São João 2019

São João 2019

terça-feira, 26 de março de 2019

Acusado de homicídios e assaltos é preso e polícia recupera moto roubada na Vila Janaína

Matheus Melo da Silva, que tem diversas passagens pela polícia, também é apontado como autor de homicídios na região da Cidade Olímpica.
Policiais do Grupo de Serviço Avançado (GSA) do CPAM 2 prenderam, por volta de 6h30 de segunda-feira (25), Matheus Melo da Silva, conhecido como "Matheusinho". A ação policial ocorreu na Rua 06, no Residencial José Reinaldo Tavares, na região da Cidade Olímpica, em cumprimento a mandado de prisão de preventiva.

Segundo a polícia, "Matheusinho" é apontado como autor de um assalto ao posto de saúde da Vila Janaína, além de homicídios na região da Cidade Olímpica, em São Luís.

"Matheusinho" é considerado de alta periculosidade e foi apontado como autor de um homicídio ocorrido dia 10 de março deste ano.

No assalto ao posto de saúde, em companhia de mais duas pessoas e com uma arma de fogo, o assaltante conseguiu roubar diversos pertences de vítimas, além de uma motocicleta Honda Bros, de cor preta, de placa NNH-7575. Ele seria autor de outros roubos na região.

De posse dessas informações, o GSA, em parceria com a Delegacia da Cidade Olímpica, passou a desenvolver diversos levantamentos na região, sendo possível identificar o esconderijo de Matheus Melo, na rua 6 da Vila José Reinaldo Tavares, próximo à Cidade Olímpica.

Foi feito o cerco ao imóvel, momento em "Matheusinho" saiu de sua residência e foi abordado. Ao ser questionado sobre os crimes, ele confessou o roubo ao posto de saúde e revelou o local onde estaria a motocicleta subtraída na ação criminosa.

A polícia foi ao local e encontrou a motocicleta desmontada e com o chassi raspado, pronta para revenda de peças.

Diante dos fatos, Matheus Melo da Silva foi apresentado no 18º DP da Cidade Olímpica, onde foi cumprido o mandado de prisão preventivo que havia sido requerido pelo delegado Leonardo Carvalho, que já desenvolvia uma investigação sobre os fatos.

Matheus Melo da Silva tem várias passagens pela polícia como adolescente infrator.

Antecedentes criminais:

16/2/2015 (PCOP) roubo qualicado pelo emprego de arma - adolescente infrator
2/10/2015 (Decop) - roubo qualicado pelo concurso de pessoas - adolescente infrator
12/11/2015 (Decop) - roubo qualicado pelo emprego de arma - adolescente infrator
5/2/2016 (PCOP) - furto
24/12/2016 (PCH) homicídio doloso - adolescente infrator
3/04/2017 (DAI) - lesão corporal dolosa - adolescente infrator
8/10/2018 (PCOP) – receptação

Professor condenado a 8 anos de prisão por estupro de deficiente físico e mental é preso em Timon

A Polícia Civil do Maranhão, através do Grupo de Pronto Emprego da 18ª DRPC/GPE-18, prendeu, na tarde desta segunda-feira (25), Rastelli Lima da Silva, em cumprimento a um mandado de prisão expedido pela 2ª Vara Criminal de Timon que o condenou a 8 anos de prisão pelo crime de estupro de vulnerável.

Rastelli, que é professor e mototaxista, estuprou seu vizinho, deficiente físico e mental, em 2011. Ele foi preso no bairro Parque Piauí, em Timon.

A polícia ressalta que o estupro foi praticado em local alheio ao ambiente de trabalho do condenado.

O mesmo foi recambiado à Unidade Prisional de Ressocialização (UPR) de Timon, onde irá cumprir a pena.

Governo recupera erosão e tráfego é liberado na Avenida Nossa Senhora da Vitória

Após uma ação rápida da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra), o trecho da Avenida Nossa Senhora da Vitória que havia rompido após as fortes chuvas dos últimos dias foi liberado.

Uma erosão na cabeceira da Ponte da Vitória, no início da tarde, impossibilitou o trânsito de veículos. O grande volume de água abriu uma grande vala na pista.

