quarta-feira, 3 de fevereiro de 2021

Tenente suspeito de matar auxiliar de perícia foi expulso da PMMA e retornou por decisão da Justiça

O tenente da Polícia Militar do Maranhão, Eddie do Nascimento Sousa, suspeito de matar a tiros o auxiliar de Perícia Médica da Polícia Civil, Salomão Matos dos Santos, na madrugada de sexta-feira (29), já foi expulso da PMMA em 2016, mas retornou à corporação após decisão do Tribunal de Justiça.

A expulsão do oficial foi publicada no Diário Oficial do Estado no dia 20 de outubro de 2016, como consequência de uma sindicância que apurou o envolvimento do policial em crime de ameaça contra um tenente da corporação.

O policial foi investigado também por supostamente extorquir cadetes alunos do Curso de Formação de Oficiais no ano 2014, exigindo ‘favores’ para que não punisse os alunos. No entanto, uma decisão do Tribunal de Justiça do estado, de 2017, determinou a reintegração do tenente à Polícia Militar, tornando sem efeitos a sua exoneração.

Antes de ser expulso, o militar usava ‘Eddie’ como nome de guerra. Quando foi reintegrado, passou a usar “N. Sousa”.

Fonte: Blog O Informante

Postagens relacionadas: 

Policial civil é assassinado a tiros no estacionamento da UPA do Parque Vitória

Tenente e soldado da PM mataram auxiliar de perícia na UPA do Parque Vitória; eles se apresentaram nesta segunda-feira

Nenhum comentário:

Postar um comentário