Rádio Voz do Maranhão

sábado, 9 de junho de 2012

João Castelo teme participação de Flávio Dino na disputa pela prefeitura de São Luís


Gilberto Lima

O tucano sabe que, mesmo sem concorrer, Flávio Dino tem peso político para influenciar na opção do eleitorado
Foi o ex-governador José Reinaldo quem deixou claro o temor de João Castelo

O ex-governador e atual Secretário de Governo da Prefeitura de São Luís, José Reinaldo Tavares, deixou claro que João Castelo teme a participação do comunista Flávio Dino na disputa pela Prefeitura de São Luís. Líder em todas as sondagens feitas até agora, Dino é uma ameaça real às pretensões de Castelo em continuar no comando da Prefeitura de São Luís.

Esse temor foi manifestado em entrevista ao jornalista Djalma Rodrigues, no final da tarde de sexta-feira (9), na Rádio Capital AM. “O Flávio Dino não deve se meter na disputa pela Prefeitura de São Luis este ano, porque isso pode ser um grande erro, já que tem de se resguardar para 2014, quando estará disputando o governo do Estado, com apoio de todas as células da oposição. Caso venha a participar das eleições de outubro, pode abrir uma distensão na oposição e perder importantes apoios”.

Em minha opinião, é puro blefe de Reinaldo. Ele sabe do potencial de Flávio Dino para 2014, mesmo sem contar com um possível apoio de Castelo. O que o ex-governador está querendo é facilitar as coisas para o projeto de reeleição do prefeito tucano.

Continuo afirmando que o melhor caminho para Dino chegar ao governo do Maranhão, em 2014, seria um “estágio” de dois anos na administração de São Luís. Seria um pulo mais seguro para o governo, mesmo disputando contra um candidato da situação —provavelmente Edison Lobão —  que teria o apoio da máquina governamental. Na Prefeitura, Dino teria tempo suficiente para se consolidar como liderança política, aglutinando mais forças para o projeto de candidatura ao governo em 2014. Já José Reinaldo, olha para o próprio umbigo: quer salvar o projeto de Castelo, trabalhando pela sua reeleição, visando o apoio da máquina da Prefeitura para uma possível candidatura dele (Reinaldo) ao Senado, ou mesmo a deputado federal. Deve estar cansado do ostracismo político.

Com a liderança que tem, junto ao eleitorado de São Luís, Flávio Dino não deve seguir a orientação de seu “mentor” na política. Se o comunista tem compromisso com o povo de São Luís, deve dar sua contribuição para defenestrar Castelo e sua troupe da Prefeitura. Dino não pode ficar à mercê das conjecturas traçadas por José Reinaldo, que só tem compromisso mesmo com João Castelo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário