Rádio Voz do Maranhão

quinta-feira, 30 de novembro de 2023

Maranhense que assassinou mãe e filhas em Mato Grosso enforcou e matou jornalista em Goiás

O maranhense Gilberto Rodrigues dos Anjos, preso na última segunda-feira (27) após o brutal assassinato de uma mãe e três filhas em Sorriso (MT), agora enfrenta acusações relacionadas a um crime cometido em Mineiros, no sudoeste goiano. O crime em questão é um latrocínio envolvendo o jornalista Osni Mendes, morto em 2013.

Segundo a denúncia do Ministério Público de Goiás, durante a madrugada de 22 de dezembro de 2013, Gilberto conheceu o jornalista Osni Mendes em um bar da cidade de Mineiros.

Os dois teriam começado a conversar, até que Osni ofereceu uma carona ao acusado para irem até outro bar.

Gilberto aceitou o convite e os dois entraram no carro do jornalista. Durante o trajeto, Osni parou o carro, alegando que iria fazer xixi e ofereceu que Gilberto também descesse do veículo para esticar as pernas.

Segundo o acusado, quando os dois estavam fora do carro, Osni tentou beijá-lo à força e ele reagiu lhe empurrando e dando socos no rosto. A partir disso, os dois homens entraram em luta corporal, até que Gilberto nocauteou o jornalista com murros. Em seguida, usou a camisa da vítima para enforcá-la, causando sua morte.

Segundo o inquérito policial, depois do crime, Gilberto fugiu no carro do jornalista e se escondeu na chácara de um amigo. Com o passar dos dias, passou a usar o carro da vítima para buscar cervejas. Ele foi encontrado pela polícia cinco dias depois do crime em um bar de Mineiros.

Ao ser abordado pelos policiais e questionado sobre a origem do carro, Gilberto não reagiu e confessou o crime. Ele foi preso em flagrante e levado para a delegacia.

Como o jornalista foi morto com extrema violência e Gilberto fugiu da cena do crime, o delegado da época pediu à Justiça que a prisão dele fosse convertida em preventiva.

Embora tenha ficado detido por mais de 160 dias, uma decisão judicial em junho de 2014 resultou no relaxamento de sua prisão devido ao excesso de prazo na conclusão do inquérito policial.

O acusado foi liberado, tornou-se foragido e somente agora, com sua prisão em MT, o processo do assassinato de Osni foi atualizado para réu preso pela Justiça de Goiás.

..................

Postagem relacionada:

Maranhense é preso após estuprar e matar mãe e três filhas em Mato Grosso

11 comentários:

  1. Mais uma vez o Maranhão é destaque nacional só com notícias negativas.

    ResponderExcluir
  2. Foi só o Lula ganhar que o país ficou mais violento

    ResponderExcluir
  3. Foi mesmo. Mas é porque ainda tem muitos psicopatas- seguidor do MINTO de bosta ladrao de Joais- solto pelo Brasil afora, espalhando ódio, terror, preconceito e violência, causados pela infestação pelo vírus COBOSTA 22 e ainda não se deram conta que o governo das trevas acabou. É por isso que a violência ainda está assolando a população porque esses vermes ainda tentam viver o mesmo glamour que viveram nos tempos de governo do miliciano genocida. Por isso, o esforço de Xandão e Dinão pra mandar pra cadeia o líder supremo do mal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 2013 quem era o presidente? E agora, quem é o presidente? Aff esses petralhas só falam merda sem fundamentos.

      Excluir
    2. Agora com este desgoverno defensor de bandidos. Vão soltar, desencarcerar esses vagabundos. Tinha que matar ao invés de prender

      Excluir
  4. Aqui em Sorriso vivia falando que Bolsocaro era o MINTO e queria ser igual a ele.

    ResponderExcluir
  5. O molusco está fazendo muito mal ao país, lamentável.

    ResponderExcluir
  6. Essa desgraça é terrorista, taca nele.

    ResponderExcluir
  7. O tal do Lula está causando isso no país

    ResponderExcluir
  8. Isso não tem nada a ver com governo desse ou daquele, tem a ver com o fato desse cara ser um psicopata. Ponto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ao invés de prender, tem que matar, aí resolve de uma vez por todas

      Excluir