Rádio Voz do Maranhão

domingo, 30 de abril de 2023

Polícia prende hackers que furtavam dados bancários através de falsos anúncios na internet no MA e CE

Segundo a polícia, as investigações constataram indícios de lavagem de dinheiro, sendo determinado o bloqueio judicial dos bens e contas dos investigados na importância de R$ 2,5 milhões

A polícia prendeu, na sexta-feira (28), em Imperatriz e Fortaleza (CE), um grupo criminoso suspeito da prática de crimes cibernéticos sobretudo phishing (roubo de dados) bancários através de falsos anúncios na internet, dentre outros delitos digitais ainda em apuração. A prisão foi realizada pela Polícia Civil do Maranhão, por meio do Departamento de Combate a Crimes Tecnológicos (DCCT/SEIC), da Delegacia Regional de Imperatriz e a Polícia Civil do Ceará.

Segundo a polícia, as investigações constataram indícios de lavagem de dinheiro, sendo determinado o bloqueio judicial dos bens e contas dos investigados na importância de R$ 2.556.247,00 e mandados de busca e apreensão em endereços situados nas cidades Imperatriz e Fortaleza.

No momento do cumprimento dos mandados de busca domiciliar, os suspeitos estavam em plena operação, sendo identificados mais de 50 sites falsos abertos, de plataformas de vendas de passagens aéreas, sites de secretarias de fazenda de diversos estados e Detrans, inclusive do estado do Maranhão, dentre diversos outros (São Paulo, Amazonas, Alagoas, Goiás, Pará, Acre).

Operação Vacation Free

Vários “logins” de Google ADS também estavam abertos para postagem dos falsos anúncios que direcionavam para as páginas falsas. Além disso, foram encontrados vários cartões de crédito e documentos falsos. Os policiais ainda apreenderam cinco veículos e vários objetos de valor.

De acordo com a polícia, os delitos praticados pelo bando criminoso ocasionou diversos prejuízos para pessoas físicas, setores de administrações estaduais e demais plataformas que deixaram de receber os valores, os quais eram desviados em favor dos suspeitos que ostentavam vida luxuosa.

Os bens e apetrechos utilizados para prática do crime e auferidos com o mesmo estão sendo apreendidos e ainda está sendo estimado o alcance e o número de vítimas das fraudes. Diante do farto material encontrado e do “escritório do crime” em pleno funcionamento a perícia forense do Ceará fora acionada para auxiliar nos trabalhos de busca naquele Estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário