Rádio Voz do Maranhão

quinta-feira, 18 de novembro de 2021

Dono do Maracap é preso em flagrante durante operação contra facção que explora jogo do bicho no Ceará

 

Vanderlei Freire comanda operações de jogos em vários estados do Brasil e é o principal sócio da empresa Maracap no Maranhão, que atua hoje sob força de uma liminar judicial

Durante uma operação deflagrada pela Polícia Civil do Ceará, o empresário Vanderlei Freire foi preso em flagrante na manhã desta quinta-feira (18).

Vanderlei é ex-prefeito e principal aliado do atual prefeito da cidade cearense de Várzea Alegre, sendo o principal alvo da “Operação Públio Vatínio”, que tem como objetivo desarticular organização criminosa com envolvimento na exploração do jogo do bicho e crimes contra administração pública na região do Cariri e Centro-Sul do Estado do Ceará.

Vanderlei Freire comanda operações de jogos em vários estados do Brasil e é o principal sócio da empresa Maracap no Maranhão, que atua hoje sob força de uma liminar judicial. Também tem relações estreitas com políticos de vários estados, e é amigo pessoal do deputado Josimar Maranhãozinho, seu conterrâneo.

Na operação policial realizada nesta quinta, no Ceará, foram cumpridos 97 mandados judiciais com afastamento de seis vereadores e servidores em Várzea Alegre, Juazeiro, Crato, Barbalha e Fortaleza.

Ao cumprir mandado de busca e apreensão de carros e dinheiro na casa do ex-gestor, a polícia encontrou 5 armas de fogo, o que ensejou a prisão em flagrante por posse de arma ilegal sem registro.

A polícia recolheu documentos e teria encontrado um caderno com anotações de negociações incluindo aquisições de rádios no interior do Ceará por parte de Vanderlei envolvendo interesses políticos para 2022 quando o empresário deseja ser candidato a deputado.

As investigações apontam movimentação de mais de 400 milhões de reais no período de 2014 a 2020 pelos 52 investigados. A polícia está analisando detalhes para identificar a origem do montante.

10 comentários:

  1. Ja esta apto a receber um ministerio no governo do bozoloide

    ResponderExcluir
  2. Formado com o "professor nove dedos"!

    ResponderExcluir
  3. Mais um esquerdopata pego com a boca na botija

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai arrastar o cu na brita, bolsominion!

      Excluir
  4. Ele tem envolvimento é com o josimar na mataria nao vir o neme de lula

    ResponderExcluir
  5. No entender de muita gente o MARACAP é um título de capitalização supersuspeito? Completamente diferente em transparência dos similares e dos títulos das instituições bancárias, apesar de ser fiscalizado pela SUSEP. O RESGATE do mesmo é sempre muito dificultado por uma tal “CAPEMISA Capitalização” sediada no Rio de Janeiro, beirando quase o impossível no correr ou após os 5 anos de capitalização.

    Na página deles na internet onde poderiam mostrar com maior clareza toda normatização legal do RESGATE não se vê quase nada! Até o regulamento colocado no verso das cartelas em letras miúdas não esclarece para uma pessoa humilde ou de conhecimento mediano (a grande maioria dos compradores) como proceder para realizar o tal "resgate". Apenas no canhoto de preenchimento das cartelas eles mostram com sutileza a opção de resgate à Fundação Antônio Jorge Dino ou supostamente ao comprador da cartela por meio da marcação ou não de um xis: “(x)”, dúbia por sinal. As probabilidades de acerto dos prêmios e o espaço amostral dos concursos: o número de cartelas impressas e/ou que estão concorrendo nunca são também divulgadas, o que não custaria nada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O comentário mais pertinente ������

      Excluir
    2. No sorteio desta semana, dia 28/11/21, já deram até uma melhorada nas informações tanto da cartela quanto na página do Maracap na internet. No entanto, permanece muito confuso a marcação da “opção de resgate ou não” à Fundação Antônio Jorge Dino no canhoto de preenchimento!

      Além disso, os percentuais das “provisões matemáticas” de resgate deveriam estar mais visíveis. Assim como, a Capemisa Capitalização deveria ter pelo menos uma Filial em São Luís a fim de facilitar o “resgate” do título de capitalização pelas pessoas humildes que nem manusear com a internet sabem, pois hoje o comprador da cartela tem que enviar a cópia da mesma para a sede dessa empresa no Rio de Janeiro e aguardar indefinidamente o crédito em sua conta.

      Excluir
  6. Já comprei esse Maracap mas,quando vi uma vez como é levado os canhotos dos bilhetes NUNCA MAIS COMPREI é golpe puro.

    ResponderExcluir