sexta-feira, 23 de abril de 2021

Flávio Dino prorroga medidas restritivas e destaca que Maranhão já aplicou 1 milhão de doses da vacina contra Covid-19

O governador Flávio Dino, em coletiva à imprensa, na manhã desta sexta-feira (23), no Palácio dos Leões, destacou o cenário da pandemia no estado, anunciou medidas de combate à doença, com a prorrogação das restrições em vigor, e destacou que o Maranhão já aplicou 1 milhão de doses de vacina.

Estão mantidas as medidas de restrição em vigor, até dia 2 de maio. Em todo o estado, eventos continuam suspensos; escolas públicas manterão aulas na modalidade online e escolas privadas no modelo híbrido (online e presencial); a administração pública funciona com 50% da capacidade em regime de revezamento; e igrejas, com 50% da capacidade.

Na Ilha de São Luís, comércio e indústria podem funcionar entre 9h e 21h; bares e restaurantes, até às 22h; supermercados, das 6h às 0h. Quanto à capacidade, supermercados, academias e salões devem funcionar com 50%. Pessoas do grupo de risco devem estar afastadas dos setores públicos e privados.

Vacinação

O Maranhão já alcançou 1 milhão de doses da vacina contra Covid-19 aplicadas. O estado recebeu, até o momento, 1,5 milhão de doses, distribuídas aos 217 municípios e imunizando os públicos determinados pela campanha.

A marca de 1 milhão de doses aplicadas se reflete no número de cidades com imunização acima de 70% - que passou de 121 para 168, em uma semana. Na próxima semana, novas doses serão distribuídas aos municípios que alcançarem 75% de aplicação; e na semana seguinte, mais doses aos que chegarem a 80% ou mais de aplicação. Os dados devem estar lançados no sistema do Ministério da Saúde.

“Esse número merece ser objeto de destaque e agradecemos ao trabalho conjunto do Governo com as equipes municipais. O efeito foi positivo e o trabalho vai continuar”, frisou o governador Flávio Dino.

Sobre a compra da vacina russa Sputnik V, o Governo do Estado aguarda o fim do prazo estipulado pelo Superior Tribunal Federal (STF) para definição da Agência Nacional de Vigilância (Anvisa). O prazo encerra dia 28 de abril e a Anvisa recorreu para ampliar a data. O Governo do Maranhão, por sua vez, se manifestou pela manutenção do prazo.

Novos leitos

A ocupação de leitos na rede estadual de saúde estabilizou, ficando em média 75% nos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e 60% os clínicos. “Estamos em estabilidade no que se refere à ocupação dos leitos de UTI. Isso significa algo promissor, que haverá redução de danos”, reiterou o governador.

Ações sociais

Prosseguem as medidas de Governo em apoio ao emprego e renda das famílias. Jantar servido a R$ 1 nos 55 Restaurantes Populares; distribuição de máscaras (1 milhão) e cestas básicas (mais 174 mil) em todo o Maranhão; adiantamento da primeira parcela do 13º para servidores estaduais regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), a ser pago no dia 12 de abril; sorteio do Minha Casa Melhor neste sábado (24) para 1.100 famílias maranhenses; ampliação do prazo de pagamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

quinta-feira, 22 de abril de 2021

Jovem é assassinado a tiros e moradores de Humberto de Campos realizam protesto nesta sexta-feira

Moradores de Humberto de Campos, a 179 km de São luís, realizam protesto, na manhã desta sexta-feira (23), pedindo justiça pelo assassinato do jovem Kauan Macedo dos Santos, de 16 anos, morto a tiros na madrugada de domingo (18), por volta das 2h, no bairro Bacabeira.

O protesto será a partir das 8h na Praça do Cleomi, no centro da cidade. O objetivo é cobrar providências para que os envolvidos no crime sejam presos.

No momento do crime, Kauan Santos, um irmão e amigos estavam se dirigindo da casa da mãe para a casa do pai. No trajeto, o grupo foi abordado por homens que estavam em uma caminhonete Hilux, de cor prata. 

"Como o carro estava em alta velocidade, o grupo saiu rapidamente para a lateral da estrada, temendo atropelamento. Após o veículo parar próximo ao grupo, foram efetuados disparos nas costas de Kauan. Em seguida, os assassinos fugiram", diz um amigo da família.

Kauan chegou a ser socorrido ainda com vida, mas morreu ao dar entrada no Hospital Elda Ribeiro Fonseca.

O amigo da família relata que o corpo foi abandonado pelo enfermeiro e o médico de plantão em uma maca.

“Como ele ficou abandonado, todo sujo e sem nenhum tipo de procedimento, a família resolveu levar o corpo para casa, onde foi feita a limpeza e preparado para o velório. Uma das balas ficou alojada próximo ao coração. Um total descaso do hospital. Será que agiram assim porque Kauan é preto e filho de pobre?”, questiona o amigo.

A família também vai protestar contra esse descaso da equipe do hospital, pois acredita que o corpo deveria ter sido encaminhado para autopsia em São Luís ou em outra cidade que tenha serviço de verificação de óbito.

Segundo informações, a polícia já teria pistas que podem levar à prisão dos envolvidos no assassinado do jovem.

“A mãe do Kauan, dona Maria Machado, ameaçou levar o caso ao conhecimento da imprensa para cobrar a prisão dos assassinos, mas a polícia teria dito para ela não fazer isso, pois poderia atrapalhar os trabalhos de investigação”, diz o amigo da família.

Maranhão confirma mais 41 mortes e 736 novos casos de covid-19; abril tem média de 43 mortes confirmadas por dia

O Maranhão confirmou, nesta quinta-feira (22), mais 41 mortes e 736 novos casos de covid-19, sendo que o total de óbitos chegou a 7.032. No mês de abril já morreram 962 pessoas em decorrência de complicações da doença, com média diária de 43,72 óbitos.

Foram confirmados 154 novos casos na região metropolitana de São Luís, 33 em Imperatriz e 549 nas demais regiões. O total de casos confirmados chegou a 260.305.

18.700 pessoas estão com o vírus ativo. 17.301 estão em isolamento domiciliar, 841 encontram-se em leitos de enfermarias e 558 em leitos de UTIs.

As 41 novas mortes ocorreram nas cidades de Coroatá (9), Imperatriz (6), São Luís (5), Açailândia (4), Carolina (2), Timon (2), Alto Alegre do Maranhão (1), Bela Vista do Maranhão (1), Grajaú (1), Itapecuru Mirim (1), Lago Verde (1), Miranda do Norte (1), Mirinzal (1), Paço do Lumiar (1), Paraibano (1), Parnarama (1), São José de Ribamar (1), Sucupira do Norte (1) e Viana (1).

Mais 560 pessoas se recuperaram da doença. No total, 234.573  infectados conseguiram se recuperar da doença.

2.581 pessoas são suspeitas de infecção e aguardam resultados de testes.

Ocupação de leitos

Na região metropolitana de São Luís, 94,46% dos leitos de UTI estão ocupados, sendo que 15 estão livres. Os leitos de enfermaria têm 86,37% de ocupação, sendo que 74 estão livres.

Em Imperatriz, a taxa de ocupação dos leitos de UTI é de 61,11%, sendo que 28 estão livres. Os leitos de enfermaria têm 45,88% de ocupação, sendo que 105 estão livres.

Nas demais regiões, 59,26% dos leitos de UTIs estão ocupados, sendo que 99 estão livres. A ocupação de leitos de enfermaria é de 37,41%, com 343 livres.

Veja dados do boletim epidemiológico divulgado pela SES








PF apreende R$ 10 mil em moedas falsas comercializadas pelos Correios no Maranhão; três pessoas são presas

A Superintendência da Polícia Federal no Maranhão, em conjunto com a Unidade Especial de Repressão à Falsificação de Moedas da Polícia Federal e com a Coordenação de Segurança Corporativa dos Correios, realizou, na manhã de terça-feira (20), três prisões em flagrante durante diligências da Operação Rebote Fakes 2.

O objetivo da operação consiste em investigar organizações criminosas que estão falsificando e revendendo, através da internet, moeda falsa.

Foram presas duas pessoas em São Luís e uma pessoa em Santa Rita. Elas

teriam adquirido o dinheiro falso através de contato com os falsários, recebendo o objeto do crime através de encomendas enviadas pelos Correios.

Foram apreendidos aproximadamente R$ 10.000,00 em cédulas falsas.

Os envolvidos responderão pelo crime de moeda falsa, art. 289, §1º do CPB, cuja pena é de reclusão, de 3 a 12 anos, e multa.

PM baleado por policial civil em Imperatriz segue internado e passará por outras cirurgias; ele deverá ser transferido para São Luís

O policial militar cabo Adriano Leite, vítima de uma tentativa de homicídio no fim de semana em Imperatriz, passou por uma cirurgia no fêmur esquerdo, no Hospital Municipal, para evitar complicações, mas ainda depende de outros procedimentos cirúrgicos. Um dos disparos também atravessou a região posterior do joelho direito.

“Ele vai precisar de um tratamento especializado porque foi uma fratura bem complexa, até sexta-feira, se correr tudo dentro do esperado ele deve ser transferido para São Luís para fazer as cirurgias lá”, disse o médico Anísio Cavalcante.

Segundo informações de André Brito Leite, irmão da vítima, o policial foi submetido a uma cirurgia de emergência no fêmur esquerdo para estabilização e evitar mais complicações ortopédicas. “Ele perdeu a sensibilidade da perna direita, região anterior da canela, em decorrência do outro disparo que atravessou a região posterior do joelho direito. Precisará passar por mais algumas cirurgias, precisará de bolsas de sangue, está sondado, sem poder defecar, e com muitas dores. Nós da família agradecemos o carinho e apoio de todos os amigos e população em geral. Vamos orar para que ele consiga voltar o quanto antes para suas ações de proteção de animais de rua e distribuição de cestas básicas. Serão dias difíceis, mas com fé em Deus ele sairá dessa”, disse o irmão.

Na terça-feira (20), a cúpula de segurança pública do Estado esteve reunida em Imperatriz para acompanhar de perto o caso, e o secretário Jeferson Portela disse que a conduta do policial civil que atirou no PM deve ser tratada como um fato isolado, que não representa a corporação.

As investigações apontaram ainda que no dia do crime o escrivão ingeriu bebida alcoólica e fez disparos em outros pontos da cidade, o que pode confrontar com a informação de que teria havido um mal entendido, quando ele considerou que o PM estivesse em atitude suspeita no posto de combustível e fez os disparos contra ele.

O policial civil José de Arimateia Cunha Rodrigues, conhecido como Ari, segue preso e além de responder criminalmente deve sofrer sanções administrativas pela tentativa de homicídio contra o policial militar, que alimentava cães de rua quando foi baleado pelo escrivão. Um relatório do caso deve ser entregue ao Conselho da Polícia.

A possibilidade de outro suspeito no caso também está sendo avaliada. “Já há essa referência que está em apuração, de que poderia haver um disparo de um segundo veículo. Eles estavam em três veículos consumindo bebida alcoólica, houve esse disparo e pode haver um disparo de outro carro, tudo o que for notícia relacionada a esse caso vai pra investigação no inquérito policial”, disse o secretário Jeferson Portela.

O ataque criminoso

O ataque contra o policial militar foi gravado por uma câmera de segurança na madrugada de domingo (18). O cabo Adriano Leite estava de folga, alimentando cachorros de rua, quando foi surpreendido pela aproximação de um carro branco e por disparos de arma de fogo enquanto estava em um posto de gasolina. O PM conseguiu revidar, mas foi atingido e precisou ser socorrido.

Com o suspeito, que já se encontra preso, polícia apreendeu uma pistola calibre .40, três carregadores com munição e um colete à prova de balas, além do carro utilizado na tentativa de homicídio.


quarta-feira, 21 de abril de 2021

Jovem é assassinado dentro de galeteria no Jardim São Cristóvão 1; instantes antes, ele havia saído em defesa de uma mulher assaltada

O jovem identificado como Kaike Sales, conhecido como “Gordinho”, foi assassinado com vários tiros, no início da tarde desta quarta-feira (21), enquanto trabalhava na galeteria O Cravo e a Rosa, na Rua Cônego Ribamar Carvalho, nas proximidades do Campo do Tocão, no Jardim São Cristóvão 1, em São Luís. 

Por volta das 11h27, uma mulher que aguardava um ônibus, nas proximidades da galeteria, é abordada por um assaltante, que toma o celular da vítima. No momento da fuga, diante do desespero da mulher, “Gordinho” arremessa um pedaço de madeira (ripa) contra o assaltante, que consegue fugir.

Por volta das 13h17, no momento em que “Gordinho” atendia três pessoas no balcão, o assaltante se aproximou, sacou uma arma e disparou vários tiros contra a vítima, que não teve chances de defesa, pois estava dentro da galeteria, sem ter para onde correr.

No momento da ação criminosa, o assassino usava um capacete para dificultar a identificação.

Um detalhe que chama a atenção da polícia: o assassino não usava a mesma roupa usada pelo homem que assaltou a mulher e que foi atingido pelo pedaço de madeira arremessado por “Gordinho”. Existe a possibilidade de o assassino pertencer a alguma facção criminosa e ter agido a mando do assaltante.

A polícia vai buscar imagens da região e verificar a placa da motocicleta usada pelo criminoso. Com isso, espera-se que o assassino seja identificado e preso.

Nas redes sociais, com a repercussão do assassinato de “Gordinho”, moradores do Jardim São Cristóvão 1 aproveitaram para clamar por mais segurança. Os assaltos na região ocorrem a qualquer hora do dia.

“Infelizmente, a polícia só aparece por aqui depois da prática de crimes. O ideal seria que as viaturas fizessem rondas permanentemente. Os assaltantes não dão trégua”, diz um dos moradores, ao comentar sobre a morte de “Gordinho”.

Pelas informações passadas ao blog, “Gordinho” era casado e deixa a esposa e duas filhas.


Maranhão registra mais 40 mortes e 918 novos casos de covid-19

O Maranhão confirmou mais 40 mortes por covid-19, com o registro de 918 novos casos nas últimas 24 horas. O total de óbitos chegou a 6.991.

O total de infectados subiu para 259.569. Foram confirmados mais 172 casos na região metropolitana de São Luís, 25 em Imperatriz e 721 nas demais regiões.

Os 40 novos óbitos foram registrados nas cidades de São Luís (19), Imperatriz (3), Grajaú (2), São José de Ribamar (2), Buriticupu (2), Amarante do Maranhão (2), Chapadinha (1), Itinga do Maranhão (1), Santa Luzia do Paruá (1), Timon (1), São João do Paraíso (1), Arari (1), Paço do Lumiar (1), Coelho Neto (1), Amapá do Maranhão (1) e Governador Edson Lobão (1).

18.565 pessoas estão com o vírus ativo. 17.095 encontram-se em isolamento domiciliar, 897 estão em leitos de enfermaria e 573 em leitos de UTI.

Mais 785 infectados conseguiram se recuperar da doença. O total de pessoas recuperadas da doença subiu para 234.013.

2.461 pessoas são suspeitas de estarem infectadas e aguardam resultados de testes.

Ocupação de leitos

Na região metropolitana de São Luís, 96,68% dos leitos de UTI estão ocupados, sendo que 9 estão livres. Os leitos de enfermaria têm 87,11% de ocupação, sendo que 70 estão livres.

Em Imperatriz, a taxa de ocupação dos leitos de UTI é de 62,50%, sendo que 27 estão livres. Os leitos de enfermaria têm 46,39% de ocupação, sendo que 104 estão livres.

Nas demais regiões, 61,32% dos leitos de UTIs estão ocupados, sendo que 94 estão livres. A ocupação de leitos de enfermaria é de 37,41%, com 343 livres.

Veja dados do boletim epidemiológico divulgado pela SES








Dupla é presa após aplicar mais de R$ 60 mil em golpes financeiros pelo WhatsApp em São Luís

De acordo com a Polícia Civil, os suspeitos se passavam por políticos e empresários em aplicativos de mensagens e pediam dinheiro as vítimas. 

A Polícia Civil do Maranhão (PC-MA) prendeu uma mulher, de 37 anos, e um homem, de 29 anos, em São Luís, após aplicarem golpes financeiros contra empresários, prefeitos e deputados estaduais por meio de aplicativo de mensagens. Ao todo, a dupla arrecadou mais de R$ 60 mil em cinco dias de operação criminosa.

As investigações apontam que os presos integram uma quadrilha especializada em aplicar esse tipo de golpe, a partir da clonagem de números de celulares. Eles se passavam por autoridades públicas e empresários por meio de contas de WhatsApp e solicitavam transferências bancárias das pessoas que eram alvos dos golpes.

O grupo abria contas bancárias falsas e utilizava contas “emprestadas” pelos laranjas para receber valores provenientes das fraudes aplicadas.

As investigações contra o grupo criminoso continuam sendo realizadas no estado. Os suspeitos foram enquadrados pelos crimes tipificados nos artigos 171 c/c, 71 e 154 do Código Penal Brasileiro.

Após a prisão, os presos foram encaminhados ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde vão permanecer à disposição da Justiça.

Empresário é assassinado a tiros em Miranda do Norte

O empresário José Augusto Costa Martins, de 61 anos, foi vítima de latrocínio no final da manhã dessa terça-feira (20), no centro de Miranda do Norte.

Os assassinos, que estavam em duas motocicletas, atacaram o comerciante quando ele atendia um cliente em uma residência na Rua do Passeio, próximo ao antigo Bar da Ladeira.

Sem esboçar nenhuma reação, Zé Augusto, como era conhecido, foi alvejado com disparos de arma de fogo. Após o crime, os assassinos abandonaram uma das motos e levaram o veículo da vítima. O carro foi abandonado em uma estrada vicinal, sem as mercadorias.

Zé Augusto era funcionário aposentado da Vale, ex-presidente da Associação Ferroviária de Santa Inês (ASFER). Ele residia em Santa Inês, mas sempre estava em Miranda do Norte, onde efetuava vendas de produtos, além de visitar amigos e familiares.

A polícia ainda não tem pistas dos autores do crime.

Em nota, A Câmara de Vereadores de Santa Inês lamentou a morte de  José Augusto Costa Martins.

Com informações de Abimael Costa

terça-feira, 20 de abril de 2021

Maranhão registra mais 44 mortes e 1.282 novos casos de covid-19

O Maranhão confirmou, nesta terça-feira (20), mais 44 mortes e 1.282 novos casos de covid-19, sendo que o total de óbitos chegou a 6.951.

Foram confirmados 146 novos casos na região metropolitana de São Luís, 79 em Imperatriz e 1.057 nas demais regiões. O total de casos confirmados chegou a 258.651.

18.472 pessoas estão com o vírus ativo. 17.081 estão em isolamento domiciliar, 836 encontram-se em leitos de enfermarias e 555 em leitos de UTIs.

As 44 novas mortes ocorreram nas seguintes cidades: São Luís (16), Zé Doca (4), São José de Ribamar (4), Santa Inês (2), Grajaú (2), Timon (2),  Altamira do Maranhão (1), Magalhães de Almeida (1), Esperantinópolis (1), Vitorino Freire (1), Arari (1), Nova Iorque (1), Tutóia (1), Paço do Lumiar (1), Santa Luzia (1), Igarapé do Meio (1), Porto Franco (1), Chapadinha (1), Davinópolis (1) e Lago Verde (1).

Mais 1.103 pessoas se recuperaram da doença. No total, 233.228  infectados conseguiram vencer o vírus.

2.584 pessoas são suspeitas de infecção e aguardam resultados de testes.

Ocupação de leitos

Na região metropolitana de São Luís, 95,57% dos leitos de UTI estão ocupados, sendo que 12 estão livres. Os leitos de enfermaria têm 86,37% de ocupação, sendo que 74 estão livres.

Em Imperatriz, a taxa de ocupação dos leitos de UTI é de 63,89%, sendo que 26 estão livres. Os leitos de enfermaria têm 47,42% de ocupação, sendo que 102 estão livres.

Nas demais regiões, 57,61% dos leitos de UTIs estão ocupados, sendo que 103 estão livres. A ocupação de leitos de enfermaria é de 37,41%, com 343 livres.

Veja dados do boletim epidemiológico divulgado pela SES








Governo implanta Rede Cuidar para tratamento de pacientes com sequelas da Covid-19

O Governo do Estado deu início aos serviços da Rede Cuidar, que vai ampliar a assistência aos pacientes recuperados da Covid-19. O serviço começou a funcionar em São Luís nesta terça-feira (20), no anexo do Hospital Dr. Carlos Macieira (HCM). A Rede Cuidar vai garantir assistência, através de serviços médicos especializados, aos pacientes que apresentam sequelas em decorrência da Covid-19.

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, a Rede Cuidar, além de chegar para dar atenção ao paciente recuperado da Covid-19 que apresenta sequelas da doença, irá acolher também a família desse paciente, que porventura precise de atendimento. 

“Inicialmente, estaremos funcionando também nas Policlínicas de Presidente Dutra, Santa Inês e Imperatriz e depois, iremos ampliar o serviço para outras policlínicas, para que possamos oferecer essa rede de atenção ao paciente que se recuperou da Covid-19 e também ao familiar que perdeu um ente querido, e eventualmente possa precisar de um acompanhamento psicológico”, destacou o secretário Carlos Lula.

Em São Luís, o serviço contará com quatro salas para consultórios, sendo duas salas para clínicos gerais e outras duas para as demais especialidades, além de sala de coleta e sala de triagem. O paciente, após a consulta, poderá fazer os exames na própria unidade de saúde. Serão oferecidas consultas em cardiologia, neurologia, pneumologia, endocrinologia e psiquiatria, além de atendimento multiprofissional com nutricionista, fonoaudiólogo e fisioterapeuta.

O diretor geral do Hospital Dr. Carlos Macieira, Edilson Medeiros, explica que o fluxo de atendimento é o mesmo estabelecido dentro das unidades da Rede Estadual de Saúde. 

“Os pacientes que estão internados nas nossas unidades já sairão referenciados para o atendimento pós-covid no Centro de Reabilitação da Rede Cuidar. Os que já passaram por essas unidades também serão referenciados para a nossa rede de acolhimento. Dessa forma, todos os que precisarem serão atendidos dentro da unidade no Hospital Dr. Carlos Macieira”, explica o diretor Edilson Medeiros.

O funcionamento será das 8h às 12h e das 14h às 18h, e, além do encaminhamento feito pelas unidades, o agendamento de consultas pode ser feito pelo WhatsApp (98) 99161-9028 ou presencialmente, na própria recepção do Centro de Reabilitação da Rede Cuidar na capital. Até o fim desta semana, o serviço também estará disponível em unidades da rede estadual de saúde em Santa Inês, Presidente Dutra e Imperatriz. 

Pai é preso acusado de estuprar a própria filha de 3 anos em Pinheiro

Um homem de iniciais L.M.P.P, de 24 anos, foi preso pela prática de estupro contra sua própria filha, uma criança de 3 anos. O mandado de prisão preventiva, expedido pela 3ª Vara de Pinheiro, foi cumprido por policiais da Delegacia Especial da Mulher (DEM) nesta terça-feira (20).

De acordo com as investigações, o pai vinha abusando sexualmente da menor desde que se separou da mãe da vítima. Na época, a menina tinha aproximadamente 1 ano de idade, ficando sob responsabilidade do pai.

A partir daí, ele passou a manter conjunção carnal com a própria filha, conforme constatado em exame de conjunção carnal e relatado com riqueza de detalhes pela menor.

Ainda segundo a polícia, devido ao abuso sofrido a criança foi contaminada com doenças sexualmente transmissíveis (DST).

O preso vai responder por crime de estupro de vulnerável (Art. 217-A do CPB). A pena prevista é de 8 a 15 anos de prisão.

Após os procedimentos de praxe o capturado foi encaminhado a Unidade Penitenciária de  Pinheiro onde permanecerá à disposição da Justiça.


Maranhense é morta a facadas pelo ex-namorado nos Estados Unidos; família pede ajuda para trazer o corpo

O crime aconteceu no estado da Pensilvânia no domingo (18). Vítima é identificada como Débora Evangelista Brandão.

Uma maranhense identificada como Débora Evangelista Brandão, de 34 anos, graduada em Farmácia, foi morta a facadas pelo ex-companheiro, no último domingo (18), na cidade de Phoenixville, no estado da Pensilvânia, nos Estados Unidos.

Débora morava nos Estados Unidos há cerca de cinco anos com os dois filhos. O autor do crime, Danilo Sousa Cavalcante, foi preso pela polícia americana no estado da Virgínia uma hora e meia após o assassinato.

Segundo Sara Brandão, irmã de Débora, o ex-namorado não aceitava o fim do relacionamento. “Diversas vezes, ela terminou com ele e ele tentando voltar, não sei porque ele esfaqueou ela, foi muito brutal’, disse.

Em Balsas, a família de Débora está pedindo ajuda para trazer o corpo para o Brasil.

“A gente está fazendo um grupo de amigos, pedindo ajuda, para fazer o translado e tentar trazer o corpo para ser enterrado na terra natal dela”, disse Washington Brandão, irmão da vítima.

Em live nas redes sociais, a jornalista Andressa Miranda, amiga da família de Débora, pediu ajuda para arrecadar recursos. “A família disponibilizou PIX para ajudar no custeio funerário e translado do corpo.  Pix:  056.794.293-73 Felipe Bergoli”, informou a jornalista.

Atualização às 11h59

A jornalista Andressa acaba de informar ao blog que o corpo de Débora Brandão será cremado nos EUA, mas a família precisa de recursos para trazer as cinzas.

segunda-feira, 19 de abril de 2021

Maranhão confirma mais 41 mortes e 1.371 novos casos de covid-19; entre as vítima fatais estão dois policiais

O Maranhão confirmou, nesta segunda-feira (19), mais 41 mortes e 1.371 novos casos de covid-19, sendo que o total de óbitos chegou a 6.907.

Entre as vítimas fatais da doença estão dois policiais. Um deles é o Sub Tenente Dutra, da Polícia Militar. Ele já estava internado havia alguns dias.

A outra vítima foi o policial civil Hélio de Jesus Morais, do 2º Distrito da capital, no bairro João Paulo. O corpo dele foi levado para a cidade de Viana, onde será sepultado.

Foram confirmados, nas últimas 24 horas, 152 novos casos na região metropolitana de São Luís, 101 em Imperatriz e 1.118 nas demais regiões. O total de casos confirmados chegou a 257.369.

18.337 pessoas estão com o vírus ativo. 16.897 estão em isolamento domiciliar, 862 encontram-se em leitos de enfermarias e 578 em leitos de UTIs.

As 41 novas mortes ocorreram nas seguintes cidades: São Luís (12), Bacabal (3), Paço do Lumiar (2), Santas Inês (2), Timon (2), Pinheiro (2), Porto Franco (2),  Cedral (1), Imperatriz (1), Santa Helena (1), Fortaleza dos Nogueiras (1), Santo Antônio dos Lopes (1), Açailândia (1), Itapecuru-Mirim (1), Carutapera (1), Pindaré-Mirim (1), Cantanhede (1), Lagoa do Mato (1), Grajaú (1), Buriticupu (1), São José de Ribamar (1), Capinzal do Norte (1) e Bela Vista do Maranhão (1).

Mais 1.221 pessoas se recuperaram da doença. No total, 232.125 infectados conseguiram vencer o vírus.

2.658 pessoas são suspeitas de infecção e aguardam resultados de testes.

Ocupação de leitos

Na região metropolitana de São Luís, 91,14% dos leitos de UTI estão ocupados, sendo que 24 estão livres. Os leitos de enfermaria têm 82,87% de ocupação, sendo que 93 estão livres.

Em Imperatriz, a taxa de ocupação dos leitos de UTI é de 66,67%, sendo que 24 estão livres. Os leitos de enfermaria têm 51,03% de ocupação, sendo que 95 estão livres.

Nas demais regiões, 67,90% dos leitos de UTIs estão ocupados, sendo que 78 estão livres. A ocupação de leitos de enfermaria é de 42,52%, com 315 livres.








Enfermeiro negacionista que defendia uso da cloroquina morre vítima da Covid-19

Ele estava internado no Hospital de Saracuruna, em Duque de Caxias desde a última semana, quando teve complicações no estado de saúde e precisou ser transferido de Cabo Frio

O enfermeiro, em sua página na rede social, postava diversos de vídeos negando poder de letalidade da COVID-19

O enfermeiro cabo-friense, Anthony Ferrari Penza, de 45 anos, morreu vítima da Covid-19 no final da noite deste domingo (18). Ele ficou conhecido na Região dos Lagos e em todo Brasil pelos vídeos polêmicos onde se dizia médico atuante em Cabo Frio, e fazia discurso negacionista sobrea pandemia do coronavírus.

Antony, que arregimentou milhares de seguidores na internet se fazendo passar por médico, usando inclusive jaleco e estetoscópio no pescoço em todos os seus os vídeos, foi parar na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no bairro Parque Burle, após complicações da doença. No dia 8 deste mês, ele precisou ser transferido para uma Unidade de Pacientes Graves (UPG) no Hospital Otime Cardoso dos Santos, no Jardim Esperança.

Com quadro de saúde ainda mais agravado, Ferrari foi transferido às pressas para a Unidade Pré-Hospitalar de Saracuruna, no 2º distrito de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense na semana passada. Em boletim médico divulgado na quinta-feira (15), o estado de saúde do enfermeiro era considerado muito delicado.

O também ex-candidato a vereador não resistiu e foi a óbito. A informação foi confirmada pela Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Duque de Caxias, mas a família nega, dizendo que Ferrari está em estado grave.

Anthony Ferrari era um grande defensor do tratamento precoce da Covid-19, com uso de cloroquina e ivermectina. Ele chegou a se candidatar a vereador de Cabo Frio pelo Partido Social Democrático (PSD) nas eleições municipais de 2020 e teve 164 votos.

No início dos vídeos polêmicos publicados por Anthony nas redes sociais, ele afirmava ser médico atuante em Cabo Frio. Diante das várias denúncias e processos, Ferrari mudou o discurso, assumindo o título de enfermeiro.

Além disso, ele é investigado pelo Conselho Regional de Enfermagem do Rio de Janeiro após publicar diversos vídeos nas redes sociais afirmando que estados e municípios recebem dinheiro do Governo Federal por paciente morto com coronavírus.

Segundo ele, os valores chegam até R$ 19 mil. Ferrari disse ainda que cerca de 60% das mortes da Covid-19 são de pessoas que “morreram por estar assustadas”, “morreram porque muitos falaram para ficar em casa”.

Em outro vídeo polêmico, Anthony afirmou que um médico voluntário no ensaio clínico da vacina de Oxford foi “vítima da vacina” e teria morrido. Na verdade, ele faleceu em decorrência de uma pneumonia viral causada pela doença. O médico recebeu apenas placebo durante os testes.

No mesmo conteúdo, o falso médico garante que a vacina poderia causar Alzheimer, doença degenerativa que afeta a memória e fibromialgia.

Após matar parente idoso, homem é preso escondido dentro de guarda-roupa na zona rural de São Luís

A vítima, identificada como Paulo Batista Nunes, foi morta com um tiro de espingarda ‘bate bucha’, durante uma discussão com Lucas Borges, no último sábado (17), por volta de 23h.

O homem identificado como Lucas Borges Silva, conhecido como ‘Reco-reco’, de 23 anos, foi preso em flagrante, nesse domingo (19), acusado de matar um parente idoso, na zona rural de São Luís. Lucas estava escondido dentro de um guarda-roupa na residência dele, quando foi preso por policiais militares.

A vítima, identificada como Paulo Batista Nunes, de 74 anos, foi morta com um tiro de espingarda, tipo ‘bate bucha’, durante uma discussão com Lucas Borges, no último sábado (17), por volta de 23h.

Segundo informações do 21º Batalhão de Polícia Militar, os parentes Lucas e Paulo Batista estavam ingerindo bebida alcoólica juntos, na ilha de Tauá-Mirim, região do bairro Estiva, em São Luís, quando iniciaram uma discussão.

Durante a briga, Paulo Batista se armou com uma foice, já Lucas Borges foi até sua residência e se armou com uma espingarda ‘bate bucha’. Quando voltou ao local onde estavam, o jovem e o idoso discutiram novamente. Na confusão, Lucas acabou desferindo um tiro na vítima.

O idoso, que era morador da localidade Inhaúma, na Estiva, ainda foi socorrido e levado ao Hospital Clementino Moura, o Socorrão 2, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Após o crime, Lucas Borges fugiu, mas acabou sendo encontrado pela polícia na manhã dess domingo (19), escondido dentro de um guarda-roupa na residência dele.

O jovem recebeu voz de prisão e foi conduzido à Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoas (DHPP), na Avenida Beira Mar, para serem tomadas as medidas cabíveis.

De acordo com a PM, Lucas Borges Silva já tem passagem pela polícia por roubos.

ONG do general Villas Bôas recebeu R$ 60 mil do Exército e tem convênios com o governo Bolsonaro

Instituto General Villas Bôas, que é presidido pela esposa do militar, tem convênio com o Ministério da Educação para produção da "Coleção Pensadores do Brasil" para reeditar livros como "Geopolítica do Poder", do general Golbery do Couto Silva, um dos criadores do SNI, órgão de espionagem da Ditadura Militar

Principal artífice do golpe de 2016 na caserna, ao lado de Sérgio Etchegoyen, o general Eduardo Villas Bôas recebeu R$ 60 mil da Fundação Habitacional do Exército, entidade que financia a compra de imóveis por militares, para sua Organização Não Governamental (ONG), o Instituto General Villas Bôas (IGVB). A informação é de Fábio Zanini, na Folha de S.Paulo desta segunda-feira (19).

Além de receber verba pública do Exército, arma que comandou até 11 de janeiro de 2019, já durante o governo Jair Bolsonaro, a ONG do militar, que é presidida pela esposa, Maria Aparecida Villas Bôas, mantém convênio com pelo menos outros quatro organismos do governo federal: Ministério da Educação, Secretaria Especial da Cultura, Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict) e Ministério da Ciência e Tecnologia.

Com o Ministério da Educação, o IGVB está produzindo uma série de livros da “Coleção Pensadores do Brasil”. Entre as obras reeditadas está o livro “Geopolítica e poder”, do general Golbery do Couto Silva, um dos responsáveis pela criação do Serviço Nacional de Informações (SNI), órgão de espionagem da Ditadura Militar.

O instituto de Villas Bôas está sediado em uma sala da sede de Brasília da Confederação Nacional da Indústria (CNI), que recebe verbas públicas do imposto sindical. O grupo de empresários, que foi linha auxiliar para o golpe de 2016, também financia com dinheiro a ong do militar, mas não revelou à reportagem o valor do patrocínio.