No local, onde antes era só o aterro, foi colocada uma grande quantidade de pedras, o que evitará novos rompimentos na cabeceira da ponte.

O tráfego voltou ao normal no início da noite.

A Ponte da Vitória interliga os bairros Parque Vitória, Parque Jair, Alto do Turu e adjacências à MA-202, a Estrada da Maioba, ajudando a desafogar o trânsito na área e oferece melhores condições de trafegabilidade na região.


segunda-feira, 25 de março de 2019

Passageiro é morto com tiro na testa durante assalto no Monte Castelo, em São Luís


Um passageiro de ônibus foi morto com um tiro na testa, na noite desta segunda-feira (25), na Avenida Getúlio Vargas, nas proximidades da Comabel e do Elevado do Monte Castelo, em São Luís.

O passageiro foi identificado como Alexandre Dias Rodrigues, de 40 anos, que morreu dentro do ônibus de empresa São Benedito, que faz a linha Santa Clara.

Ele foi atingido durante um assalto, onde o autor, que seria menor, teria tentando tomar celulares de passageiros. Alexandre Rodrigues tentou reagir, mas foi surpreendido com um disparo na cabeça.

A vítima cai nas proximidades da porta de desembarque de passageiros, na parte central do ônibus, onde está localizado o elevador para cadeirantes.


Em nova reunião, Governo alinha e avalia medidas para contornar impactos das chuvas

Secretários alinham ações no enfrentamento de danos causados pelas chuvas. Foto: Renato Mendes
Na tarde desta segunda-feira (25), secretários e gestores do Governo do Maranhão realizaram nova reunião de acompanhamento das ações definidas pelo governador Flávio Dino no último final de semana, em função das fortes chuvas que atingiram a região metropolitana. O secretário-chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares, coordenou a reunião de trabalho, que avaliou o andamento das medidas.

“Nós estamos atuando fortemente em parceria com as prefeituras dos municípios atingidos para minorizar danos e evitar transtornos às populações atingidas. Vamos continuar acompanhando e atuando. Nosso objetivo principal é proteger vidas”, disse o secretário-chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares.

De acordo com o secretário de Cultura, Diego Galdino, que monitora a região do Complexo da Praia Grande, durante as chuvas do final de semana, houve o desabamento de parte de um casarão na Rua Jacinto Maia, próximo ao Convento das Mercês. A área foi isolada e os escombros, retirados.

“Nós estamos acompanhando, com a equipe focada, para que possamos auxiliar em qualquer incidente que possa acontecer. Estamos unindo forças com a Prefeitura, com o Iphan e com todos os órgãos responsáveis para minimizar os impactos das chuvas”, disse Galdino.

Segundo o Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA), o mapeamento registrou mais de 200 famílias atingidas na capital maranhense. Nos últimos dois dias, São Luís registrou alto índice pluviométrico. Apenas no domingo, foram mais de 217 mm de chuvas.

“As áreas mais atingidas são aquelas que oferecem risco às pessoas. No Sacavém, cerca de 80 famílias foram atingidas pelo excesso de chuva nas últimas 48 horas. A área possui encostas e, portanto, existe risco de soterramento. Por isso, algumas famílias tiveram de ser retiradas de suas casas”, afirmou o comandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel Célio Roberto Araújo.

O socorro, a remoção e o trabalho operacional estão sendo executados pelo Corpo de Bombeiros em parceria com a Defesa Civil Municipal. Ele citou que algumas famílias residentes em bairros como Vila Bacanga, Coroadinho, Sá Viana e Fumacê foram removidas por segurança.

A população deslocada é direcionada a casa de familiares ou ao cadastro do aluguel social, gerenciado pelas secretarias que trabalham a assistência social no âmbito municipal e estadual.

"Estamos trabalhando em alerta geral. Convocamos os militares a estarem em regime de prontidão. Considerando as previsões meteorológicas, é necessário que fiquemos em alerta, trabalhando preventivamente. Estamos fazendo um percurso geral e diário em todas as áreas que oferecem algum risco, para verificar a estabilidade de encostas. Temos a tranquilidade de dizer que todos os cenários – até os mais desfavoráveis – estão mapeados”, detalhou o comandante.

Os municípios de Trizidela do Vale, Pedreiras, Santo Amaro, Alto Alegre do Pindaré, Santa Helena e Pinheiro também já registraram algum efeito deste período de maior intensidade de chuvas e estão sendo monitorados.

Orientações

A população deve estar atenta à variação na paisagem urbana, como a inclinação de uma árvore ou poste, que pode representar um indicativo de futuro desmoronamento. Há, ainda, a orientação para que – durante tempestades – a população evite trafegar nas ruas e não se exponha em áreas abertas para evitar descargas atmosféricas, por exemplo. Em caso de ocorrências, a recomendação é o  contato direto pelo telefone 193 ou pelo 3214 3801.

Força-tarefa

Desde o último sábado (23), um comitê gestor estadual - que reúne secretarias estaduais de Infraestrutura, Cultura, Desenvolvimento Social, Cidades, Caema, Comunicação e Assuntos Políticos e Casa Civil – tem realizado reuniões para alinhar estratégias e medidas concretas para minimizar os impactos das fortes chuvas.

O Governo trabalha em parceria com a Prefeitura de São Luís e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Participaram da reunião os secretários Rodrigo Lago (Comunicação e Assuntos Políticos), Clayton Noleto (Infraestrutura), a secretária adjunta de Assistência Social da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social, Margareth Cutrim e a assessora da Secretaria Estadual das Cidades, Ana Paula de Déa.

Equipes da Sinfra realizam ações de infraestrutura em áreas atingidas pelas chuvas na capital


O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra), deu início aos trabalhos de recuperação de trechos de rodovias, em São Luís e em toda a região metropolitana, atingidos pelas fortes chuvas do último fim de semana. O trabalho de monitoramento e atenção permanente tem sido o procedimento para a realização das ações emergenciais e as intervenções feitas durante o período chuvoso que atinge todo o Maranhão. 

O Secretário de Estado de Infraestrutura, Clayton Noleto, acompanhado de equipe técnica de engenharia da Sinfra, vistoriou e acompanhou, na manhã desta segunda-feira (25), os trabalhos das frentes de serviços nos pontos que foram afetados pelas chuvas. 
Rodovias que cortam a Grande Ilha como a MA-201, sentido Maiobão, MA-202 e MA-204 no Parque Vitória e Jardim Turu foram alguns dos pontos percorridos pela equipe.

Clayton Noleto informou que as equipes de manutenção da secretaria estão prontas para atuar nas áreas emergenciais, minimizando os transtornos que atingiram a população.

“Nós sabemos que o trasbordamento de vários riachos deixou pontos em situação crítica na capital. Participei de reuniões com o governador Flávio Dino e vários outros órgãos, além disso já fizemos contato com a empresa responsável pela manutenção, além de percorrer os locais afetados, avaliando os riscos e acompanhando o que já está sendo feito pelas equipes”, reforçou o secretário.

Mesmo com tempo chuvoso, o planejamento do Governo Estado inclui manter mobilizada as equipes nos pontos estratégicos para garantir a mobilidade da comunidade. Na Avenida Nossa Senhora da Vitória, acesso para MA 202, máquinas estão no local com todo o corpo técnico necessário para realizar os trabalhos de recuperação e para garantir a trafegabilidade na via o mais rápido possível.

Na MA-201, os pontos de erosão apresentados após a chuva também já estão sendo solucionados pelas equipes. A Sinfra reforça que a população obedeça a sinalização e mantenha distância das áreas de risco. Alguns trechos estão isolados para manter a segurança no local.


Doleiro que teria repassado dinheiro para Eliseu Padilha é encontrado morto no RS

Antônio Cláudio Albernaz, o Tonico, teria relatado a entrega de R$ 1 milhão a um homem, a partir da senha “Angorá” – codinome relacionado a Moreira Franco, detido na mesma operação que prendeu Michel Temer na semana passada
Preso duas vezes, o doleiro Antônio Claudio Albermaz Cordeiro foi encontrado morto dentro de sua casa, em Porto Alegre (RS), na tarde de domingo (24), conforme informações da rádio GaúchaZH. A Polícia Civil vai investigar as circunstâncias da morte. Por enquanto, a principal hipótese é de suicídio.

Em 2018, Tonico – como era conhecido – foi preso pela Operação “Câmbio Desligo” e, de acordo com a Globo News, confirmou que realizava operações escusas pela Odebrecht.

Delatores apontam que o doleiro teria repassado R$ 1 milhão em espécie em favor de Eliseu Padilha, ministro-chefe da Casa Civil no governo de Michel Temer, preso pela Lava Jato na última quinta-feira (21).

Tonico contou ainda que, em 2014, recebeu um senhor na faixa de 60 anos, alto e totalmente grisalho, para retirar o dinheiro. O homem não teria se identificado; apenas dito a senha “Angorá” – codinome atribuído a Padilha e ao ex-ministro Moreira Franco, também detido na semana passada.

A prisão preventiva do doleiro, em 2018, foi revertida dois dias depois pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Em 2016, ele já havia sido preso na 26ª Fase da Lava-Jato, batizada de Xepa.

Assaltantes são presos em flagrante na Vila Janaína, em São Luís


Policiais do 6º BPM prenderam, por volta de 4h15 de sábado (23), três assaltantes que vinha cometendo assaltos no bairro Vila Janaína em São Luís.

Eles foram identificados como Francisco Alisson Marques Vaz, de 23 anos; Jonathan Maikon Lopes da Silva, de 22 anos; e o menor de iniciais L. F. da S. J., de 17 anos, que completará 18 anos no dia 16 de maio. Os três residem no bairro Cidade Olímpica, na divisa com a Vila Janaína. Eles foram presos na Rua Cristina de Oliveira.

Com os assaltantes, os PMs apreenderam uma arma calibre 20 de fabricação caseira, uma munição intacta cal. 20, três celulares, uma identidade e um cartão de serviço.

Segundo informações da PM, a viatura da Cidade Olímpica interceptou os mesmos no momento da ação criminosa. Após o cerco, perseguição e varredura por quase uma hora, foi possível prendê-los e apreender uma arma de fogo, além de alguns pertences.

Ao perceberem a presença policial, eles dispararam contra a guarnição e desobedeceram ordem de parada, empreendendo fuga, pulando muros de diversas casas de um quarteirão. 

Foi solicitado apoio de outras viaturas que estavam de serviço nas proximidades, iniciando-se uma varredura minuciosa na região, com acompanhamento tático pulando diversos muros, subindo árvores, até lograr êxito na captura dos três assaltantes. Dois deles estavam numa caixa d'água e o outro escondido numa casa de cachorro.

Os três foram apresentados no plantão da Delegacia da Cidade Operária, onde foram autuados por roubo qualificado pelo emprego de arma (art. 157, § 2°, Inc. I do CPB) e qualificado pelo concurso de 2 ou mais pessoas (art. 157, § 2°, Inc. II do CPB). Os conduzidos maiores de idade foram autuados ainda por corromper menor de 18 anos, com ele praticando infração penal (Art. 244-B do Estatuto da Criança e do Adolescente).

domingo, 24 de março de 2019

Em reunião, governador Flávio Dino define ações emergenciais para amenizar impactos da chuva na Grande São Luís


O governador Flávio Dino reuniu, na tarde deste domingo (24), secretários de Estado, presidentes de órgãos e o Corpo de Bombeiros para discutir mais ações que minimizem danos derivados das fortes chuvas nos quatro municípios da Grande Ilha.

Foram definidas ações em 13 pontos emergenciais, que incluem apoio social às famílias, recuperação de infraestrutura, garantia de mobilidade urbana e isolamento de áreas perigosas.

De acordo com o secretário Rodrigo Lago, da pasta de Comunicação Social e Articulação Política (Secap), as ações emergenciais envolvem vários órgãos.

“O governador reuniu com vários órgãos do Estado para definir ações imediatas e emergenciais para resolver problemas que foram causados pelas fortes chuvas, como retirar pessoas em área vulneráveis a acidentes, para que a população sofra o menor impacto possível por esse excesso de chuva”, explica.

Entre sábado (22) e domingo, choveu metade do que estava previsto para todo o mês de março na ilha de São Luís. Somente na última madrugada foram 150 milímetros de chuva.

Segundo Rubens Pereira Júnior, secretário de Cidades, as famílias atingidas receberão todo o suporte assistencial. Ele informou que será dado apoio a remoção de famílias em área vulneráveis com a concessão do aluguel social para garantir habitação adequada para cada uma delas e, em caráter emergencial e indenizatório para pessoas que tiveram a casa avariada, será concedido o benefício do Cheque Minha Casa. O programa Cheque Minha Casa oferece R$ 5 mil para que famílias de baixa renda adquiram materiais de construção, para reforma ou ampliação de suas casas.

“Tanto a Secretaria das Cidades quanto a Secretaria da Cultura vai vistoriar todos os prédios que têm algum risco de desabamento juntamente com a Defesa Civil e a Prefeitura de São Luís para fazer esse mapeamento e garantir segurança para evitar qualquer perda do patrimônio histórico e cultural”, acrescentou Rubens Jr.

O Governo do Estado alerta que, em caso de emergência, a população deve entrar em contato com o Corpo de Bombeiros, por meio do número 193.

Vistoria no Centro Histórico

Neste domingo (24), um casarão desabou e outro teve deslocamento de parte da estrutura no Centro Histórico da capital após as fortes chuvas. Os imóveis atingidos estão localizados na Rua Jacinto Maia, próximo ao Convento das Mercês, e outro na Praça Pedro II, próximo à sede do poder municipal. As chuvas têm sido intensas, demoradas e o volume de águas ficou acima da média climatológica prevista pelo Núcleo Geoambiental da Universidade Estadual do Maranhão (Uema).

Nos locais dos desabamentos, equipes do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA) realizaram o isolamento, remoção de entulhos e levantamento técnico sobre as condições dos imóveis.

Nesta segunda-feira (24), serão iniciados os trabalhos para escoramento e reforço da estrutura, a fim de evitar incidentes com as chuvas que virão. Em outra frente de trabalho, um novo reboco será construído para restaurar as condições originais dos prédios.

“Assim que as chuvas cessaram fomos ao local vistoriar os danos e mantivemos o trabalho com as equipes para evitar incidentes. Foram danos apenas materiais e estaremos em monitoramento”, ressalta o comandante do CBMMA, coronel Célio Roberto Araújo.

A vistoria aos locais foi acompanhada pelo secretário de Estado de Cultura (Secma), Diego Galdino; pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior; pelo presidente da Fundação Municipal de Patrimônio Histórico (Fumph), Aquiles Andrade; e pelo superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no Maranhão, Maurício Itapary.

O secretário Diego Galdino reforçou que “todas as providências foram tomadas e outras medidas serão colocadas em prática para evitar outras ocorrências”.

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior pontuou que o município está trabalhando conjuntamente com o Estado. “Estamos acompanhando as vistorias e os trabalhos que devem ser realizados para evitar incidentes e contamos com apoio e os esforços dos demais órgãos envolvidos para conter a situação”, informou.

Paralelamente, a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil do Maranhão (CEPDECMA) está atuando no atendimento aos eventos adversos com vistorias técnicas em outros casarões do Centro Histórico; remoção de pessoas em área de riscos; e vistoria em edificações não afetadas, porém com risco iminente de comprometimento estrutural.

“O principal cuidado neste momento é com a pessoas, que sejam retiradas de áreas sob risco e colocadas em local seguro, além de proceder os trabalhos referentes à contenção de novos desabamentos da estrutura dos prédios”, reforçou o comandante do CBMMA, coronel Célio Roberto Araújo.

Em 24h choveu metade do previsto para todo o mês de março em São Luís


A cidade de São Luís registrou, ontem e na madrugada de hoje, uma das maiores chuvas da sua história.

O acumulado nas últimas 24 horas foi de 217 milímetros – que representa 49,2% da média climatológica prevista para o mês de março que é de 428 milímetros.

Cenas como alagamentos, rios transbordando e vários outros problemas decorrentes da alta quantidade de água que caiu foram recorrentes neste final de semana em São Luís.

De acordo com especialistas do Núcleo Geoambiental da Universidade Estadual do Maranhão (Uema), do dia 1º até às 9h deste domingo, o mês de março já soma 582 milímetros de chuvas na capital. Ou seja, já choveu 26,4% a mais do previsto na média climatológica, nestes dias do mês.

Segundo as previsões, março deve ultrapassar os 600 milímetros de chuvas.

Vereador é morto a tiros em Japeri, no Rio

Achado morto dentro de carro, ele era casado e estava em seu primeiro mandato
Polícia inquérito para apurar as circunstâncias da morte
O vereador Wendel Coelho (PTdoB) foi morto a tiros neste domingo, 24, em Engenheiro Pedreira, bairro de Japeri, município da região metropolitana do Rio de Janeiro. Policiais militares do 24º BPM (Queimados) estavam patrulhando o bairro quando notaram um veículo parado na pista.

“No interior do carro, foi encontrada uma pessoa em óbito”, informou a Polícia Militar. A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense foi acionada e está investigando o caso.

Coelho tinha 26 anos, era casado e estava em seu primeiro mandato na Câmara de Japeri, para a qual foi eleito com 729 votos.

Segundo informou a Polícia Civil, “de acordo com a Delegacia de Homicídios, foi instaurado inquérito policial para apurar as circunstâncias da morte do vereador Wendel Andrei de Lima Coelho”. Investigações estão sendo feitas em busca de testemunhas e imagens.


Futuro da Base de Alcântara é tema de encontro nesta segunda-feira (25) na Assembleia Legislativa


Um encontro entre lideranças políticas e comunitárias, marcado para esta segunda-feira (25), às 19 horas, na Assembleia Legislativa do Maranhão, irá discutir o futuro da Base de Alcântara. Entre as autoridades convidadas a debater o tema estão o deputado federal Márcio Jerry (PCdoB-MA), o presidente da Assembleia, Othelino Neto (PCdoB) e o prefeito de Alcântara, Anderson Araújo (PCdoB).

A reunião foi marcada após o governo Jair Bolsonaro assinar, na semana passada, Acordo de Salvaguardas Tecnológicas com os Estados Unidos, que permite a este país explorar comercialmente o Centro de Lançamentos de Alcântara (CLA). Contudo, o inteiro teor do texto não foi divulgado, o que fez despertar preocupação dos políticos maranhenses, sobretudo da população quilombola que vive no entorno da Base.

“Se Alcântara é o melhor lugar do mundo para o lançamento de foguetes, deve ser um lugar ideal para se viver também”, destacou Jerry em entrevista recente.

A oposição tem sido cautelosa com o Acordo, uma vez que no espaço geográfico onde está instalado o CLA vivem centenas de quilombolas. No início dos anos 2000, um acordo semelhante foi assinado pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso, mas acabou sendo barrado por ferir a soberania nacional e propor, entre outros pontos, a expansão territorial da base. Na época, Bolsonaro era deputado federal e votou contra o acordo.

Em 1983, quando a base estava em construção, 312 famílias quilombolas foram deslocadas de suas terras pelo governo, sem consulta, sem indenizações ou reparo de danos sociais, culturais, políticos e econômicos.

“A cidade de Alcântara precisa ter dividendos pela utilização do seu território para a comercialização do espaço para lançamento de foguetes. Esse é um tema de extrema importância", disse Márcio Jerry. Ele também lembrou que da outra vez existia uma cláusula no acordo que previa a expansão da área no entorno do CLA. "Isso é inadmissível. Não há como admitir que se adentre ainda mais no território quilombola que está no entorno do centro de lançamento”, comentou o deputado.

Segundo a Agência Espacial Brasileira (AEB), os lançamentos de foguetes em Alcântara podem reduzir em até 30% o uso de combustível, em comparação a outros locais.

Em 2000, o então presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) chegou a assinar acordo semelhante, mas ele nunca saiu do papel por ter sido barrado pelo Congresso.

