sábado, 22 de junho de 2019

Mistério: Bebê de dois meses desaparece de casa e moradores de Belágua fazem manifestação; polícia investiga o caso


Um bebê de apenas dois meses foi supostamente raptado da casa dos pais, na madrugada de sexta-feira (21), na cidade de Belágua, a 280 km de São Luís. Identificado como Jhonatan Alves dos Santos, o bebê é filho do Eudilene e Tadeu.

Ao tomar conhecimento do fato, a Polícia Civil e Conselho Tutelar foram à casa dos pais do bebê para fazer os primeiros levantamentos. A polícia ouviu o casal e passou a trabalhar com a hipótese de rapto, inicialmente apresentada pelos pais. 

Em princípio, a polícia desconfiou do comportamento dos pais, que não demonstravam desespero com o desaparecimento de um filho recém-nascido. 

Já foram realizadas buscas num rio e matagal que ficam próximos à residência dos pais da criança, mas nada foi encontrado.

Moradores da localidade, revoltados com o caso, fizeram manifestação no início da noite deste sábado (22), em frente à delegacia da cidade. O objetivo é pedir maior agilidade no trabalho de investigação.

“O nosso objetivo não é linchar os pais, mas pedir mais empenho no trabalho de investigação”, diz a participante de um grupo criado no WhatsApp para mobilizar moradores da localidade.

Em um dos áudios, uma das vizinhas dos pais diz que ouviram o choro do bebê até por volta de 2h da madrugada.

“Os cachorros latiam muito. A gente não se levantou porque pensava que era algum animal. O sumiço do bebê se deu entre 3h e 4h. O avô do bebê chegou a acordar e chamar o pai. Às 6h, o pai acordou e não encontrou mais o bebê e revolveu chamar a gente. Chegamos a procurar até em um rio que passa nas proximidades da casa”, disse a vizinha.

A mulher diz que as pessoas desconfiaram do envolvimento dos pais, num primeiro momento, pois eles se mantinham frios, sem manifestar preocupação e nem chorar.

“A mãe só veio chorar hoje depois que viu que a situação é complicada. O pai também passou a demonstrar preocupação”, acrescenta a vizinha do casal.

Além de manifestação em frente à delegacia, moradores também se concentraram no entorno da casa dos pais do bebê desaparecido. 

No entanto, os moradores não acreditam que os pais possam estar envolvidos com o desaparecimento do próprio filho.

Aos participantes dos protestos, os policiais garantiram que o delegado da cidade de Chapadinha, investigadores, peritos e o Corpo de Bombeiros estarão em Belágua, por volta de meio-dia deste domingo (23), para avançar nos trabalhos de investigação para desvendar esse mistério do desaparecimento do bebê.

Informações passadas ao blog, dão conta que toda a família está muito abalada e espera ansiosamente que o bebê seja encontrado com vida e que o responsável pelo rapto seja preso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário