Rádio Voz do Maranhão

segunda-feira, 1 de novembro de 2021

Empresários dobram Eduardo Braide, conseguem R$ 12 milhões de reforço no caixa e greve dos rodoviários acaba

A greve dos rodoviários de São Luís foi encerrada nesta segunda-feira (1º) após os empresários conseguirem dobrar o prefeito Eduardo Braide, mostrando que mandam no sistema de transporte.

Braide entregou aos donos das empresas de ônibus nada menos que 12 milhões de reais em dinheiro público.

Esse valor é correspondente a três meses de pagamento de R$ 2,5 milhões de subsídio mensal aos empresários, diretamente na conta, mais R$ 1,5 milhão por meio de um cartão cidadão.

O subsídio é válido até o final do mês de dezembro deste ano. Depois disso, os empresários deverão pressionar por novo auxílio o por aumento da passagem de ônibus na Ilha de São Luís.

Ao longo dos 12 dias de greve, Braide se mostrou omisso. Somente no 5° dia resolveu se reunir com representantes do SET e dos rodoviários, chegando a apresentar uma proposta de R$ 8,5 milhões de auxílio emergencial aos empresários. eles não aceitaram, alegando que não teriam condições de arcar com as demandas dos trabalhadores.

O prefeito, com medo, não partiu para intervenção nas empresas e nem ameaçou cassar concessões para nova licitação. O acordo foi uma vitória dos empresários.

Os rodoviários aprovaram a seguinte proposta:

Reajuste salarial de 5%

— Percentual de 6% no tíquete alimentação, que corresponde a R$ 620,00 (seiscentos e vinte reais).

— Não haverá descontos nos doze dias de paralisação nos salários dos trabalhadores rodoviários

— As empresas que estão com meses de salários atrasados, terão o prazo de pagamento até quarta-feira (3).

Confira a nota do Sindicato dos Rodoviários

O Sindicato dos Rodoviários do Maranhão informa, que a reunião que aconteceu na manhã desta segunda-feira (1), na Prefeitura de São Luís, houve um consenso entre as partes envolvidas.

O Presidente do Sindicato dos Rodoviários, Marcelo Brito, juntamente com a advogada da entidade, Valuzia Santos, trouxeram uma contraproposta da Prefeitura para a categoria apreciar:

- Reajuste salarial de 5%

- Percentual de 6% no tíquete alimentação, que corresponde a R$ 620,00 (seiscentos e vinte reais).

- Não haverá descontos nos doze dias de paralisação nos salários dos trabalhadores rodoviários

- As empresas que estão com meses de salários atrasados, terão o prazo de pagamento até quarta-feira (3).

A categoria apreciou a contraproposta recebida e decidiu pelo fim do movimento grevista.

O Prefeito Eduardo Braide se comprometeu em acompanhar de perto todo acordo feito entre Sindicato dos Rodoviários e empresários.

Ascom Sind. Rodoviários - MA

7 comentários:

  1. Ue se o cara não resolvia vc falava agora que erwsolveu fica criticando alguém.mais se propôs a resolvero problema da greve ? Não o governador e seus aliados ajudaram em algo? Não vc acha que ele foi e será o único prefeito a dar subsídio a empresas ? Tá na hr de cobrar da MOB ônibus novos pq o que rodam nas regiões metropolitana são restos de sucatas que não servem.mais em São luis e São jogados p São José de rinamat paço do lumiat e raposa

    ResponderExcluir
  2. Importante e que foi resolvido cadê o governador esse sim tá omisso

    ResponderExcluir
  3. Dinheiro público dado de mãos beijadas a essa corja de empresários que se alimentam do suor do pobre trabalhador.Era tudo um joguete para ludibriar a população e ele entregar o dinheiro público a empresários.E no fim do ano Pilatos lava as mãos e entrega o povo ao sacrifício,pois o aumento será inevitável e inadiável

    ResponderExcluir
  4. Esse blogueiro é pau mandado do (desgoverno comunista)

    ResponderExcluir
  5. Quem fala dessa forma criticando o governador, não conhece o limite dos pobres, federal, estadual e municipal, isso é caso pra o município resolver

    ResponderExcluir
  6. No lugar de pobres, entenda poders

    ResponderExcluir