quarta-feira, 28 de outubro de 2020

Dono de restaurante e vigilante são presos por suspeita de arrastar homem em situação de rua até a morte em São Luís

Crime aconteceu em 17 de maio deste ano. Corpo da vítima foi encontrado em frente ao Terminal de Integração da Praia Grande.

Câmeras de segurança flagraram Carlos Alberto Santos sendo arrastado até a morte pelo Centro de São Luís.

Dois suspeitos de terem arrastado um homem em situação de rua até a morte pelo Centro de São Luís foram presos nessa terça-feira (27).

De acordo com o delegado da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), Felipe César, foram detidos um empresário, dono de restaurantes na área próxima ao crime, e o vigilante de um desses estabelecimentos comerciais.

O crime aconteceu no dia 17 de maio, e o corpo do homem, identificado como Carlos Alberto Santos, de 36 anos, foi encontrado em frente ao Terminal de Integração da Praia Grande.

O delegado Felipe César afirma que o crime foi motivado porque Carlos Alberto teria roubado várias vezes um restaurante do empresário. Após ser detido pelo vigilante, o homem em situação de rua foi agredido, amarrado em um carro e arrastado pelo dono do estabelecimento comercial até o Terminal de Integração.

Câmeras de segurança flagraram o momento em que Carlos Alberto foi arrastado pela Rua de Santana, no Centro de São Luís.

As imagens também exibem o instante em que o empresário freia o carro para iniciar uma conversa e tomar uma bebida, enquanto a vítima estava amarrada.

Além disso, o vídeo mostra o carro passando por cima do homem em situação de rua. "É um crime muito chocante, as imagens mostram o tamanho da barbárie", disse Felipe César.

Depois do crime, o empresário fugiu para São Paulo e foi preso no retorno a São Luís. O carro utilizado para arrastar a vítima foi apreendido pela SHPP. O vigilante, por sua vez, foi localizado e preso no bairro Cidade Operária. 

Os dois suspeitos foram encaminhados para a sede da SHPP, na Avenida Beira-Mar.

Com informações do Imirante

Nenhum comentário:

Postar um comentário