Rádio Voz do Maranhão

domingo, 7 de outubro de 2012

Decisão pode sair neste domingo em 10 capitais


Dez das 26 capitais onde os eleitores vão neste domingo às urnas podem ter a eleição definida já no primeiro turno, segundo as mais recentes rodadas de pesquisas do instituto Ibope. O peemedebista Eduardo Paes, candidato à reeleição no Rio de Janeiro, é o favorito a alcançar a vitória mais folgada. Ele tem 57% das intenções de voto, ante 18% de Marcelo Freixo (PSOL).

Em Aracaju, João Alves Filho tem 51% das preferências e pode se transformar no único prefeito eleito de capital filiado ao DEM. Em Salvador, outro candidato do partido, ACM Neto, chegou a liderar as pesquisas de forma isolada, mas foi alcançado pelo petista Nelson Pelegrino. Os dois agora estão empatados tecnicamente.

O pedetista José Fortunati abriu larga vantagem sobre Manuela D’Ávila (PC do B), e deve ser reeleito hoje. Até março, Manuela aparecia em primeiro nas pesquisas.

Em Rio Branco, Marcus Alexandre se descolou do tucano Tião Bocalom e deve manter a hegemonia do PT na cidade. O Acre foi o Estado onde o PT elegeu maior proporção de prefeitos em 2008.

Outro petista que lidera a corrida eleitoral com folga é Paulo Garcia, atual prefeito de Goiânia e candidato à reeleição.

Rui Palmeira (PSDB), em Maceió, deve vencer sem dificuldades: ele já era favorito mesmo antes que Ronaldo Lessa (PDT), segundo colocado, fosse excluído do páreo por problemas legais. Lessa teve o registro de candidato negado por causa do atraso no pagamento de uma multa devida à Justiça Eleitoral.

Carlos Eduardo Alves (PDT), que fez a campanha mais incisiva contra a atual prefeita de Natal, Micarla de Sousa (PV), também pode ser eleito hoje. Micarla é a prefeita mais impopular do Brasil - segundo o Ibope, 92% da população da cidade considera sua gestão ruim ou péssima.

Colombiano naturalizado brasileiro, Carlos Amastha (PP), que lidera as pesquisas em Palmas, supreendendo herdeiros de caciques políticos locais, pode ser o primeiro prefeito de uma capital brasileira nascido em um país estrangeiro. Em Belo Horizonte, Marcio Lacerda (PSB), candidato à reeleição, viu cair sua vantagem em relação a Patrus Ananias (PT) nos últimos dias. Mas o tucano ainda pode liquidar a fatura no primeiro turno, já que os demais candidatos devem ter votação baixíssima.

Tendência

Se apenas dez capitais encerrarem a corrida eleitoral no primeiro turno, haverá uma redução considerável em relação às eleições de 2008, quando esse número chegou a 15.

Nas 26 capitais, candidatos de partidos de oposição ao governo federal lideram isoladamente em cinco: Belém, Porto Velho, Maceió, Vitória e Aracaju. Em São Luís, Salvador, Manaus e São Paulo, oposicionistas estão na liderança em empate técnico com adversários.

Nenhum comentário:

Postar um comentário