Rádio Voz do Maranhão

sábado, 13 de abril de 2019

Flávio Dino rebate deputado que tem nojo de pobre: “Não será esse tipo de oposição que vai parar o projeto do cais turístico na Ponta D’Areia”


Em resposta ao deputado Edilázio Júnior, que revelou preconceito contra pobres, a “gente classe C”, o governador Flávio Dino disse que “claro que não dá para levar a sério ‘argumentos’ preconceituosos contra moradores da Baixada, mototaxistas e outros trabalhadores”.

A declarações do deputado sarneysista foram feitas durante encontro com moradores da área da Península da Ponta d´Areia para discussão sobre o cais que será construído pelo governo, à altura do Iate Clube.

“Na imagem [o projeto] é muito bacana, é muito bonito. Se fosse aquilo ali, ia ser muito bacana, que cada um podia ter a sua lancha, podia ter o seu barco, seria algo a mais para agregar à Península da Ponta d’Areia, mas que de fato, o que vai trazer e o público que vai vir pra cá é um público que não tem nada a ver com vocês, que não tem nada a ver com a gente e, sem desmerecer, que não entendam mal, mas o que vai vir pra cá é o público C”, declarou Edilázio Júnior.

O governador assegura que “não será esse tipo de oposição que vai parar o projeto do cais turístico na Ponta D’Areia”.

Confira o que disse o governador nas redes sociais:

Ouvi quase sem acreditar que um deputado federal não quer “gente classe C” perto dele. Perto do “IPTU mais caro de São Luís”.

Isso é um absurdo tão grande que desde logo informo que os “argumentos” do deputado estão rejeitados e o projeto do cais seguirá adiante.

Claro que não dá para levar a sério “argumentos” preconceituosos contra moradores da Baixada, mototaxistas e outros trabalhadores.

Não será esse tipo de oposição que vai parar o projeto do cais turístico na Ponta D’Areia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário