domingo, 9 de agosto de 2020

Maranhão chega a 129 mil casos confirmados de Covid-19 e 3.154 mortes; 118 mil estão recuperados

Subiu para 7.941 o número de pacientes que seguem em tratamento contra a doença, sendo 189 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI).

O Maranhão chegou nesse sábado (8) a 129.700 casos confirmados do novo coronavírus. O novo boletim da Secretaria de Estado da Saúde (SES) aponta ainda que 3.154 pessoas morreram e 118.605 já estão recuperadas da doença. Nas últimas 24 horas, foram mais 605 recuperados.

Foram confirmados mais 854 casos da doença, sendo 102 na Grande Ilha de São Luís (São Luís, São José de Ribamar, Raposa e Paço do Lumiar), 16 em Imperatriz e 736 em outros municípios maranhenses.

Subiu para 7.941 o número de pacientes que seguem em tratamento contra o novo coronavírus. 7.472 estão em isolamento domiciliar, 280 em enfermarias e 189 em leitos de UTIs.

Foram confirmadas mais 16 mortes pela Covid-19 em 12 cidades.  São elas: Alto Alegre do Maranhão (1), Arame (1), Coelho Neto (1), Grajaú (1), Imperatriz (1), Itapecuru Mirim (1), Lago dos Rodrigues (1), Lago Verde (1), Matões (1), Caxias (2), Timon (2) e Açailândia (3).

Dos novos óbitos, um foi registrado nas últimas 24 horas. Os demais ocorreram em dias e/ou semanas anteriores, e aguardavam resultados de exames laboratoriais para Covid-19.

Até o momento, 3.802 casos seguem sob suspeita. 












sábado, 8 de agosto de 2020

Racha criminoso na Ilha: homens que tiveram 80% dos corpos queimados em acidente seguem internados em estado grave


Dois homens que tiveram 80% dos corpos queimados em um acidente, na localidade Bom Jardim, na zona rural de São José de Ribamar, seguem internados, em estado grave, no Hospital Djalma Marques, o Socorrão 1, e no Hospital São Luís (HSLZ), na capital. 

O acidente ocorreu no domingo (2) quando Clodoaldo Costa Monroe, de 33 anos, e Roniere Costa Garcez, de 36 anos, residentes em Juçatuba, São José de Ribamar, deslocavam-se em uma motocicleta para o Cruzeiro de Santa Bárbara, onde um deles disputaria a Copa Interbairros de futebol amador.

Em um trecho de curvas perigosas, na localidade Bom Jardim, a motocicleta da dupla colidiu frontalmente com outra que participava de uma disputa ilegal, o conhecido racha, que vem ocorrendo constantemente na área. Após a colisão, o tanque de uma das motos explodiu, queimando os corpos de Clodoaldo e Ronieres, que também tiveram algumas fraturas e lesões internas.

Ranieres, além das queimaduras, teve traumatismo craniano que ocasionou um coágulo. Ele foi submetido a uma cirurgia na segunda-feira (3). Ele e Clodoado continuam sedados na UTI.

Segundo moradores da localidade, desde o início do ano estão ocorrendo disputas ilegais de corridas (rachas) e acrobacias perigosas, praticadas por grupos de motoqueiros, na única estrada que dá acesso às comunidades daquela região. Segundo eles, os responsáveis por esses eventos são pessoas que não pertencem à essas comunidades e têm causado desordem, colocando a vida de muitas pessoas em perigo.

“Acabei de saber que na hora do acidente uma viatura da polícia passou pelo local ainda enquanto os meninos se encontravam lá no chão e fingiram não ver, e foram para a praia”, afirma um dos moradores.

Pelas informações passadas ao blog, a família tem os dados da moto do homem que estava fazendo acrobacias e causou o acidente.

“Isso é falta de responsabilidade. São desordeiros, sem amor à vida e não respeitam ninguém. Eles estão se organizando, em caso de denúncia na mídia, para dizer que meus sobrinhos estavam bêbados. Isso não é verdade, pois eles estavam se dirigindo a uma partida de futebol. A comunidade do Bom Jardim, que prestou socorro, é testemunha de que eles não estavam bêbados”, diz Graça Costa, tia das vítimas do acidente.

Clodoaldo tem dois filhos, e Roniere é pai de uma menina. As famílias estão revoltadas e querem que os responsáveis pelo acidente não fiquem na impunidade.

Após esse acidente, os rachas continuam sendo realizados no local. Espera-se que a Polícia Militar realize operações para evitar que outras pessoas sejam vítimas dessa prática criminosa, que põe em risco a vida de moradores da região.

‘A culpa é sua Bolsonaro’: Faixa no Planalto protesta pelos 100 mil mortos por covid-19

Mensagem que aponta responsabilidade do presidente foi colocada na tarde deste sábado (8), logo após país ultrapassar a trágica marca

O Brasil superou na tarde deste sábado (8) a trágica marca de 100 mil mortes causadas pelo coronavírus, menos de cinco meses depois de o país registrar a primeira morte decorrente da covid-19.

Logo após a divulgação dos números, uma faixa com a mensagem “100 mil mortes, a culpa é sua Bolsonaro” foi colocada na entrada do Palácio do Planalto, em Brasília. A imagem viralizou nas redes sociais e é atribuída ao @Trom_Petista.


Segundo dados de um consórcio de jornais coletados com as secretarias estaduais da saúde, foram registradas 538 novas mortes de ontem até 13h30 deste sábado e o país já soma 100.240 mortos pela doença.

O número de casos confirmados beira os 3 milhões, com 21.732 novas notificações nas últimas 24 horas e um total de 2.988.796 pessoas infectadas desde o início da pandemia. Especialistas apontam para subnotificação e um número real de casos bastante acima deste patamar.

Considerando os dados de hoje, o Brasil tem cerca de 6,5% dos casos mundiais e 7,2% dos mortos pela doença no mundo, embora o país abrigue apenas 2,7% da população do planeta. É o segundo mais atingido, atrás apenas dos Estados Unidos.

“Vamos tocar a vida. Tocar a vida e buscar uma maneira de se safar deste problema”, disse o presidente Jair Bolsonaro ao comentar os números, em transmissão nas redes sociais, na última quinta-feira (6).

Maranhão tem 1.650 recuperados da Covid-19 em 24 horas; total de mortes chega a 3.138

A região metropolitana de São Luís concentra 43,18% das mortes por Covid-19 no Maranhão. A capital tem 16.867 casos confirmados e 1.156 mortes (36,84% do total).

 Nos primeiros sete dias de agosto, foram registrados 8.185 casos da doença, com uma média diária de 1.169,28.

De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (SES), divulgado nessa sexta-feira (7), o Maranhão teve 1.650 pacientes recuperados da Covid-19 nas últimas 24 horas. 117.830 pacientes conseguira vencer a doença.

Os casos confirmados da doença chegaram a 128.846. Nas últimas 24 horas, foram mais 1.781 casos, o maior número nos últimos 15 dias. Na região metropolitana de São Luís foram 11 casos, 31 em Imperatriz e 1.639 nas demais cidades do estado.

7.878 pacientes estão com o vírus ativo, sendo que 7.415 estão em isolamento domiciliar, 276 em leitos de enfermarias e 187 em UTIs. 3.802 são suspeitos e aguardam resultados de testes.

Com a confirmação de mais 18 mortes pela Covid-19, o total de óbitos chega a 3.138.

Os novos óbitos foram registrados nas cidades de Timon (6), Grajaú (2), Centro Novo (2), Paulo Ramos (2), São Luís (1), Imperatriz (1), Santana do Maranhão (1), Feria Nova (1), Caxias (1) e Coelho Neto (1). Dos novos óbitos, dois foram registrados nas últimas 24 horas. Os demais foram registrados em dias e/ou semanas anteriores, e aguardavam resultados de exames laboratoriais para Covid-19.

A região metropolitana de São Luís concentra 43,18% das mortes por Covid-19 no Maranhão. São Luís tem 16.867 casos confirmados e 1.156 mortes (36,84%), com taxa de letalidade de 6,89%; São José de Ribamar tem 1.054 casos e 107 mortes (3,41%), com taxa de letalidade de 10,31%; Paço do Lumiar tem 510 casos e 79 mortes (2,52%), com taxa de letalidade de 15,58%; Raposa tem 113 casos e 13 mortes (0,41%), com taxa de letalidade de 11,82%.

Nos primeiros sete dias de agosto, foram registrados 8.185 casos da doença, com uma média diária de 1.169,28. A última semana do mês de julho registrou uma média de 1.146,6 casos por dia.










sexta-feira, 7 de agosto de 2020

Maranhense é assassinada pelo ex-namorado em Minas Gerais

O suspeito já foi capturado, e a mãe dele também foi presa, acusada de acobertar o crime
Uma jovem de 23 anos, identificada como Beatriz Nunes Andrade, natural de Viana-MA, foi assassinada na cidade de Frutal, interior de Minas Gerais. De acordo com a polícia local, o principal suspeito do crime é o ex-namorado da vítima.

O corpo de Beatriz foi encontrado próximo ao Centro de Controle de Zoonoses, na quinta-feira (6), no banco do passageiro de um VW Fox de cor prata.

De acordo com a polícia, o suspeito, identificado como Roney Barbosa da Silva, 28 anos, e a vítima tiveram um desentendimento na garagem da casa dele antes do crime, e ele a matou com golpes de faca. Roney, então, teria colocado o corpo dela dentro do carro – que pertencia à vítima – e o abandonou no bairro Progresso, em uma rua de terra deserta.

Ainda segundo a polícia, posteriormente, o acusado retornou para casa e fez a limpeza do local do crime, assim como da arma utilizada. Manchas no chão e na calçada foram indicadas como resquícios do sangue lavado após o crime. No entanto, ele permaneceu com o celular da vítima.

A polícia de Frutal seguiu as pistas e chegou até Roney, efetuando a sua prisão.

A mãe dele, Supriana Barbosa da Silva, também foi presa como co-autora do crime. Isso porque, conforme a polícia, ela se encontrava no local e disse ter tentado separar a briga, mas sem sucesso.

Após a morte de Beatriz, a mãe de Roney permaneceu calada, apenas assumindo todo o caso cerca de 10 horas depois do crime, e só quando a Polícia Militar esteve em sua casa para prender o filho.

De acordo com o delegado Bruno Giovanini, responsável pela investigação, após ouvir os depoimentos das duas pessoas presas, foi ratificada a prisão de Roney e Supriana. 

“Foi feito o auto de prisão em flagrante do autor por homicídio qualificado e fraude processual, por ter tentado alterar a cena do crime para prejudicar a apuração dos fatos. Também foi feita a prisão da mãe do suspeito em razão dela também ter contribuído para a prática do crime de alteração de local e, agora, ambos foram ouvidos. O suspeito permaneceu calado e a genitora dele deu detalhes sobre ocorrido. Ambos foram encaminhados para o presídio de Sacramento”, esclareceu o delegado.

Jornal Nacional destaca R$ 89 mil enviados por Queiroz e Márcia Aguiar a Michelle Bolsonaro

O telejornal detalhou cada um dos depósitos realizados pelo casal na conta da primeira-dama e confrontou a versão do presidente Jair Bolsonaro sobre uma suposta dívida

O Jornal Nacional desta sexta-feira (7) deu destaque à revelações trazidas pela Revista Crusoé sobre as operações financeiras envolvendo a primeira-dama Michelle Bolsonaro, o policial aposentado Fabrício Queiroz e a esposa dele, Márcia Aguiar. Foram 25 cheques depositados pelo casal na conta de Michelle, totalizando R$ 89 mil.

“Fabrício Queiroz e a mulher dele, Márcia Aguiar, depositaram R$ 89 mil em cheques na conta bancária da primeira-dama, Michelle Bolsonaro”, disse a apresentadora Renata Vasconcellos na abertura da matéria.

Reportagem de Paulo Renato Soares expôs cada um dos depósitos realizados por Queiroz e Márcia Aguiar e ainda contradisse declarações dadas pelo presidente Jair Bolsonaro sobre depósitos de R$ 24 mil que foram revelados anteriormente.
O ex-capitão disse que Queiroz tinha dívidas com ele e pagou com cheques. Segundo ele, “não foram R$ 24 mil, foram R$ 40 mil”. As revelações trazidas pela Crusoé em razão da quebra de sigilo bancário de Queiroz mostram que o valor foi maior.

O telejornal ainda apontou que não foi encontrado nenhum depósito de Jair Bolsonaro nas contas de Queiroz, como forma de devolução do dinheiro depositado nas contas da primeira-dama.

Pré-candidato a prefeito de Parnarama é preso em Timon por expedição de diplomas falsos em vários estados



Na manhã de quinta-feira (6), durante uma operação realizada pela Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Defraudações (Derf), juntamente com a Polícia Civil do Maranhão, foi preso, em Timon, Jacobe Almeida Barbosa, que seria pré-candidato a prefeito da cidade de Parnarama, interior do Maranhão.

O suspeito está sendo investigado pelo crime de estelionato pela polícia de Manaus. A operação, chamada “Mestrado”, desarticulou uma associação criminosa que vendia falsos cursos de mestrado e doutorado em Amazonas e outros estados.
De acordo com o Derf, Jacobe Almeida, juntamente com Katarina Souza Correa, que foi presa no Balneário Porto Fino, em Pontal do Paraná, lançaram cursos sendo representantes  do Instituto Qualique e Consultoria (ICQ), em 2014. Os dois se uniram a mais uma pessoa, identificada como Márcio Fabrício Silva, que se encontra foragido, para comercializar os cursos.

As vítimas pagavam um valor que totalizava R$ 24.450,00 e somente no final do curso descobriam que todo o período fazendo o suposto “doutorado” ou “mestrado” valia apenas como cursos de especialização ou até mesmo sem valor acadêmico nenhum, conforme o Ministério da Educação (MEC).
De acordo com a polícia, várias irregularidades foram notadas durante a investigação, como o fornecimento de material com indicação errada aos alunos, informações controvérsias em relação as instituições e a não localização dos investigados.

A polícia investiga também se Jacobe Almeida Barbosa e Katarina Souza Correa mantiveram outras instituições com os mesmos propósitos em outros estados.

Segundo a polícia, em Timon, existe inquérito aberto contra Jacobe Almeida, onde alunos também pagaram por cursos de graduação. 

“Há 50 dias o Maranhão apresenta tendência de queda do coronavírus”, diz Flávio Dino


Os estudos da PUC-RJ e FGV mais uma vez apontam o Maranhão como o estado brasileiro que possui uma das menores taxas de contágio do coronavírus. É o estado que está há mais tempo com a taxa de transmissão abaixo de 1.

“Esse é um resultado que demonstra o nosso esforço sério, comprometido e dedicado em salvar vidas no nosso estado. Além disso, hoje consolidamos a conquista de casos ativos abaixo de 10 mil. Esse também é um indicador importante para o Maranhão”, disse Flávio Dino.

Além desses dados, na coletiva virtual desta sexta-feira (7), o governador destacou que 10 estados brasileiros apresentam queda na morte por Covid-19 no Brasil, e o Maranhão é um dos estados que apresenta maior redução no número de óbitos do país.


Ocupação de leitos e hemodiálise

No último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde (quinta-feira, 6), a ocupação dos leitos de UTI estava em 39,90%, enquanto os leitos clínicos registraram taxa de ocupação de 22,86%.

“Os leitos permanecerão na nossa rede para continuar atendendo os pacientes que necessitarem. Em 2014, havia apenas 84 leitos UTI em toda a rede estadual. Entregaremos 300 leitos de UTI, quase quatro vezes mais leitos do que encontramos”, assegurou o governador.

Outra ação de expansão na saúde foi assegurada com a conclusão e entrega do Centro de Hemodiálise de Pinheiro. “Quando assumimos o Governo, havia apenas 25 poltronas em todo o estado. Agora os pacientes que precisam de hemodiálise possuem 254 poltronas, ou seja, multiplicamos por 10 o atendimento à hemodiálise no Maranhão”, confirmou Dino.

Educação

Na coletiva, o governador apresentou números sobre a educação durante o período da pandemia. Ao todo, já foram 444 aulas gravadas em vídeo ou rádio; mais de 230 mil estudantes assistem às aulas não presenciais; foram distribuídos 90 mil chips com pacote de internet aos alunos da rede estadual como suporte às aulas online e foram impressos mais de 90 mil materiais do “Terceirão não tira férias”.


“A educação é um tema muito desafiador. Estamos falando de problemas sanitários, mas lidamos também com a insegurança das comunidades escolares no retorno às aulas presenciais e um enorme risco de que sejam aprofundadas as desigualdades educacionais no Brasil. Não há debate sobre isso no país e infelizmente assistimos esse aprofundamento dessas desigualdades”, disse o governador ao divulgar que na última semana de agosto será feita nova consulta com toda a comunidade escolar sobre o retorno gradual das aulas presenciais para os estudantes da rede pública estadual.

Fiscalizações

Ao final da coletiva, foram apresentados números sobre as ações de fiscalização da Vigilância Sanitária e do Procon em todo o Maranhão.

De março a julho foram feitas mais de 3 mil ações de fiscalização da Vigilância Sanitária, 633 termos de intimação, 145 autos de infração e 6 interdições sanitárias.

Pelo Procon, foram feitas, de março a agosto, mais de 800 ações de fiscalização, 90 sanções e mais de R$ 5,5 milhões em sanções.

quinta-feira, 6 de agosto de 2020

Maranhão chega a 116 mil recuperados da Covid-19; óbitos totalizam 3.120


De acordo com dados divulgados pela Secretaria de Saúde (SES), nesta quinta-feira (6), o Maranhão chegou a 116.180 recuperados da Covid-19, o que corresponde a 91,34% do total de infectados (127.065). Nas últimas 24 horas, 1.437 pacientes se recuperaram da doença.

Com mais 17 óbitos, o total chegou a 3.120.  

7.765 pessoas estão com o vírus ativo, sendo que 7.289 estão em isolamento domiciliar, 282 em leitos de enfermaria e 194 em UTIs. Os suspeitos, que aguardam resultados de testes, somam 3.993.

Nas últimas 24 horas, foram confirmados mais 1.506 novos casos de infecção por Covid-19. Foram 110 na região metropolitana de São Luís, 21 em Imperatriz e 1.475 nos demais municípios.

Os 17 óbitos confirmados ocorreram em 14 cidades. São elas: Timon (3), Açailândia (2), Axixá (1), Alto Alegre do Pindaré (1), Bacabal (1), Bom Jardim (1), Chapadinha (1), Conceição do Lago Açu (1), Grajaú (1), Matões (1), Pastos Bons (1), Rosário (1), Santa Luzia (1) e Santo Antônio dos Lopes (1),

Nenhum novo óbito foi registrado nas últimas 24h. Os demais foram registrados em dias e/ou semanas anteriores, e aguardavam resultados dos exames laboratoriais para Covid-19.










“O caminho é um auxílio emergencial empresarial”, diz Flávio Dino


Nesta quinta-feira (6) em entrevista à Rádio Super, do grupo O Tempo, de Minas Gerais, o governador Flávio Dino reforçou duas metas principais do Pacto Nacional pelo Emprego, proposto por ele ao Governo Federal: um plano nacional de obras públicas e a proposta do auxílio emergencial empresarial.

“Em uma crise dessa profundidade e extensão, para muitas pequenas empresas o crédito não resolve. O caminho é um ‘auxílio emergencial empresarial’, que recupere uma parte do faturamento por intermédio de uma espécie de subvenção”, propõe o governador do Maranhão.

Na entrevista, ele destaca que o auxílio emergencial para micro e pequenas empresas contaria com os recursos que estão sobrando de programas anteriores e com uma emissão monetária excepcional, feita pelo Banco Central para adquirir títulos do Tesouro Nacional.

“Nós geraríamos um montante de R$300 bilhões de reais e poderíamos aplicar nesses dois objetivos fundamentais, porque senão a aterrissagem da economia brasileira será muito dolorosa, com recessão profunda, desemprego muito alto. Por isso nós precisamos de medidas compensatórias imediatas”, disse Dino.

Flávio Dino finalizou a entrevista destacando a importância de um plano nacional de obras públicas, que gera benefícios para a infraestrutura do país ao mesmo tempo em que movimenta centenas de empresas, gerando empregos e consequente ativação do setor de comércio e serviços.

Acidente grave deixa duas pessoas mortas na BR 402, em Barreirinhas

O veículo trafegava em velocidade regular, quando tentou desviar de um buraco e perdeu o controle, colidindo com uma placa
Um grave acidente com duas vítimas fatais foi registrado na manhã desta quinta-feira (6) na estrada que dá acesso ao município de Barreirinhas, na BR-402. De acordo com as primeiras informações, uma caminhonete se desestabilizou na pista e derrubou a placa rodoviária.

Segundo o delegado Cristiano Morita, o veículo trafegava em velocidade regular, quando tentou desviar de um buraco e serpenteou na pista, até colidir com a placa. Com o choque, duas pessoas sacaram pela janela e morreram no local.
Até o momento, não há informações sobre a identidade das vítimas.

O delegado informou que o motorista da caminhonete, que era usada para transportar turistas, apresentou-se  espontaneamente para ser ouvido.

Posteriormente serão tomadas as providências cabíveis. O IML se deslocou até o local do acidente, e os corpos serão removidos para São Luís.


Com informações de Wellington Rabelo/Jornal Pequeno
Com fotos de Alison Cley

Polícia apreende 28 kg de maconha com homem que tentava embarcar em ônibus na cidade de Açailândia; o destino era São Luís


A Polícia Militar prendeu em flagrante, por volta das 22h dessa quinta-feira, na Rodoviária de Açailândia, um homem, de iniciais R.B.L., que tentava embarcar para São Luís com aproximadamente 10 kg de maconha.  

Após a abordagem e prisão, ele decidiu colaborar e informou que ainda tinha mais 5 kg da droga em uma residência. No local, os policiais encontraram a droga e terminaram descobrindo que o homem  tinha outra casa alugada, no bairro São Francisco, somente para guardar entorpecentes. Nesse imóvel, foram encontrados aproximadamente mais 15 kg de maconha.

No total, foram apreendidos 28,6 Kg de maconha prensada; duas balanças de precisão, uma máquina de cartão, tubos de papel filmes, R$ 50,00, uma porta-cédulas e um celular.

O preso foi encaminhado para a Delegacia Regional de Açailândia para autuação em flagrante. Ele deverá ser encaminhado ao presídio, ficando à disposição da Justiça.

quarta-feira, 5 de agosto de 2020

Governo avalia liberação progressiva de apresentações culturais ao vivo


Dialogar sobre as formas seguras para o retorno das atrações culturais. Foi com esse intuito que o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, recebeu integrantes do Grupo Argumento, nesta quarta-feira (5). Durante a reunião, os artistas entregaram um pedido de liberação progressiva de música ao vivo em bares e restaurantes, que deverá ser avaliado pelo Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública do Estado do Maranhão (COE/Covid-19).

“O coronavírus infelizmente também tem causado impactos na economia, principalmente daqueles que vivem da arte e das apresentações culturais. Pensando nisso, aprovamos recentemente o retorno de pequenos eventos privados como casamentos e batizados, por isso, acreditamos que em breve a classe artística também poderá retornar às suas atividades”, disse Carlos Lula.

As decisões sanitárias do Governo do Estado têm buscado garantir a prevenção e controle do coronavírus, desde antes da confirmação do primeiro caso da doença no Maranhão. Entre as medidas adotadas, está a suspensão temporária de atrações culturais ao vivo a fim de evitar a aglomeração de pessoas, bem como pontos de contaminação em massa.

Vale destacar que o COE da SES já autorizou as regras sanitárias para o retorno de pequenos eventos privados como casamentos e batizados a partir de 15 de agosto. Agora, o texto está em fase de apreciação da Casa Civil e aguarda aprovação para ser protocolado e executado.

A proposta apresentada pelo Grupo Argumento traz alguns condicionamentos a respeito dos posicionamentos impostos via decreto estabelecido pelo governo estadual. As recomendações sanitárias são as mesmas, incluindo o espaçamento, quantitativo de pessoas por local, com destaque para uma possível entrada exclusiva destinada aos músicos nos locais de apresentação para que se evite o contato deles com o público.

Segundo Wesley Sousa, integrante do grupo musical Argumento, a construção de políticas públicas devem acontecer com base nos cenários. “Quem conhece de fato as especificidades das atividades são aqueles que estão ali exercendo suas profissões. Então, é muito importante que o poder público esteja atento para ouvir, porque desta forma é compreendido o nível de complexidade que os músicos sofrem tanto com a proibição, quanto com a liberação”, pontuou.

O pedido de liberação progressiva de música ao vivo em bares e restaurantes, entregue nesta quarta, contou com o apoio de pelo menos 400 pessoas do segmento da música e cultura no estado. Após analisado pelo Comitê de Operações de Emergências, será discutida a viabilidade da retomada desta atividade.

91% dos infectados conseguem se recuperar da Covid-19 no MA; foram mais de 2 mil recuperados nas últimas 24h e mortes chegam a 3.103


De acordo com dados divulgados pela Secretaria de Saúde (SES), nesta quarta-feira (5), o Maranhão teve mais 2.684 pacientes recuperados da Covid-19 nas últimas 24 horas. No total, são 114.743 pessoas que conseguiram de recuperar da doença. Os recuperados são 91,46% do total de infectados (125.459).

Com mais 18 mortes confirmadas, o total chega a 3.103.

7.613 pessoas estão com o vírus ativo, sendo que 7.131 estão em isolamento domiciliar, 286 em leitos de enfermaria e 196 em UTIs. Os suspeitos, que aguardam resultados de testes, somam 4.089.

Nas últimas 24 horas, foram confirmados mais 1.572 novos casos de infecção por Covid-19. Foram 91 na região metropolitana de São Luís, 48 em Imperatriz e 1.433 nos demais municípios.

Nos últimos 30 dias, foram registrados 36.402 casos da doença, uma média de 1.213 casos por dia.

Os 18 óbitos confirmados ocorreram em 15 cidades. São elas: São Luís (3), Chapadinha (2), Presidente Sarney (1), Imperatriz (1), São Mateus (1), Colinas (1), Anajatuba (1), Vitorino Freire (1), Cidelândia (1), Santa Inês (1), Timon (1), Conceição do Lago Açu (1), São José de Ribamar (1), Barreirinhas (1) e Paço do Lumiar (1).

Nenhum novo óbito foi registrados nas últimas 24h. Os demais foram registrados em dias e/ou semanas anteriores, e aguardavam resultados dos exames laboratoriais para Covid-19.