Rádio Voz do Maranhão

terça-feira, 20 de outubro de 2020

Policial civil maranhense aposentado é preso por suspeita de participação em sequestro no Tocantins

A Polícia Civil, por meio da 8ª DEIC da cidade de Gurupi, em apoio à 6ª DEIC Paraíso, realizou, na tarde dessa segunda-feira (19), a prisão em flagrante de cinco homens pela prática, em tese, do crime de extorsão mediante sequestro, encontrando e libertando a vítima que estava em poder do grupo no momento em que eles chegaram na cidade de Gurupi.

As investigações começaram na 6ª DEIC da cidade de Paraíso do Tocantins/TO, após funcionários de um hotel perceberem que, na manhã desta segunda-feira, uma hóspede havia sido levada com violência por cinco homens, sendo um deles policial civil do estado do Maranhão.

O grupo estava em dois carros e a Polícia Civil conseguiu identificar que tomaram como destino a cidade de Gurupi, a fim de entrar em contato com uma cunhada da vítima e exigir o pagamento de uma suposta dívida contraída pelo marido da sequestrada. Depois disso, ela seria libertada.

Diante dos fatos, a equipe da 8ª DEIC de Gurupi foi acionada e logrou êxito em localizar os veículos entrando na cidade, tendo sido abordado logo em seguida.

A vítima confirmou que era coagida a pagar a dívida do marido e seguida por um dos sequestradores desde sábado (17). Após ser tirada à força do hotel elas permaneceu em poder dos cinco conduzidos, os quais lhe ameaçaram inclusive com uma arma de fogo, colocando-a em um carro levando-a para Gurupi contra a sua vontade.

Ela acrescentou que era mantida em refém, desde sábado. Para ter sua liberdade, deveria pagar a dívida contraída pelo seu esposo, que é atravessador de grãos.

Em Gurupi, os seqüestradores ligaram para a cunha da vítima cobrando dinheiro do resgate para realizar sua liberação.

Após buscas nos automóveis abordados a equipe da DEIC Gurupi encontrou uma pistola calibre .40, R$ 3.386,10 e aparelhos celulares.

Na sequência, foi possível constatar que a cunhada da vítima foi contatada pelos conduzidos, tendo confirmado que eles exigiam o pagamento de valores para que a vítima fosse colocada em liberdade.

Os presos foram conduzidos para Central de Flagrantes de Gurupi para autuação em flagrante pelo crime de extorsão mediante seqüestro. A pena prevista é de até 20 anos de reclusão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário