Rádio Voz do Maranhão

segunda-feira, 4 de dezembro de 2023

Policial militar mata esposa a tiros durante discussão em São Paulo

 

Um policial militar foi preso após ser flagrado no momento em que agride e dispara três vezes contra a esposa resultando em sua morte. O caso aconteceu neste domingo (3), na zona Norte de São Paulo. As imagens registradas por uma câmera de segurança de um imóvel nas proximidades mostram o exato momento do crime. 

Identificado como Soldado Cezar de Lima, de 36 anos, ele foi preso em flagrante pela Polícia Militar. De acordo com informações da PM, a vítima foi identificada como Erika Satelis Ferreira de Lima, ela foi atingida por dois dos três disparos feitos pelo soldado.

O crime foi oficialmente registrado como feminicídio na 4ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) Norte. Thiago, de 36 anos, foi conduzido ao Presídio Romão Gomes, da Polícia Militar, localizado na região. Erika, com 33 anos, estava casada com Thiago havia seis meses e deixou duas filhas de um relacionamento anterior.

As imagens, capturadas por uma câmera de segurança de uma propriedade, mostram o carro parado na Rua Bananalzinho, em Perus.

As cenas, compartilhadas nas redes sociais, estão sendo analisadas pela Polícia Civil, que está investigando o caso.

No vídeo, Erika abre a porta do motorista, e em seguida abre a porta traseira. Thiago está no banco de trás, e ela tenta retirá-lo sem sucesso. Ambos saem do automóvel e iniciam uma discussão do lado de fora. Thiago desfere uma série de socos no rosto de Erika, seguidos de tiros. Erika, cambaleando, bate a cabeça no porta-malas e cai no chão. O policial entra no carro, acelera, mas retorna para arrastar Erika de volta ao veículo.

O agressor ainda levou a vítima a um hospital na região, no entanto, ela não resistiu. Conforme o boletim de ocorrência, ele admitiu ter atirado na esposa após uma discussão, alegando que ela tentou pegar sua arma. Entretanto, as imagens não corroboram essa versão.

A pistola Glock calibre .40 do policial militar foi apreendida para perícia, e a Corregedoria da PM foi acionada para investigar a conduta de Thiago. Ele também enfrentará acusações criminais na Polícia Civil.

3 comentários:

  1. Armas só quem deve usar são pessoas treinadas e com preparo psicológico, esse soldado não era preparado pra isso.

    ResponderExcluir
  2. Eu vi esse vídeo hoje...muito triste a agonia dela na hora da morte...mais revoltante é saber que essa imundice ainda vai voltar para as ruas de São Paulo para matar mais ainda...que sirva de lição pra essas doidas que andam com esses caras...eles matam sem dor e nem pena.

    ResponderExcluir
  3. Mulher bonita tem que ter muito cuidado, esse caboclo feio enlouqueceu.

    ResponderExcluir