Rádio Voz do Maranhão

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Repórter acusa governo de Roraima de agressão e cerceamento profissional


KÁTIA BRASIL
DE MANAUS

Um repórter da "Folha de Boa Vista" acusa o chefe da Casa Militar de Roraima de tê-lo agredido e retirado à força de um evento do governo.

O fotógrafo Janderson Nobre, 29, diz ter sido abordado pelo coronel Edison Prola e por outros policiais enquanto cobria uma entrega de brinquedos em um estádio de Boa Vista, no último domingo (23).

Nobre disse que a abordagem ocorreu após ele ter feito imagens de uma mulher que recebia atendimento médico, e ainda antes da cerimônia da entrega dos brinquedos.

"Nesse momento fui abordado pelos oficiais, que me pediram para não fotografar. O coronel Prola me pegou pelo braço, gritou e me expulsou do estádio. Ainda consegui ligar a máquina e gravei a agressão", disse o repórter fotográfico.

Nobre foi levado ao IML (Instituto Médico Legal), onde passou por exame de corpo de delito. Reportagem recente da "Folha de Boa Vista" apontara suspeitas sobre a licitação para a compra dos brinquedos entregues no domingo. "Não sei os motivos reais do governo [para a suposta agressão], mas com certeza foi cerceada a liberdade de imprensa numa cobertura jornalística", afirmou.


O governador José de Anchieta Júnior (PSDB), que participou do evento, não se pronunciou sobre a denúncia de agressão.

O subsecretário de Comunicação do governo, Gustavo Vieira, negou que o repórter tenha sido agredido, mas criticou a "Folha de Boa Vista". Afirmou que Nobre foi retirado do evento porque fotografou uma senhora sem permissão e porque não portava credencial do jornal.

"Ele [Nobre] deveria respeitar as pessoas, não respeitou. O jornal 'Folha de Boa Vista' não desceu do palanque, não faz jornalismo e não se conformou com a vitória do governo", disse.

Frederico Leite, advogado da "Folha de Boa Vista", disse que ingressará com representação no Ministério Público de Roraima contra o governador e os oficiais da Polícia Militar envolvidos no episódio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário