Rádio Voz do Maranhão

quinta-feira, 10 de dezembro de 2020

Polícia prende 42 suspeitos de envolvimento em assassinatos no MA; em São Luís, operação foi no condomínio Eco Tajaçuaba

A Polícia Civil do Maranhão (PCMA) deflagrou, na manhã de quinta-feira (10), a Operação Vida Segura com apoio da Polícia Militar do Maranhão (PMMA) e Centro Tático Aéreo (CTA), com objetivo de prevenir crimes contra a vida, com cumprimento de mandados de prisão e outras medidas judiciais.

Mandados de prisão de homicídios decorrentes da operação começaram a ser cumpridos na segunda-feira (7), tanto na capital quanto no interior do estado. Na ação desta quinta-feira, na capital, o efetivo da Polícia Civil foi de 256 policiais e 64 viaturas, além do apoio de 80 policiais militares e o helicóptero do Centro Tático Aéreo (CTA).

Durante a operação, na zona rural de São Luís, foram cumpridos 89 mandados de busca e apreensão no Condomínio Eco Tajaçuaba e 17 (dezessete) mandados de prisão contra envolvidos em crimes que residem no local.

O resultado da operação foi a prisão de dez pessoas, que respondem pela prática de crime de homicídio, naquela região, e quatro que respondem por tráfico de drogas e associação para o tráfico, totalizando quatorze pessoas presas.

Somadas as prisões de operações do interior do estado, totalizam 42 prisões, desde 07 de dezembro.

No interior, foram feitas prisões preventivas nas cidades de Guimarães, Miranda do Norte, Cururupu e Penalva chegando a um total de 27 prisões.

Área dominada por facções criminosas

Na capital, a operação tem o objetivo de combater possíveis casos de poder paralelo exercido por integrantes de facções criminosas no Residencial Eco Tajaçuaba, no bairro Santa Bárbara.

Há cerca de dois meses, a Polícia Civil vinha monitorando os criminosos após um crime bárbaro que ocorreu na região, onde uma garota foi torturada, espancada e morta, após fazer referências a uma facção rival.

As investigações também constataram que moradores estavam sendo expulsos de seus imóveis para ocupação de faccionados que ditavam “as regras” entre a comunidade do Eco Tajaçuaba e a Vila Albino Soeiro.

Além das 14 prisões no Eco Tajaçuaba, os policiais também prenderam mais 8 pessoas na Vila Conceição, região do Calhau.

Segundo o secretário de Segurança, Jefferson Portela, a Operação Vidas Seguras passará a ser um modelo com objetivo exclusivo de combater a expansão de facções criminosas em residenciais populares do programa Minha Casa, Minha Vida” no Maranhão. “Usaremos o poder do estado para coibir tais atos”, disse o secretário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário