Rádio Voz do Maranhão

terça-feira, 5 de junho de 2012

Secretário de Segurança diz que nenhum crime contra motoristas ou cobradores ficará impune


O secretário de Estado de Segurança Pública, Aluisio Mendes, garantiu aos representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário do Estado do Maranhão (STTREMA), a total apuração do homicídio que vitimou o cobrador de ônibus da empresa Taguatur, Antonio José Almeida, 34 anos, assassinado na noite da última quarta-feira (4). A garantia foi dada durante a reunião em seu gabinete, na qual estiveram presentes a cúpula do Sistema Estadual de Segurança e também representantes do Sindicato de Empresas de Transportes de Passageiros de São Luis (SET).

Mendes afirmou que a Polícia já tem a identificação do autor dos disparos e equipes da PM e da Polícia Civil estão em campo, desde que aconteceu o fato, à procura do suspeito. Ele determinou a intensificação das ações de patrulhamento em toda a Região Metropolitana de São Luís a fim de coibir assaltos a coletivo.

“Nenhum crime contra motorista ou cobradores ficará impune. Todos os casos foram esclarecidos e neste não será diferente. As polícias tem se empenhado para garantir ainda mais a queda dos índices de assaltos a coletivos”, destacou Aluisio Mendes, comentando ainda que o Maranhão é um dos estados do Brasil que mais reduziu este tipo de ação criminosa, ficando atrás apenas de Santa Catarina.

Aluisio Mendes apresentou aos representantes do sindicato e ao SET, os investimentos que serão feitos no setor de segurança este ano. Afirmou que o edital para o concurso público está em fase de conclusão. Só para São Luis serão quase 900 vagas. Além do concurso, serão instaladas 200 câmeras de videomonitoramento em pontos estratégicos de São Luis, entre outras ações.

Redução

Segundo levantamento do Centro Integrado de Operações Policiais (Ciops), nos primeiros cinco meses deste ano, houve uma redução de 51% no número de ocorrências relacionadas aos assaltos a ônibus em relação ao mesmo período do ano passado. Em 2011 foram registradas 63, contra apenas 31 este ano. Desde janeiro, os números já apresentavam queda. Em janeiro de 2011, 23 ocorrências foram registradas, e este ano foram 07.

Em março do ano passado, 10 coletivos foram alvos de assaltos, em 2012, o número caiu para seis. Já em abril tiveram 12 assaltos e este ano, oito foram registrados. Maio fechou com oito assaltos.

“Estamos sempre deflagrando operações de combate a assaltos em toda a Região Metropolitana. Durante alguns dias estratégicos colocamos todos os nossos policiais nas ruas. Diversas operações, como a catraca são deflagradas periodicamente a procura de assaltantes e armas. Precisamos do número de ônibus e de rotas para que possamos montar nossas ações”, detalhou o comandante geral da Polícia Militar, coronel Franklin Pacheco.

Ação preventiva

Durante a reunião, a delegada geral de Polícia Civil, Maria Cristina Resende alertou a categoria sobre a importância do registro do Boletim de Ocorrência (B.O.). De acordo com a delegada algumas ocorrências poderão ser evitadas caso a Polícia Civil seja comunicada com antecedência. “Todos os motoristas precisam registrar o B.O. em qualquer tipo de ocorrência que coloque a vida deles em risco. Em casos de pessoas utilizando cartões de transporte irregular, os cobradores devem chamar imediatamente a Polícia”,

Já Dorival Silva, presidente do STTREMA, declarou acreditar no trabalho da Polícia e reconheceu o empenho do Sistema de Segurança na solução deste caso. “Sempre tivemos um contato próximo com o sistema de Segurança. Todas as vezes que precisamos fomos prontamente atendidos”, avaliou.

O presidente do sindicato chamou a atenção para o fato do suspeito de ter cometido o homicídio, já ter sido preso antes pela Polícia. “Grande parte destes criminosos são reincidentes. Existe uma falha e precisa ser revestida”, alertou.

Durante a reunião, o SET se comprometeu a adotar algumas medidas para inibir a ações de assaltantes. O Sindicato das Empresas de Transportes pretende instalar em toda a frota câmeras de seguranças em todos os ônibus que circulam em São Luis.

Presentes, também, na reunião, o comandante do Policiamento Metropolitano, coronel Jeferson Teles; o superintendente de Polícia Civil da Capital, delegado Sebastião Uchoa; Major Osmar Alves, coordenador do Ciops; e Gilson Neto, diretor jurídico do SET.

Nenhum comentário:

Postar um comentário