ter divulgado o resultado da autopsia, que vai revelar de que forma meu filho foi morto. Os dois policiais que foram filmados colocando Marcelo na viatura já foram ouvidos novamente? Queremos saber quem matou Marcelo”, disse a mãe em contato com o blog.

Marcelo Melo Machado, que residia no bairro Gancharia, na região do Anjo da Guarda, desapareceu de sua residência no dia 6 de setembro deste ano. Três dias depois, ele foi encontrado na Pindoba, em São José de Ribamar.

Um vídeo mostra o momento em que dois policiais militares do 22º BPM colocam o jovem em uma viatura. Ele estava com as mãos amarradas por uma corda. Os moradores afirmam que Marcelo tentava invadir casas e acionaram a polícia, via Ciops.

Depois disso, o jovem desapareceu novamente. Os PMs chegaram a afirmar que o deixaram com duas pessoas, em vez de levá-lo a uma delegacia, onde seriam feitas tentativas de localizar parentes.

O corpo de Marcelo foi encontrado, no dia 8 de outubro, em um matagal na Vila São José 1, em São José de Ribamar.

O corpo, em adiantado estágio de decomposição, estava de bruços e com uma perfuração à altura do rim, que poderia ter sido provocada por arma de fogo. O resultado da autópsia poderá revelar de que forma o jovem foi morto.

Após passar mais de 20 dias no IML, à espera do resultado do exame de DNA, o corpo de Marcelo sepultado no dia 03 deste mês, no município de Bequimão, terra natal da família do jovem.

PMs afastados

A Polícia Militar afastou os dois policiais suspeitos de envolvimento de Marcelo Melo, que tinha deficiência mental.

O sargento, identificado como Luís Magno da Silva, e o soldado Giovani dos Santos Silva foram afastados das ruas por decisão do Comando Geral da Polícia Militar.

A Polícia Militar decidiu pelo indiciamento dos dois policiais militares por abandonarem alguém que estava sob custódia da PM e que era incapaz de se defender dos riscos resultantes do abandono, o que é considerado crime militar.

O inquérito apurou apenas erros operacionais dos policiais, que disseram ter levado o jovem na viatura e depois entregue a supostos conhecidos.

Além deles, outros dois policiais que coordenaram a ocorrência, no centro de operação da polícia (CIOPS) também foram indiciados, porque teriam que acompanhar o caso até Marcelo ser levado à delegacia.

......................

Postagens relacionadas:

— Família procura por jovem que desapareceu há cinco dias em São Luís

— Mistério: Jovem que desapareceu há 15 dias é encontrado em Paço do Lumiar, levado pela PM, mas continua desaparecido

— Comando da PM e Polícia Civil investigam desaparecimento de jovem com deficiência mental; ele chegou a ser conduzido por PMs, mas continua desaparecido

— Após 30 dias, o mistério continua: onde está o jovem com deficiência que sumiu de casa, foi conduzido pela PM, mas continua desaparecido?

Corpo encontrado em matagal em São José de Ribamar pode ser de jovem desaparecido há 30 dias

Mãe confirma que corpo encontrado em São José de Ribamar é do filho que estava desaparecido; sepultamento será em Bequimão

Polícia Militar afasta PMs envolvidos no desaparecimento de jovem encontrado morto em São José de Ribamar

Família de jovem encontrado morto reclama da demora em resultado de exame de DNA; corpo continua no IML

Exame de DNA confirma que corpo encontrado em São José de Ribamar é do jovem que passou 30 dias desaparecido

Corpo de jovem encontrado morto após 30 dias desaparecido é sepultado em Bequimão; família promete lutar por justiça


Criança de quatro anos morre atropelada na região do Anil, em São Luís


Uma criança de quatro anos foi morta por atropelamento, na noite desse domingo (28), na Rua Presidente Lula, no bairro Cutim Anil, nas proximidades do condomínio Eco Park 1, em São Luís.

Pelas informações, o menino soltou a mão da mãe, em frente à Farmácia Pague Menos, atravessou a pista e foi atropelado. Ele morreu no local.

O motorista atropelador, que dirigia um veículo Fiesta, de cor vermelha e placa PSA-9668, estava a caminho da igreja. 

De acordo com testemunhas, ele não estava alcoolizado e nem dirigia em alta velocidade.

Uma guarnição da PM chegou imediatamente ao local e efetuou a prisão do motorista, que foi conduzido à delegacia para autuação em flagrante.

Ele deverá responder por homicídio culposo, previsto no artigo 302 do CTB (praticar homicídio culposo na direção de veículo automotor: penas - detenção, de dois a quatro anos, e suspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo automotor).

domingo, 28 de novembro de 2021

Prefeito é assassinado com três tiros em campo de futebol no Piauí; suspeito é sobrinho de ex-prefeito


O principal acusado de cometer o crime é o sobrinho do ex-prefeito Zé Neto, identificado como Felipe.

O prefeito de Madeiro, no Piauí, José Ribamar de Araújo Filho,  conhecido como Zé Filho (Progressistas), de 43 anos, foi assassinado com três tiros na noite deste domingo (28), por volta das 18h.

O principal acusado de cometer o crime é o sobrinho do ex-prefeito Zé Neto, identificado como Felipe Seixas.

Conforme informações repassadas pelo tenente Saboya, o prefeito estava acompanhando uma partida de futebol quando foi surpreendido pelos disparos, que teriam partido de Felipe Seixas, que estava acompanhado do tio, o ex-prefeito de Madeiro Zé Neto e o atual vice-prefeito, Pedro Filho. 

Felipe Seixas, sobrinho do ex-prefeito Zé Neto, teria feitos disparos contra Zé Filho, que estava sendo ameaçado de morte

“O prefeito se encontrava no jogo, e o sobrinho do ex-prefeito Zé Neto e o atual vice-prefeito chegaram lá ameaçando ele e acabou ocorrendo o crime. Inclusive testemunhas que relatam que 30 minutos antes do ocorrido, o sobrinho do ex-prefeito chegou a mostrar a arma”, informou o tenente.

O prefeito Zé Filho foi atingido com três tiros, sendo um na cabeça, um no peito e outro no ombro. Ele ainda chegou a ser socorrido e encaminhado ao hospital de Luzilândia, mas não resistiu aos ferimentos.

Os acusados de cometer o crime fugiram do local e ainda não foram localizados. A Polícia Militar está em diligências.

Estava sendo ameaçado

O tenente Saboya relatou ainda que o prefeito de Madeiro já havia contado à polícia que havia sido ameaçado.

“Ele já estava sofrendo ameaças. Ele disse que o ex-prefeito já tinha ameaçado ele e tinha oferecido R$ 4 milhões para ele se afastar do cargo”, completou o tenente.

Zé Filho estava em seu primeiro mandato. Ele foi eleito em 2020 com 2.994 votos (62,10%). O vice-prefeito da cidade é Pedro Filho, de 35 anos.

O prefeito assassinado nasceu em Luzilândia no dia 1º de outubro de 1978.


Ônibus velho tem pane mecânica e colide contra muro de proteção do terminal Cohab/Cohatrac

Um ônibus velho, da Empresa 1001, em péssimo estado de conservação, quase causou uma tragédia anunciada ao bater no muro e derrubar a grade de proteção do Terminal de Integração Cohab/Cohatrac, na manhã deste domingo (28).

O coletivo, que fazia a linha Cohatrac/Rodoviária, teria apresentado problemas no sistema de freios. Passageiros ficaram em estado de pânico, mas ninguém ficou ferido.

Segundo informações de testemunhas, o ônibus ganhou velocidade próximo ao sinal da avenida Cinco, no bairro Cohab/Anil I, na saída do Cohatrac.

Ao perceber problemas mecânicos, o motorista, que não teve o nome revelado, preferiu conduzir o veículo em direção ao muro de proteção, ao invés de entrar no terminal.

Na semana passada foi instaurada uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Câmara Municipal de São Luís para apurar supostas irregularidades no sistema de transporte da capital maranhense.

Na atual gestão da Prefeitura, empresários conseguiram colocar em circulação ônibus com mais de 10 anos de fabricação. Na gestão passada havia uma determinação para que as "latas velhas" ficassem fora de circulação.

O empresários estariam colocando ônibus velhos em circulação por que bancos financiadores confiscaram veículos novos por falta de pagamento. No total, teriam sido confiscados 99 ônibus adquiridos nos último anos.

Com informações de Mário Carvalho