“Um acordo dessa natureza pode ser bom para o Brasil, inegavelmente, desde que ele não atente contra a soberania nacional, que não haja uma lógica de enclave, como houve no passado, e que, além de se transformar em dividendos para a comunidade local e para o Maranhão de modo geral, ele possa significar algo importante e estratégico para a política aeroespacial brasileira. Esse é um tema que estou levando para a Comissão de Ciência, Tecnologia, Comunicação e Informática e para o qual protocolei pedido, na última segunda, propondo a criação de uma subcomissão especial para acompanhar esse acordo de salvaguardas tecnológicas entre Brasil e Estados Unidos”, disse o deputado Márcio Jerry.

O governador Flávio Dino (PCdoB), também em declarações recentes, disse que apoia o uso inteligente da Base, mas afirmou que as regras não podem violar a soberania nacional, tão pouco desrespeitar os quilombolas de Alcântara, além de que necessariamente devem trazer contrapartidas para a região. “A exploração comercial não pode ser monopólio de um país, ou seja, a Base deve estar à disposição de todos os países que queiram usar e tenham condições para tanto. É vital, a meu entender, que se criem as condições para a retomada do Programa Espacial Brasileiro”, disse em entrevista à Revista Fórum.

O governo federal vem insistentemente divulgando que o mercado de lançamentos aeroespaciais movimentou em 2017 cerca de US$ 3 bilhões, um crescimento de mais de 16% em relação ao ano anterior, utilizando como fonte a Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos. E que, ao assinar o Acordo, Bolsonaro colocaria o país em um mercado bilionário. Cauteloso, Márcio Jerry protocolou em Brasília um pedido para que Marcos Pontes, Ministro da Ciência e Tecnologia, explique o alcance desse novo acordo com os norte-americanos e a garantia da soberania nacional.

Jerry também solicitou à Câmara uma Comissão Externa para acompanhar a implementação do acordo entre o Brasil e os EUA. “É um tema importante, estratégico, que tem a ver com todo Brasil, e por esta razão precisamos ter muita atenção para isto, para que não seja nocivo ao nosso país em todos os aspectos”, completou.

Viatura da PM bate em poste durante perseguição que acaba com dois suspeitos presos no Jardim América


No início da noite deste sábado (23), uma viatura da Polícia Militar colidiu contra um poste durante uma perseguição no bairro Jardim América, na região da Cidade Operária, em São Luís.

Após avistar dois suspeitos de fazer vários assaltos na região, os policiais deram ordem de parada, que não foi atendida, iniciando-se uma perseguição pelas ruas do bairro Vila Janaína, seguindo pela Avenida Pavão Filho.

Na avenida principal do Jardim América, os dois suspeitos os dois suspeitos perderam o controle da motocicleta. A viatura com três policiais também perdeu o controle e os veículos acabaram colidindo. A viatura parou após colidir contra um poste. 

Após a batida, os dois bandidos tentaram empreender fuga, mas foram contidos com tiros de advertência. Eles foram levados ao hospital porque ficaram com escoriações provocadas pela queda. Logo em seguida, a dupla foi conduzida ao plantão da Delegacia da Cidade Operária (Decop) para adoção de medidas cabíveis.

Apesar da batida ser considerada grave, os policiais saíram ilesos e receberam elogios das pessoas que acompanharam a ocorrência.

Os policiais apreenderam a motocicleta e um revólver calibre 38.


sábado, 23 de março de 2019

Suspeito de assassinar companheira no DF é preso em Santa Quitéria


Antônio Alves Pereira e Maria dos Santos Gaudêncio estavam juntos há cerca de um ano.
O cabeleireiro Antônio Alves Pereira, 40 anos, suspeito de assinar a namorada Maria dos Santos Gaudêncio, 53 anos, no Distrito Federal, foi preso pela Polícia Militar, na manhã deste sábado (23), na cidade de Santa Quitéria, a 347 km de São Luís. 

Uma denúncia anônima levou os policiais até a cidade, onde ele estava escondido. Segundo informações, Antônio Alves, após cometer o crime no Distrito Federal, fugiu para o Maranhão. O suspeito, que é de Santa Quitéria, será entregue à Polícia Civil de Chapadinha.

O Caso

As investigações do feminicídio de Maria dos Santos Gaudêncio, de 53 anos, indicam que o crime foi premeditado. Ela foi morta com uma facada na nuca dentro de casa, onde funcionava um comércio. O corpo da vítima foi encontrado no quarto dela, noite de terça-feira (19), no Itapoã, no Distrito Federal.

O principal suspeito é o cabeleireiro Antônio Alves Pereira, com quem a vítima tinha um relacionamento. Ele estava sendo procurado pela 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá).

Segundo a delegada-chefe da DP, Jane Klebia, em depoimento, familiares e conhecidos da vítima afirmaram que Maria estava tentando acabar o relacionamento com Antônio.

“Nas últimas semanas, ela queria terminar o namoro. Por isso, o relacionamento estava meio conturbado, mas não há relatos de violência física. No sábado (16), ele disse ao chefe que queria ‘matar alguém’. Contudo, o patrão entendeu que Antônio se referia a tirar a própria vida”, explica.

O dono do salão pediu ao suspeito para que parasse com aquilo. Mas, segundo a delegada, tentou até amenizar o clima com uma brincadeira, dizendo que “se fosse para fazer isso, que fosse longe dele para não dar problema.”

O cabeleireiro passou o fim do expediente introspectivo e calado. Ao fim do sábado, o homem pediu um adiantamento de salário ao chefe, alegando que um familiar havia falecido. No entanto, conforme apuração dos agentes, a história não é verdadeira.

Durante o domingo (17), Maria e Antônio foram para a casa da filha mais nova da vítima, de 25 anos.

Almoçaram e passaram a tarde em Ceilândia. No começo da noite, a mulher foi para casa, na Quadra 2 da Chácara Fazendinha, no Itapoã. O cabeleireiro foi até a casa do chefe pegar a chave do salão, uma vez que vivia no estabelecimento, que também fica na região administrativa.

“Ele voltou para a casa da vítima, onde ocorreu o assassinato. Após o crime, foi embora levando o celular da Maria. Não sabemos se ele foi ao salão antes ou depois do feminicídio, mas Antônio pegou a chave para tirar todos os pertences do estabelecimento. Quando os agentes chegaram ao local, não havia nenhum pertence dele”, garante Jane Klebia.

De acordo com relatos de vizinhos de Maria, o homem foi embora da casa dela de bicicleta, por volta das 23h. Ele trancou a casa e jogou a chave por debaixo do portão. Antônio também levou o celular da vítima, que não foi encontrado.

Ainda segundo a delegada, o suspeito teria se passado por Maria, usando o aparelho telefônico dela.

“Uma amiga muito próxima da vítima disse que, na segunda-feira (18) de manhã, mandou uma mensagem para Maria. Ela questionou onde a amiga estava. Por volta das 9h, recebeu a resposta de ela estaria na autoescola. Contudo, a essa hora, a vítima já estava morta”, acrescenta Jane Klebia. 

Descoberta do corpo

O corpo de Maria dos Santos foi descoberto no quarto dela, na noite de terça-feira (19).

A filha mais velha dela, de 28 anos, que mora na casa da vítima, foi a responsável pela descoberta e acionou a polícia. A vítima tinha sinais de lesões na cabeça e estava deitada na cama, que ficou manchada de sangue. A causa da morte será confirmada após o laudo cadavérico do Instituto de Medicina Legal (IML).

De acordo com uma amiga da filha mais velha, a jovem voltou para casa apenas na segunda-feira (18), por causa de um curso. “Como era comum a mãe dela sair, ela não deu falta. Só que na terça-feira, um odor muito forte saía do quarto da Maria. Ela tentou abrir a porta, mas estava trancada. Por isso, decidiu arrombá-la”, relata a mulher, sob a condição de anonimato.

Além do colchão sujo, havia muito sangue na parede e na televisão da vítima, conforme informações da Polícia Civil.

A perícia na residência acabou na madrugada de quarta-feira (20).

Com informações do Blog CN1

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...